Atualidades

2ª Jornada Litúrgica e 28ª Assembleia da Associação dos Liturgistas do Brasil (Asli)

Os 50 anos da II Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano, em Medellín, na Colômbia, serão lembrados durante a 2ª Jornada Litúrgica e 28ª Assembleia da Associação dos Liturgistas do Brasil (Asli), que acontecerá em Florianópolis (SC), de 30 de janeiro a 03 de fevereiro. A proposta da Jornada é de debater e partilhar trabalhos que abordam a temática da Liturgia à luz da Conferência de Medellín, que completa meio século em 2018.

Na preparação para a celebração jubilar do encontro do episcopado latino-americano realizado após o Concílio Vaticano II na cidade colombiana, os liturgistas seguirão a metodologia de partilha do contexto e da caminhada histórica da liturgia a partir das reflexões de Medellín. Uma palestra sobre a temática principal antecede este momento.

Os associados foram convidados pelo presidente da Associação, padre Kleber Rodrigues, a contribuírem através de comunicações e artigos científicos, resultados de experiências ou de atividades de pesquisa, realizados nos últimos anos e condizentes ao campo da Ciência Litúrgica, Pastoral Litúrgica, Música e Arte Sacra. As contribuições serão apresentadas em resumos na 2ª Jornada Litúrgica. As íntegras dos materiais serão divulgadas nos anais da 2ª Jornada Litúrgica da Asli e, em seguida, publicadas, a previsão é que esta etapa seja concluída em março deste ano.

Durante a Jornada, reservada aos membros, acontecerá a 28ª Assembleia da Asli, órgão máximo de decisão e planejamento da Associação, no qual são desenvolvidos temas de interesse dos liturgistas conforme o desafio que representam para a ciência litúrgica.

O assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), frei Faustino Paludo, é membro da Asli e participará da Jornada e Assembleia. O bispo de Paranaguá (PR) e membro da Comissão para Liturgia da CNBB também faz parte da Associação e estará presente no evento. Ainda são associados à Asli os arcebispos de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio Rocha, e de Santa Maria (RS), dom Hélio Adelar Rubert, e o bispo de Cornélio Procópio (PR), dom Manoel João Francisco.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card