Atualidades

Bispos falam sobre Amazônia, Congresso Missionário e nota sobre Povos Tradicionais

Na tarde de hoje, 24, aconteceu no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP), mais uma entrevista coletiva com a imprensa. Os bispos que falaram com a imprensa foram: o arcebispo emérito de São Paulo e presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da CNBB, cardeal Cláudio Hummes; o bispo de Balsas (MA) e presidente da Comissão Pastoral da Terra (CPT), dom Enemésio Angelo Lazzaris e o bispo de Ponta Grossa (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, dom Sérgio Arthur Braschi.

Abrindo a coletiva, dom Sérgio Braschi destacou o 3º Congresso Missionário Nacional, que acontecerá em Palmas (TO), de 12 a 15 de julho. Além disso, dom Sérgio ressaltou a participação brasileira no 4º Congresso Americano Missionário e no 9º Congresso Missionário Latino-Americano (CAM 4 – Comla 9), a ser realizado na Venezuela, em novembro de 2013.

“A Igreja é essencialmente missionária, por isso destacamos o 3º Congresso Missionário Nacional, que tem como tema ‘Discipulado missionário do Brasil para um mundo secularizado e pluricultural, à luz do Vaticano II’. Esse congresso tem a finalidade de rever a caminhada missionária no Brasil”, disse dom Sérgio sobre o evento que acontecerá em Palmas.

Já o cardeal Cláudio Hummes, presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, fez um relato de sua viagem missionária à Amazônia, no último mês.

“Fiquei impressionado com a viagem que a Comissão para a Amazônia fez àquela região. Pudemos ver com nossos próprios olhos as dificuldades enfrentadas por àquele povo. Pude perceber que a Igreja lá ainda está florescendo. Visitei a diocese de São Gabriel da Cachoeira (AM), e fique encantado, pois, de acordo com informações locais, a diocese é formada por 98% de indígenas. E a floresta, por lá, ainda é intocada, com apenas 4% de desmatamento. Uma verdadeira beleza”, destacou dom Cláudio Hummes.

Dom Enemésio Lazzaris apresentou aos jornalistas uma nota da CNBB sobre a defesa dos territórios e dos direitos dos povos indígenas, quilombolas, pescadores artesanais e demais populações tradicionais.

“Vivemos a realidade de dois ‘Brasis’, o que se vangloria com a realização de grandes obras e dos que são impactados por esses mega projetos, como é o caso claro das pessoas que vivem a realidade da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira (PA)”, ressaltou dom Enemésio.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Presidente da CNBB reflete sobre tema da CF 2018

Ordenação Presbiteral do Diácono Rodrigo Alves de Oliveira Arruda, SCJ

Carta da Articulação das Pastorais Sociais, CEBs e Organismos da Arquidiocese de Fortaleza acerca da chacina das Cajazeiras e a violência crescente em nossa cidade, estado, país

Voltados ao mistério

Mensagem do Papa para a Quaresma 2018


QR Code Business Card