Atualidades

Bispo do Haiti fala para agentes da Pastoral da Comunicação

Nesta manhã, dia 15 de dezembro, representantes da Pastoral da Comunicação (PASCOM ) da Arquidiocese de Fortaleza estiveram reunidos no auditório da Paróquia da Paz, no bairro Aldeota, com Dom Joseph Gontrand Décoste, SJ, Bispo da Diocese de Jerémie, do Haiti.

Dom Joseph abriu a coletiva salientando a importância da Pastoral da Comunicação no anúncio e divulgação da mensagem de Jesus Cristo. Em seguida, fez um pequeno relato sobre a atual situação do Haiti.

Mergulhado na pobreza, a situação piorou muito após o terremoto de magnitude 7 que atingiu o Haiti no dia 12 de janeiro de 2010 quando mais de 200 mil pessoas morreram, 300 mil ficaram feridas e mais de um milhão desabrigados. O Haiti é considerado o país mais pobre das Américas.

“Após o terremoto o que notamos é que apesar das igrejas terem ido por terra, destruídas, a cruz de cada uma dessas igrejas, permaneceu eu pé. A cruz, tornou-se para o povo haitiano um sinal da presença de Deus e do Senhor Jesus”, dissertou Dom Joseph.

Ao falar do povo haitiano, ele afirmou que o seu povo é muito semelhante ao povo brasileiro. E continuou: “O povo haitiano é profundamente religioso, alegre, tem suas origens ancestrais na África e como no Brasil há a presença forte do sincretismo religioso. É um povo que não se deixa abater em suas esperanças. Emocionado concluiu: O povo haitiano é um povo que chora, mas canta e dança.”

Perguntado sobre a presença da Igreja nesse momento de tribulação e fragilidade social, o religioso enfatizou: “A Igreja está muito presente em todas as realidades sociais do povo haitiano. Tem sido não só animadora da fé, mas também responsável pela organização das comunidades e pelo fortalecimento da solidariedade, numa terra onde poucos têm muitas terras e a grande maioria, os pobres, não tem nada. Trabalhamos para que essas pessoas saiam e superem as atuais dificuldades.”

Falando sobre a educação e migração, Dom Joseph disse que “ educar é uma prioridade de trabalho da Igreja local e que tem orientado o povo, sobretudo os jovens, a não deixarem suas comunidades. Após o terremoto a capital, Porto Príncipe, tem concentrado o maior números de migrantes, por isso, também concentra os maiores problemas sociais.”

Sobre a ajuda recebida da Arquidiocese de Fortaleza, especialmente da Paróquia da Paz, o bispo haitiano expressou: “O que mais nos chamou a atenção foi a maneira de como foi feita. Padre Virgínio Serpa e Frei Wilson viajaram até lá para nos visitar e entregar as doações. O gesto de solidariedade dos brasileiros, especialmente de Fortaleza e da Paróquia da Paz, é prova de que o amor supera as fronteiras, pois o amor é que faz a diferença.”

Veja galeria de fotos

Compartilhe

Subir

2 Comentários »

2 Comentários »

  • Antª Furtado disse:

    É tudo que estamos vivenciando no presente epoca foi tudo documentado previamente.
    Eu poderia ter ajudado mais a igreja,bem que tentei hoje refletindo sobre as coisas, Deus foi e é muito bom para mim,depois de tantas opressoes que vivo sofrendo,Deus me deu mais um DOM ,eu fui comparada a cidade do Haiti atraves da parabula do terremoto.

  • Thiago Ribeiro disse:

    Preparar os caminhos do Senhor é preparar os caminhos de um mundo mais humano e solidário com os irmãos esquecidos. Este foi um tempo muito forte para os que fazem a Paróquia Nossa Senhora da Paz, celebramos antecipadamente e com júbilo a presença do Deus Menino. Construimos uma rede de solidariedade para o povo haitiano. E tivemos a presença do Sr. Bispo Dom Joseph, homem simples e alegre, características que revelam uma proximidade com a nossa cultura. Dom Joseph Fortaleza é sua casa, seja sempre bem vindo.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 8,4-15

Visita Pastoral na Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Maranguape

II Romaria Bíblica e encontro sobre contabilidade na Região São Pedro e São Paulo

Palestras sobre o tema Comunicação na Faculdade Católica de Fortaleza

Convite de Dom José Antonio – Simpósio Arquidiocesano no Ano Mariano


QR Code Business Card