Atualidades

Bispo do Haiti fala para agentes da Pastoral da Comunicação

Nesta manhã, dia 15 de dezembro, representantes da Pastoral da Comunicação (PASCOM ) da Arquidiocese de Fortaleza estiveram reunidos no auditório da Paróquia da Paz, no bairro Aldeota, com Dom Joseph Gontrand Décoste, SJ, Bispo da Diocese de Jerémie, do Haiti.

Dom Joseph abriu a coletiva salientando a importância da Pastoral da Comunicação no anúncio e divulgação da mensagem de Jesus Cristo. Em seguida, fez um pequeno relato sobre a atual situação do Haiti.

Mergulhado na pobreza, a situação piorou muito após o terremoto de magnitude 7 que atingiu o Haiti no dia 12 de janeiro de 2010 quando mais de 200 mil pessoas morreram, 300 mil ficaram feridas e mais de um milhão desabrigados. O Haiti é considerado o país mais pobre das Américas.

“Após o terremoto o que notamos é que apesar das igrejas terem ido por terra, destruídas, a cruz de cada uma dessas igrejas, permaneceu eu pé. A cruz, tornou-se para o povo haitiano um sinal da presença de Deus e do Senhor Jesus”, dissertou Dom Joseph.

Ao falar do povo haitiano, ele afirmou que o seu povo é muito semelhante ao povo brasileiro. E continuou: “O povo haitiano é profundamente religioso, alegre, tem suas origens ancestrais na África e como no Brasil há a presença forte do sincretismo religioso. É um povo que não se deixa abater em suas esperanças. Emocionado concluiu: O povo haitiano é um povo que chora, mas canta e dança.”

Perguntado sobre a presença da Igreja nesse momento de tribulação e fragilidade social, o religioso enfatizou: “A Igreja está muito presente em todas as realidades sociais do povo haitiano. Tem sido não só animadora da fé, mas também responsável pela organização das comunidades e pelo fortalecimento da solidariedade, numa terra onde poucos têm muitas terras e a grande maioria, os pobres, não tem nada. Trabalhamos para que essas pessoas saiam e superem as atuais dificuldades.”

Falando sobre a educação e migração, Dom Joseph disse que “ educar é uma prioridade de trabalho da Igreja local e que tem orientado o povo, sobretudo os jovens, a não deixarem suas comunidades. Após o terremoto a capital, Porto Príncipe, tem concentrado o maior números de migrantes, por isso, também concentra os maiores problemas sociais.”

Sobre a ajuda recebida da Arquidiocese de Fortaleza, especialmente da Paróquia da Paz, o bispo haitiano expressou: “O que mais nos chamou a atenção foi a maneira de como foi feita. Padre Virgínio Serpa e Frei Wilson viajaram até lá para nos visitar e entregar as doações. O gesto de solidariedade dos brasileiros, especialmente de Fortaleza e da Paróquia da Paz, é prova de que o amor supera as fronteiras, pois o amor é que faz a diferença.”

Veja galeria de fotos

Compartilhe

Subir

2 Comentários »

2 Comentários »

  • Antª Furtado disse:

    É tudo que estamos vivenciando no presente epoca foi tudo documentado previamente.
    Eu poderia ter ajudado mais a igreja,bem que tentei hoje refletindo sobre as coisas, Deus foi e é muito bom para mim,depois de tantas opressoes que vivo sofrendo,Deus me deu mais um DOM ,eu fui comparada a cidade do Haiti atraves da parabula do terremoto.

  • Thiago Ribeiro disse:

    Preparar os caminhos do Senhor é preparar os caminhos de um mundo mais humano e solidário com os irmãos esquecidos. Este foi um tempo muito forte para os que fazem a Paróquia Nossa Senhora da Paz, celebramos antecipadamente e com júbilo a presença do Deus Menino. Construimos uma rede de solidariedade para o povo haitiano. E tivemos a presença do Sr. Bispo Dom Joseph, homem simples e alegre, características que revelam uma proximidade com a nossa cultura. Dom Joseph Fortaleza é sua casa, seja sempre bem vindo.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card