Atualidades

Grito dos Excluídos 2016, em Fortaleza

 

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA e as PASTORAIS SOCIAIS da ARQUIDIOCESE convocam você, sua Paróquia, Comunidade, Grupo, Organização e Regiões Episcopais a participar do 22º. GRITO DOS EXCLUÍDOS que acontecerá no dia 7 de Setembro, no Jangurussu.

Tema: VIDA EM PRIMEIRO LUGAR

Lema: ESTE SISTEMA É INSUPORTÁVEL: EXCLUI, DEGRADA, MATA!

grito_2016_t

  • Programação em Fortaleza:
  • 8h Concentração na Escola Delma Hermínia – (em frente a Escola na Perimetral)
  • Acolhida / animação / explicação do sentido do Grito/2016 / fala dos catadores/as e comunidade Jangurussu.
  • 8h30min Mística no caminho – Temáticas: Mulheres, Catadores/as e Povos indígenas. Responsáveis: Lilian, Socorrinha, Beth, Ioneide e Ir. Alberlândia.
  • 9h 1ª Parada no campo de futebol do Jangurussu – Tema: “Exclusão” (Dentro da Comunidade). Três falas de 5minutos cada
  • 10h 2ª Parada no cruzamento das Avenidas Perimetral e Castelo de Castro / Próximo ao CUCA – Extermínio da Juventude / Lei Antiterrorismo. Responsáveis: PJMP e Jovens Shalom (Márcia, Italo e Shirley) – 20min
  • 11h 3ª Parada na Capela de Santa Clara/Próximo ao ECOPONTO / São Cristóvão – Tema: Profetismo (Rede de Catadores/as, Questões Climáticas e Água) e Sinais de Vida (Pastorais Sociais, CEBs e o Movimento Social) – mostra das bandeiras que trazem sinais de vida.
  • – Reforço do abaixo-assinado
  • – Momento final: Partilha

Entenda:

A escolha do lema deste ano teve inspiração nas várias referências do Papa Francisco, durante o Encontro Mundial com os Movimentos Populares, que ocorreu na Bolívia, onde o Papa falou da urgência em romper o silêncio e lutar por mudanças reais dentro do sistema capitalista, que não compreende o sentido do “cuidar da Casa Comum”.

De acordo com a coordenação nacional, “o Grito precisa continuar acontecendo, enquanto um exercício democrático e espaço para repercutir os diversos gritos sufocados ou silenciados, manifestando indignação diante de um sistema político e econômico que exclui e descarta a maioria da população da participação e decisão dos rumos do país, independente de partidos e governos. Um dos desafios do Grito é estar no meio do povo como espaço de organização e mobilização, como um pequeno grande professor que contribui viabilizando informação, formação e incentivando a participação popular, condição essa para construirmos as mudanças”.

 

7 de Setembro – Dia de luta do povo

O Grito dos/ Excluídos/as se realiza há 22 anos durante a Semana da Pátria, tendo como ponto máximo de manifestações populares o dia 7 de Setembro – data em que se celebra a independência do Brasil. Neste sentido, o Grito é um momento e espaço para que o povo possa questionar que tipo de independência temos. Afinal, em que somos ou não independentes? Com essas provocações e questionamentos, o Grito tem levado milhares de pessoas às ruas durante a Semana da Pátria para que reivindiquem seus direitos, defendam a dignidade do povo brasileiro e para denunciar a omissão do Estado frente aos direitos básicos que são inerentes à população e já consolidados na Constituição Federal.

 

Informações: Padre Luís Sartorel (85) 9969-9305 – Articulação e Coordenação das Pastorais Sociais da Arquidiocese de Fortaleza

Isabel Forte (85) 9 9989-5102 – Cáritas Arquidiocesana

Fernanda Gonçalves (85) 9 8555-6008 – Pastoral do Povo da Rua.

 

 

FOTOS – GRITO DOS EXCLUÍDOS 2016

 

PANFLETO

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

festa-da-vida_popup

8ª Festa da Vida na Arquidiocese de Fortaleza

santa-luzia_t

Paróquia vai receber visita da relíquia de Santa Luzia

padre-ruy_t

Padre Antônio Ruy Barbosa Mendes celebra 25 anos de ordenação presbiteral

brendan_

[Artigo] O STF E A IGREJA CATÓLICA

CNBB-OK

Nomeados bispos para Grajaú e Rio de Janeiro


QR Code Business Card