Atualidades

Festa de Nossa Senhora das Dores em Canindé: 130 anos de história e fé

Deu-se início no último dia 6 de setembro a Festa de Nossa Senhora das Dores em Canindé. Neste ano a temática da Festa reflete a oração da Salve Rainha, relacionando os festejos ao Ano Santo Da Misericórdia.
Outro motivo de celebração no novenário deste ano são os 130 anos de devoção à Mãe das Dores em Canindé. A Igreja que tem um carinho especial pelos canindeenses e é conhecida como Igreja das Dores foi abençoada no ano de 1886 pelo então Bispo da época, Dom Joaquim José Vieira e foi matriz provisória durante cinco anos iniciando em 1910 após uma Festa de São Francisco, quando a Basílica precisou passar pela grande reforma em suas estruturas.
Os Festejos a Nossa Senhora das Dores, que antes eram celebrados em forma de tríduo, já faz parte do calendário das Romarias. Romeiros vindos de vários estados vem a Canindé pagar suas promessas e procuram sempre fazer a experiência da Mãe de Misericórdia.
A programação dos festejos inicia às 18h com a oração do terço ou do ofício de Nossa Senhora e logo após, às 19h, acontece as Celebrações Eucarísticas. Na parte social barracas e promoções animam o novenário. A Festa deste ano tem como tema “Salve Rainha mãe de misericórdia” e segue até o próximo dia 15 de setembro.

Saiba mais…
A SALVE RAINHA

A “Salve Rainha” é uma das orações mais populares entre os católicos. Ela é atribuída ao monge Hermannus Contractus que a teria escrito por volta de 1050, no mosteiro de Reichenan, na Alemanha. Experimentando as piores misérias na Europa Central, como por exemplo epidemias , miséria, fome etc o monge vivenciava “os vales lagrimas” presente na oração.
Frei Contractus tinha consciência da triste época em que vivia, mas tinha outras razões, além disso tudo. Conta a sua históira que ele nasceu raquítico e disforme; adulto, mal conseguia andar e escrevia com dificuldade, de mirrados que eram os dedos das suas mãos. Sua mãe Miltreed, mulher muito piedosa, ergueu-se então do leito e, lá mesmo, consagrou o menino à Mãe de Deus. Consagrado a Ela, foi educado no amor e na confiança em relação a Ela.
Foi no fundo de todas essas misérias, que a alma de Frei Contractus elevou à “Rainha dos Céus” esta prece, mescla de sofrimento e esperança, que é a “Salve Rainha”.
Nos quase mil anos que se passaram desde que Herman Contractus compôs a “Salve Rainha” uma multidão incontável de fiéis tem se identificado como os sentimentos que ela expressa, vivendo desde sua aflição à doce esperança que inspira sempre a amável Mãe do Nosso Salvador.

 

Fonte: Equipe de Comunicação de Mídias Digitais do Santuário São Francisco das Chagas. Fotos: Roberto Alves

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

regiao-n-sra-conceicao170

Região Nossa Senhora da Conceição faz sua assembleia de avaliação e de planejamento

festa-da-vida_popup

8ª Festa da Vida na Arquidiocese de Fortaleza

santa-luzia_t

Paróquia vai receber visita da relíquia de Santa Luzia

padre-ruy_t

Padre Antônio Ruy Barbosa Mendes celebra 25 anos de ordenação presbiteral

brendan_

[Artigo] O STF E A IGREJA CATÓLICA


QR Code Business Card