Atualidades

Evangelho do 25º DOMINGO Tempo Comum

Cor: Verde. 

Evangelho – Mt 20,1-16a

Estás com inveja porque eu estou sendo bom?

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 20,1-16a

Naquele tempo: Jesus contou esta parábola a seus discípulos:

1 ‘O Reino dos Céus é como a história do patrão que saiu de madrugada para contratar trabalhadores para a sua vinha.

2 Combinou com os trabalhadores uma moeda de prata por dia, e os mandou para a vinha.

3 Às nove horas da manhã, o patrão saiu de novo, viu outros que estavam na praça, desocupados,

4 e lhes disse: ‘Ide também vós para a minha vinha! E eu vos pagarei o que for justo’.

5 E eles foram. O patrão saiu de novo ao meio-dia e às três horas da tarde, e fez a mesma coisa.

6 Saindo outra vez pelas cinco horas da tarde, encontrou outros que estavam na praça, e lhes disse: `Por que estais aí o dia inteiro desocupados?’

7 Eles responderam: `Porque ninguém nos contratou’. O patrão lhes disse: `Ide vós também para a minha vinha’.

8 Quando chegou a tarde, o patrão disse ao administrador: `Chama os trabalhadores e paga-lhes uma diária a todos, começando pelos últimos até os primeiros!’

9 Vieram os que tinham sido contratados às cinco da tarde e cada um recebeu uma moeda de prata.

10 Em seguida vieram os que foram contratados primeiro, e pensavam que iam receber mais. Porém, cada um deles também recebeu uma moeda de prata.

11 Ao receberem o pagamento, começaram a resmungar contra o patrão:

12`Estes últimos trabalharam uma hora só, e tu os igualaste a nós, que suportamos o cansaço e o calor o dia inteiro’.

13 Então o patrão disse a um deles: `Amigo, eu não fui injusto contigo. Não combinamos uma moeda de prata?

14 Toma o que é teu e volta para casa! Eu quero dar a este que foi contratado por último o mesmo que dei a ti.

15 Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence? Ou estás com inveja, porque estou sendo bom?’

16a Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos.’

Palavra da Salvação.

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • Fco. Garcia Maciel disse:

    O bom empregador contrata trabalhadores de manhã muito cedo pelo salário costumeiro de uma moeda de prata e os envia à sua vinha,outros operários são contratados em diversos horários durante o dia ( meio da manhã,meio dia,meio da tarde,fim da tarde)mas seus salários não são especificados (" o que for justo")o empregador ordena que os operários sejam pagos na ordem inversa da contratação e que todos recebam o mesmo salário.As queixas dos que trabalharam o dia todo,o empregador responde que foi justo ao lhes pagar o salário combinado;eles não têm direito de reclamar se ele quer ser generoso com os outros. A justiça e a generosidade divinas são usadas para explicar por que Jesus pregava o Reino tanto para os que já eram piedosos como para as ovelhas perdidas de Israel.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Assembleia Geral da Cáritas Arquidiocesana de Fortaleza

Simpósio Ecumênico: “Iniciação à vida Cristã e Ecumenismo” tem inscrições abertas

Assembleia de avaliação e planejamento da Região Episcopal São Pedro e São Paulo

Assembleia da Região Episcopal Nossa Senhora dos Prazeres

Comunidade Católica Corpo Místico de Cristo realiza Congresso Mariano


QR Code Business Card