Atualidades

5ª. Semana Social Brasileira é lançada no Ceará

O lançamento oficial da 5ª. Semana Social Brasileira (SSB) no Ceará acontecerá no dia 18 de maio, das 8h às 16 horas, na Faculdade Católica de Fortaleza, na Rua Tenente Benévolo, 201, Centro, Fortaleza. Deverão participar as pessoas de diversas comunidades atingidas pelos grandes projetos, dando continuidade ao Seminário ocorrido em Setembro do ano passado, onde foi iniciado um processo de levantamento sobre os Impactos desses Projetos de “desenvolvimento”.

A Semana Social Brasileira tem os objetivos realizar um processo amplo de debate em torno da democratização do estado no Brasil. A 5ª Semana é uma atividade que quer aglutinar forças organizadas da sociedade, reunir sujeitos sociais para dar curso as lutas e conquistas do povo. De acordo com Regilvânia Mateus, da Cáritas Regional Ceará “a semana é acima de tudo um momento de articulação das forças sociais, como pastorais e movimentos sociais,, um momento de parar pra pensar, retomar a construção de um projeto popular para o Brasil”.

A 5ª. SSB pretende reunir organizações sociais e a Igrejas para partilhar suas experiências do “Bem Viver”. Mais do que discutir o Estado pretende-se discutir a sociedade. A aposta é que a sociedade tenha organização e força política para porpor o Estado que quer – para quê e para quem.

A SSB nacionalmente tem como tema “A participação da sociedade no processo de democratização do Estado – Estado para quê e para quem?”. A mesma é um evento da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e é organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e a Paz.

Coletiva de Imprensa

Dom José Haring, Bispo Referencial das Pastorais Sociais, da Diocese de Limoeiro do Norte e Presidente da CNBB Regional Nordeste I e Dom Antônio Cavuto, Dispo da Diocese de Itapipoca e Secretario do Regional Nordeste I, darão uma entrevista coletiva sobre os temas da 5ª. Semana Social Brasileira no estado do Ceará. A coletiva acontecerá no dia 18, às 10 horas, no auditório da Faculdade Católica de Fortaleza.

História das Semanas Sociais

A Primeira Semana Social Brasileira foi realizada em 1991, de 03 a 08 de novembro. Tinha a finalidade específica de celebrar, no Brasil, os cem anos da Rerum Novarum. Seu tema central foi o Mundo do Trabalho, Desafios e Perspectivas. O momento nacional foi preparado e precedido por doze Semanas Regionais, que sinalizaram fortemente a dinâmica de participação diversificada no seu processo.

A Segunda Semana Social foi decidida em meados de 1992, a partir de avaliação feita da Primeira, e teve dois anos para seu desdobramento, culminando em julho de 1994, de 24 a 29. Seu tema central foi Brasil – Alternativas e Protagonistas. Sua repercussão nacional se deu, sobretudo pelo debate com os presidenciáveis, na véspera da campanha eleitoral daquele ano.

A Terceira Semana Social Brasileira ampliou para três anos seu tempo de duração, coincidindo com o tríduo de preparação ao Jubileu, e assumindo sua temática central em torno da questão do “perdão das dívidas”, com a proposta de Resgate das Dívidas Sociais – o tema era Justiça e Solidariedade na construção de uma sociedade democrática.

A Quarta Semana Social, realizada entre 2004 e 2006 com o tema Mutirão por um Novo Brasil, multiplicou –se em 268 Semanas Sociais em todo país. O acúmulo da reflexão e a estratégia da articulação das forças sociais contribuíram para que mais de 40 entidades sociais se unissem na construção de um Projeto para o Brasil. Este projeto teve a colaboração de centenas de assembleias populares realizadas em todas as regiões do Brasil e hoje é referência na defesa e universalização dos direitos sociais .

Homenagem

Durante o lançamento oficial da 5ª. Semana no Ceará as Pastorais Sociais, CEBs e Organismos do Ceará querem homenagear a missionária Maria Amélia Leite, membro da Associação Missão Tremembé (AMIT) e militante de direitos humanos.

Maria Amélia Leite trabalha para reverter um século de negação oficial da existência dos povos indígenas do Nordeste. Com sua ação, ela resgata as tradições de mais de 50 povos e seus direitos à posse da terra, promove sua interação com os povos indígenas das demais regiões do país e cria modelos que influenciam na elaboração de políticas públicas.

Contatos: Regilvânia Mateus (Cáritas Regional Ceará) (85) 3231-4783 e (85) 9934-3903, Ormezita Barbosa (Conselho Pastoral dos Pescadores) (85) 8800 1443. Confira na página www.semanasocialbrasileira.org.br mais informações.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Nota de repúdio dos bispos do Regional CNBB NE1-Ceará diante do escárnio público contra os símbolos sagrados

Em 2017, o Dia Mundial dos Pobres dia será celebrado em 19 de novembro.

Coleta da Campanha Missionária acontece neste final de semana no Brasil e no mundo

Reunião do Conselho Episcopal Regional (CONSER) Regional Nordeste 1 da CNBB – Ceará

Padre Antônio Niemiec é o novo secretário nacional da Pontifícia União Missionária


QR Code Business Card