Atualidades

Pastoral do Menor realiza encontro sobre experiências com adolescentes e Lançamento da Campanha “Dê Oportunidade”

“Fizemos e deu certo” é o título do encontro que a Pastoral do Menor (PaMen) irá realizar no próximo dia 26 de janeiro no Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja, quando várias dioceses apresentarão seus trabalhos com crianças, adolescentes e jovens.

Serão compartilhadas 12 experiências das dioceses de Crato, Itapipoca, Iguatú, Tianguá e Arquidiocese de Fortaleza. Experiências construídas coletivamente e que fortalecem a missão da Pamen de promoção e defesa da vida de crianças e adolescentes nessas regiões. O material apresentado irá compor uma cartilha, como forma de documentar as diversas histórias exitosas de meninos e meninas.

Na ocasião será apresentada a “II Campanha Dê Oportunidade. Faça a diferença. Ninguém nasce infrator”. Uma campanha nacional que tem como objetivo fortalecer as medidas sócio educativas e oportunizar adolescentes, que cometeram atos infracionais, uma segunda chance e a possibilidade de mudanças na vida.

Várias ações estão sendo desenvolvidas em diversas capitais, no intuito de dar toda visibilidade possível a Campanha. Num cenário de tantas incertezas, nos unirmos na defesa de crianças e adolescentes nesse momento, é missão de todos nós!

Obs: O lançamento da Campanha acontecerá dentro do encontro “Fizemos e deu certo”.

Data da atividade: 26 de janeiro de 2017,
Horário: 8 às 17h
Local: Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja,
Rua Rodrigues Júnior, 300, Centro.

Pastoral do Menor: campanha pede mais oportunidade para adolescentes

A Pastoral do Menor Regional NE1, em parceria com diversas instituições lançará no dia 26 de janeiro a Campanha “Dê Oportunidade. Faça a diferença. Ninguém nasce infrator”, que tem como objetivo levar à sociedade um outro olhar sobre o adolescente que cometeu ato infracional. O lançamento ocorrerá no Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja, das 15 às 17h.

A iniciativa visa informar, esclarecer e sensibilizar a sociedade sobre o significado humano, social e político das Medidas Socioeducativas (MSE) para:

  • A vida da sociedade e dos adolescentes autores de atos infracionais;
  • Pautar os governos e executores das políticas públicas e todos os atores do Sistema de Garantia dos Direitos sobre as necessidades de fortalecimento a aprimoramento do Sistema Socioeducativo (Sinase);
  • Divulgar as práticas exitosas na efetivação das MSE, seja nos projetos da Pastoral do Menor como dos parceiros.

A Campanha é voltada para gestores de políticas públicas, sistema judiciário, conselhos de controle social e tutelares, educadores sociais, adolescentes, escolas, representantes de comunidades e movimentos sociais em geral. No lançamento, será oferecido material impresso e audiovisual para dar apoio à realização de oficinas, rodas de conversas, seminários e audiências públicas sobre a temática.

Pastoral do Menor

Trata-se de um organismo da CNBB que compõe o grupo das Pastorais Sociais da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da Conferência.

A Pastoral surgiu na década de 1970, impulsionada por dom Luciano Mendes de Almeida, no estado de São Paulo. Em 1987, com a Campanha da Fraternidade que refletiu sobre o tema “A Fraternidade e o Menor” e o lema “Quem acolhe o Menor a Mim acolhe”, a Pastoral do Menor passou oficialmente a fazer parte da ação da Igreja em favor da vida e dos direitos humanos de meninos e meninas.

Atualmente, a Pastoral do Menor atua em quatro áreas de ação, atendendo a crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social; adolescente autor(a) de ato infracional; famílias de crianças e adolescentes; e na busca por políticas públicas de promoção e defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes.

A Pastoral ainda desenvolve estratégias para a erradicação do trabalho infantil, violência doméstica, analfabetismo, evasão escolar, abuso e exploração sexual e outras violações de direitos. O trabalho é realizado em 16 dos 18 regionais da CNBB, alcançando todas as regiões do Brasil. São 54 mil crianças e adolescentes beneficiados por programas e projetos desenvolvidos.

No âmbito da representação política, a Pastoral está presente em 169 Conselhos e Fóruns, entre eles o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescentes (Conanda), e em 14 Conselhos Estaduais e 46 Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e Adolescente, além de 35 Conselhos Municipais de Assistência Social. É membro do Fórum Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e em está presente nos Fóruns Estaduais em 10 estados e nos municipais, em 11 cidades.

Mais Informações:
Pastoral do Menor Regional NE1: 3045 4877
Jeane Freitas (85) 9 8920 6910 / 9 9635 7519
Lidiany Nogueira (85) 9 8655 2668
Francerina Araújo (85) 9 8662 9685 / 9 9627 8491

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Simpósio Ecumênico: “Iniciação à vida Cristã e Ecumenismo” tem inscrições abertas

Assembleia de avaliação e planejamento da Região Episcopal São Pedro e São Paulo

Assembleia da Região Episcopal Nossa Senhora dos Prazeres

Comunidade Católica Corpo Místico de Cristo realiza Congresso Mariano

Paróquia Sagrada Família em Ocara realizou Retiro com Agentes Pastorais


QR Code Business Card