Atualidades

Arquidiocese de Fortaleza celebra os 25 anos de Bispo de Dom José Antonio

Pastoreio Episcopal de Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques (24-3-1999 até 2016)

Situação atual do Ministério
Nomeado Arcebispo Metropolitano de Fortaleza pelo Papa João Paulo II, no dia 13 de janeiro de 1999 e Tomada de Posse na Arquidiocese de Fortaleza no dia 24 de março de 1999.

Desses vinte e cinco anos de bispo, dezessete Dom José Antonio passou entre nós no governo episcopal da Igreja de Fortaleza. Dom José Antonio já marcou sua presença com muitas iniciativas e realizações, tanto nas ações de pastoreio e evangelização como nas de infraestrutura necessária para o trabalho pastoral. Entre elas destacamos:

 – Conselhos.

Desde o início, Dom José Antonio tem governado a Arquidiocese com a participação dos Conselhos Episcopal, Presbiteral, Pastoral e Econômico, do Colégio de Consultores e das Assembleias Arquidiocesanas.

 – Visitas Pastorais.

Realiza, todos os anos, visitas pastorais a cada uma das Regiões Episcopais.

 – Planos de Pastoral.

Favoreceu e apoiou o Planejamento Participativo da ação Evangelizadora da Arquidiocese e fez publicar os Planos de Pastoral da Arquidiocese 2003-2007, 2008-2011, 2012-2015, 2015-2019.

– Diretório Pastoral, Litúrgico e Sacramental.

Publicou o “Diretório Pastoral, Litúrgico e Sacramental” da Arquidiocese de Fortaleza. Esse Diretório, obrigatório em toda a Arquidiocese, já teve quatro edições: 2003, 2008, 2012 e 2015.

– Projeto do Dízimo.

Após anos de estudo e elaboração em toda a Arquidiocese, desde o pastoreio de Dom Aloísio, aprovou, sancionou e promulgou, em setembro de 2007, o Projeto do Dízimo – Partilha Eclesial para a Arquidiocese de Fortaleza. Os sacramentos são dons gratuitos de Deus, devem, pois, ser ministrados gratuitamente. Em toda a Arquidiocese, conforme seu decreto, seja criado, animado e trabalhado o Dízimo – Partilha Eclesial, substituindo o sistema de espórtulas e taxas.

– Fundo Arquidiocesano de Solidariedade.

Desde seu primeiro ano, em 1999, tem acompanhado e apoiado a Comissão Arquidiocesana para análise dos Projetos dirigidos ao Fundo Arquidiocesano de Solidariedade.

– Fórum dos Movimentos Eclesiais.

Criou o Fórum dos Movimentos Eclesiais – FAMEC, com o objetivo de os movimentos, associações, serviços e comunidades novas terem uma instância de partilha, articulação e comunhão na Igreja Arquidiocesana.

– Casa do Povo da Rua.

Doou uma casa da Arquidiocese para servir de apoio aos moradores de rua, sob a orientação e administração da Pastoral do Povo da Rua.

– Caminhada com Maria.

Assumiu, desde 2003, a realização desta caminhada no dia 15 de agosto, Festa da Assunção de Nossa Senhora, padroeira de Fortaleza. Com a participação dos padres e fiéis das paróquias e áreas pastorais de Fortaleza, por ele convocados, anualmente, em carta circular. A Caminhada com Maria inicia no Santuário de Nossa Senhora da Assunção, Barra do Ceará, e percorre oito quilômetros até chegar a Catedral Metropolitana. Em 2016 foi realizada a 14ª. Caminhada com Maria.

– Reforma de prédios.

Reformou a Residência Episcopal, no Seminário da Prainha, o centenário prédio do Colégio Castelo, tornando-o o Centro de Pastoral “Maria, Mãe da Igreja”, o Centro de Treinamento Frederico Pontes, em Pacatuba, e  a Cúria Metropolitana, no Seminário da Prainha.

– Presbíteros.

Durante seu ministério episcopal, mais de cem jovens foram ordenados por ele presbíteros diocesanos, incardinados na Arquidiocese de Fortaleza. Além dos encontros normais dos padres nas Regiões Episcopais, do Curso de Formação, em janeiro, dos dois Retiros, em julho e outubro, tem agendado e participado, anualmente, de encontros semestrais, de três dias, com os padres que tenham até cinco anos de ordenação, e com os padres com mais de cinco anos de ordenação.

– Fundo de Sustentação dos Presbíteros

Apoiou e aprovou a criação do Fundo de Sustentação dos Presbíteros, com o dízimo sacerdotal e a participação de 3% ou 5% dos rendimentos mensais de cada paróquia e área pastoral, cujo objetivo principal é garantir que o padre não tenha receio de assumir paróquias ou áreas pastorais mais distantes, mais periféricas, cujo povo é muito pobre ou não tem a prática da participação.

– Diaconato Permanente.

Criou a Comissão para o Diaconato Permanente, a Escola Diaconal e já ordenou vinte e um diáconos permanentes para a Arquidiocese de Fortaleza.

– Seminário Arquidiocesano.

Em substituição ao Seminário Regional NE1 – Ceará, criou a 22 de dezembro de 2003 o Seminário Arquidiocesano São José – Filosofia e Teologia, em bairros diferentes, dando continuidade à formação presbiteral para a Arquidiocese de Fortaleza.

– Faculdade Católica de Fortaleza.

Apoiou a transformação dos cursos seminarísticos de filosofia e de teologia do Instituto Teológico Pastoral – ITEP e o Instituto de Ciências Religiosas em cursos de bacharelato e criou, em 28 de agosto de 2009, a Faculdade Católica de Fortaleza – Seminário da Prainha.

– Seminaristas

Tem tido uma dedicação especial à formação dos seminaristas, nos três seminários da Arquidiocese – Propedêutico, Filosofia e Teologia – e na Faculdade Católica de Fortaleza, realizando sempre encontros, em conjunto e em separado, com os seminaristas, com as equipes de formação e com o Conselho Diretor da Faculdade.

– Caminhada Penitencial.

Realizou no ano de 2009 a 1ª Caminhada Penitencial no Terceiro Domingo da Quaresma. Em 2016 foi realizada a 8ª Caminhada Penitencial com a convocação, em carta circular, dos padres da Arquidiocese para participarem e caminharem com os fiéis.

– Conselhos Paroquiais.

Tem insistido para que todas as paróquias e áreas pastorais tenham Conselho Econômico e Conselho Pastoral. Os membros dos Conselhos Econômicos são sempre provisionados por ele.

– Regiões Episcopais.

Após estudos e assembleias das Regiões Episcopais e da Arquidiocese, aprovou em 2009 a criação de novas Regiões Episcopais, reconfigurando a Arquidiocese de Fortaleza, que passou de seis Regiões, criadas em 1985, a nove Regiões Episcopais, conforme o decreto 005/2009, de 8 de dezembro de 2009.

– Vigários Episcopais.

Tem mantido, dando continuidade ao que fizeram seus dois últimos antecessores, a nomeação dos vigários episcopais a cada dois anos, a partir de uma lista tríplice indicada em assembleia eletiva de cada Região Episcopal.

– Regimento das Regiões Episcopais.

Em 12 de dezembro do mesmo ano, 2009, aprovou o Regimento das Regiões Episcopais “Em busca da unidade pastoral na organização das Regiões Episcopais”, em que estão contidas as normas para garantir a unidade arquidiocesana na organização pastoral das Regiões Episcopais: Coordenação Pastoral, Conselho Pastoral, Conselho Econômico e Assembleia Pastoral, em cada Região.

– Festa da Vida.

Tem apoiado, desde 2009, a realização da Festa da Vida da Arquidiocese de Fortaleza, no terceiro domingo do Advento.

– Centenário da Arquidiocese

Celebrou em 2015 um Ano Jubilar na Arquidiocese de Fortaleza como comemoração de seu centenário. Atividades diversas de formação e missão perpassaram o ano, encerrado solenemente com a presença do Núncio Apostólico Dom Giovanni D’Aniello e sua presidência na Celebração Eucarística, no Condomínio Espiritual Uirapuru-CEU, em 13 de novembro de 2015.

– Congregações Religiosas

Tem acolhido na Arquidiocese várias Congregações Religiosas.

Congregações Religiosas Masculinas:

  • Congregação Brasileira dos Cistercienses, 2001;
  • Congregação dos Religiosos da Sagrada Face, 2001;
  • Ordem dos Agostinianos Recoletos, 2001;
  • Pequena Obra da Divina Providência (Orionitas), 2001;
  • Instituto dos Filhos da Pobreza do Santíssimo Sacramento (Toca de Assis), 2001;
  • Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo (Barnabitas), 2005;
  • Congregação de São José (Josefinos de Murialdo), 2005.

Congregações Religiosas Femininas:

  • Irmãs da Purificação de Maria Santíssima, 1999;
  • Humildes Servas do Senhor, antes de 2002;
  • Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, antes de 2002;
  • Irmãs do Imaculado Coração de Maria, antes de 2002;
  • Congregação do Divino Mestre, antes de 2002;
  • Congregação Santa Teresinha, antes de 2002;
  • Instituto Coração de Jesus, antes de 2002;
  • Instituto das Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento (Toca de Assis), antes de 2002;
  • Missionárias do Sagrado Coração de Jesus, antes de 2002;
  • Missionárias Diocesanas, antes de 2002;
  • Missionárias Mãe da Vida, antes de 2002;
  • Instituto São Vicente, antes de 2002;
  • Congregação Missionária da Sagrada Família, 2003;
  • Oblatas do Sagrado Coração de Jesus, 2003;
  • Congregação de Notre Dame de Namur, 2003;
  • Irmãs Franciscanas Bernardinas da Terceira Ordem de São Francisco, 2003;
  • Obra de Nossa Senhora da Glória, 2003;
  • Irmãs Franciscanas de Siessen, 2003;
  • Irmãs de Santa Catarina Virgem e Mártir, 2003;
  • Irmãs Missionárias Combonianas, 2003;
  • Missionárias Camilianas Maria Mãe da Vida, 2003 (fundação em Fortaleza);
  • Ordem de Santa Clara, 2003;
  • Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schöenstatt, 2003;
  • Irmãs da Caridade Dominicanas da Apresentação da Santíssima Virgem, 2004;
  • Irmãs de Jesus Missionário, antes de 2005;
  • Associação Católica “A Tenda de Cristo”, antes de 2005;
  • Religiosas Missionárias de Nossa Senhora das Dores, antes de 2010;
  • Missionárias da Mãe da Vida na Visitação, antes de 2010.
  • Congregação das Filhas de Jesus, em 2016.

– Áreas Pastorais.

Dom José Antonio criou diversas áreas pastorais. Varias delas, bem como outras criadas por seus antecessores, já as erigiu como paróquias. As criadas por ele e ainda mantidas como áreas pastorais são dez:

  1. Santo Antônio de Pádua, Caiçara, Canindé, 2009;
  2. Santo Antonio de Pádua, Planalto Pici, Fortaleza, 2009;
  3. São Francisco de Assis, Vila Velha, Fortaleza, 2010;
  4. Santa Paula Frassinetti, Granja Lisboa, Fortaleza, 2011;
  5. Nossa Senhora do Brasil, Messejana, Fortaleza, 2012;
  6. São Miguel Arcanjo, Novo São Miguel, Caucaia, 2013;
  7. São Pedro e São Paulo, Capim de Roça, Pindoretama, 2013;
  8. São Francisco de Assis, Mangabeira, Eusébio, 2014;
  9. São João Batista, Jaçanaú, Maracanaú, 2015;
  10. São João Batista, Jacarecoara, Cascavel, 2016.

– Paróquias

Dom José Antonio, durante o seu episcopado já criou cinquenta e oito paróquias:

  1. Sagrada Família, Ocara, 1999;
  2. São João Batista, Aruaru, Morada Nova, 2000;
  3. São José, Lagoa Redonda, Fortaleza, 2000;
  4. Nossa Senhora de Lourdes, Dunas, Fortaleza, 2000;
  5. São Diogo, Cajazeiras, Fortaleza, 2000;
  6. São Pedro, Barreira, 2001;
  7. Santo Antônio, Capuan, Caucaia, 2002;
  8. Sant’Ana e São Joaquim, Eusébio, 2002;
  9. Santo Antônio de Pádua, Jardim Iracema, Fortaleza, 2002;
  10. Santo Antônio, Itaitinga, 2003;
  11. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Alto Alegre, Fortaleza, 2003;
  12. Nossa Senhora de Lourdes, Antônio Diogo, Redenção, 2003;
  13. São João Eudes, Luciano Cavalcante, Fortaleza, 2003;
  14. Sagrado Coração de Jesus, Nova Metrópole, Caucaia, 2004;
  15. Nossa Senhora das Graças, Manoel Sátiro, Fortaleza, 2004;
  16. Menino Jesus, Conj. Industrial, Maracanaú, 2004;
  17. Imaculada Conceição, João XXIII, Fortaleza, 2004;
  18. São Luís Gonzaga, Pecém, São Gonçalo, 2005;
  19. Santo Antônio de Pádua, Maraponga, Fortaleza, 2005;
  20. São José, Edson Queiroz, Fortaleza, 2006;
  21. Nossa Senhora da Penha, Sucatinga, Beberibe, 2006;
  22. Bom Jesus dos Navegantes, Parajuru, Beberibe, 2006;
  23. São Francisco de Assis, Tapera, Aquiraz, 2008;
  24. Nossa Senhora das Graças, Pindoretama, 2008;
  25. Nossa Senhora Aparecida, Praia do Futuro, Fortaleza, 2009;
  26. Mãe Santíssima, Parque Dois Irmãos, Fortaleza, 2009;
  27. Nossa Senhora das Graças, Parque Santa Maria, Fortaleza, 2009;
  28. Sagrado Coração de Jesus e Santa Luzia, Pedras, Fortaleza, 2010;
  29. São Francisco de Assis, Conjunto Palmeira, Fortaleza, 2010;
  30. Nossa Senhora das Graças, Parque Potira, Caucaia, 2010;
  31. Nossa Senhora das Graças – São Pedro, Cumbuco-Icaraí, Caucaia, 2010;
  32. São Vicente de Paulo, Tabapuá, Caucaia, 2010;
  33. Santo Antônio, Granja Portugal, Fortaleza, 2011;
  34. Nossa Senhora do Carmo, Croatá, São Gonçalo, 2012;
  35. São Francisco das Chagas, Conj. Jereissati II, Pacatuba, 2012;
  36. Nossa Senhora Mãe dos Pobres, Tancredo Neves, Fortaleza, 2012;
  37. Nossa Senhora de Lourdes, Vila Ellery, Fortaleza, 2012;
  38. São Francisco de Assis, Canindezinho, Fortaleza, 2012;
  39. São Geraldo Magela, Planalto Caucaia, Caucaia, 2012;
  40. Nossa Senhora das Dores, Campos Belos, Caridade, 2012;
  41. Nossa Senhora da Saúde, Caponga, Cascavel, 2012;
  42. São José, Papicu, Fortaleza, 2012;
  43. São Pedro, Barra do Ceará, Fortaleza, 2012;
  44. Nossa Senhora de Fátima, Álvaro Weyne, Fortaleza, 2013;
  45. São José, Alto Luminoso, Cascavel, 2013;
  46. São José, Vila Peri, Fortaleza, 2013;
  47. São Francisco de Assis, Quintino Cunha, Fortaleza, 2013;
  48. Nossa Senhora de Fátima, Lagoa Seca, Pacajus, 2013;
  49. São João Paulo II, Acaracuzinho, Maracanaú, 2014;
  50. São João Paulo II, Guajeru, Fortaleza, 2015;
  51. São José Operário, Araturi, Caucaia, 2015;
  52. Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Taquara, Caucaia, 2015;
  53. Cristo Rei, Putiú, Baturité, 2015;
  54. São Francisco Xavier, Conjunto Esperança, Fortaleza, 2015;
  55. São José, Bela Vista, Canindé, 2015;
  56. São José, Passaré, Fortaleza, 2016;
  57. Nossa Senhora de Fátima – Parque Genibaú, Fortaleza, 2016;
  58. Nossa Senhora, Mãe da Igreja – Parque Rio Branco, Fortaleza, 2016.

No Regional Nordeste Um

Presidente do Regional Nordeste 1 da CNBB, Ceará, para o mandato de

2003 – 2007;  2007 – 2011;  e para o atual 2015 a 2019.

Atualmente é o bispo referencial da Comissão  Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação e da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso.

 

Miguel Brandão, Secretariado de Pastoral

 

14355799_10205590344917539_5433139084753293716_n

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

regiao-n-sra-conceicao170

Região Nossa Senhora da Conceição faz sua assembleia de avaliação e de planejamento

festa-da-vida_popup

8ª Festa da Vida na Arquidiocese de Fortaleza

santa-luzia_t

Paróquia vai receber visita da relíquia de Santa Luzia

padre-ruy_t

Padre Antônio Ruy Barbosa Mendes celebra 25 anos de ordenação presbiteral

brendan_

[Artigo] O STF E A IGREJA CATÓLICA


QR Code Business Card