Atualidades

Natal com o Povo da Rua: “ …Não havia lugar para eles…..”  

Aproximamo-nos de mais um Natal, tempo de celebrar e  fazer memória do grande e profundo mistério da encarnação de Deus. Ele  quis armar sua tenda entre nós, mas não havia lugar para Ele……Lucas 2,7. Mesmo assim encontrou um lugar em uma gruta, no meio dos animais e lá em uma manjedoura Maria colocou o Menino Deus.  Esta cena, podemos encontrar nos textos que escutaremos na noite de Natal, em todas as igrejas cristãs. E podemos também encontrar essa situação do “Não lugar”… em várias cidades onde  encontramos  o povo da rua, os migrantes, os excluídos da sociedade.

Hoje também não há lugar para o povo da rua em nossas cidades, em Fortaleza. Vivemos  numa sociedade desigual, com grandes desafios , muitas cercas, grades,  prédios ociosos, fechados e muitas pessoas, homens, mulheres, crianças, idosos e tantos outros vivendo na rua, expostos às mais variadas violências, preconceitos, discriminação e morte.

A realidade social vem se agravando mais e mais, com tantas crises. Enfrentamos a crise do reconhecimento da valor sagrado da pessoa humana, dos valores que defendem a vida, que norteiam  uma sociedade justa e fraterna com direito à cidadania, a um lugar para morar com dignidade e respeito.

Então podemos perguntar que Natal celebramos? Será que  só enfeitar  nossas casas, as praças, embelezar as árvores natalinas, convidar os amigos para a ceia é suficiente? Ou precisaríamos ampliar nossos olhares para ver, escutar e  acolher hoje tantos gritos, gemidos dos filhos e filhas de Deus que vivem nas ruas, sem esperança, cansados de tanto abandono, de tanta falta de politicas sérias e estruturantes?

Celebrar o Natal é acolher Jesus de Nazaré, Filho de Deus que se fez um de nós, que nos ama infinitamente e nos convida ao seu seguimento. Com nosso coração e nossa vida, façamos o caminho de Belém e possamos encontrar a Estrela, a Luz que nos guiará para uma sociedade do bem viver e bem conviver, com justiça social e fraternidade.

Pastoral do Povo da Rua da Arquidiocese de Fortaleza.

Fortaleza, 16 de dezembro de 2017.

Oração do Povo da Rua
Deus da vida de todas as veredas e caminhos,
que viveu todas as carências e humilhações do povo da rua
sem saber onde reclinar a cabeça.

Olha com ternura para os teus filhos e filhas
que moram nas ruas que sofrem a exclusão,
o preconceito e a falta de politicas públicas.
Sustenta a luta e a organização dos catadores e da população em situação de rua,
na construção de civilização do bem viver e do bem conviver.

Fortalece a missão da Pastoral do Povo da rua
e de todos os movimentos solidários que sabem partilhar casa e comida.

Isso nós te pedimos, pelo teu Filho amada,
crucificado e ressuscitado vencedor de toda a morte
Que vive contigo na unidade do Espírito Santo.

Amém, aleluia!

Dom Pedro Casaldáliga

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Pastoral Carcerária lança relatório sobre restrição ao atendimento religioso nas prisões

Dia de jejum e oração pela paz na paróquia de Nossa Senhora Aparecida, Praia do Futuro

Aniversário de 62 Anos da legião de Maria no Ceará

Nota de esclarecimento sobre a utilização de recursos do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS)

Irmã Gabriela Pinna. “Não se resolve a violência com a prisão”


QR Code Business Card