Atualidades

Membros da PASCOM do Ceará participam do 8º MUTICOM

muticom-600O Mutirão Brasileiro de Comunicação em sua oitava edição acontece na Arquidiocese de Natal entre os dias 27 de outubro a 1º de novembro de 2013. O encontro teve inicio no Hotel Praia Mar com a presença do Arcebispo de Campo Grande e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa; do Arcebispo de Natal, dom Jaime Vieira Rocha; de Ir. Helena Corazza, presidente da SIGNIS Brasil; padre Edilson Soares Nobre, coordenador de Pastoral da Arquidiocese de Natal e coordenador geral do 8º MUTICOM; do bispo referencial para a Comunicação do Regional Nordeste II, dom Frei Manuel Delson Pedreira da Cruz e da Reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, professora Ângela Maria Paiva Cruz.

O tema geral do encontro é “Comunicação e participação cidadã: meios e processos”. Do Ceará participam 60 pessoas ligadas a PASCOM e assessorias de comunicação do Regional Nordeste I. Segundo o secretário da Região Episcopal Sagrada Família, Glaubércio Valentim, o encontro está sendo o um momento rico de aprendizado, troca de experiências e de encontro com pessoas de todo o Brasil, além da importante experiência com a comitiva do Ceará.

O primeiro dia contou com a presença do professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Muniz Sodré, que possui uma longa trajetória na pesquisa em comunicação e é autor diversos livros. O acadêmico abordou questões relativas à cultura, mídia e religião. “Acredito que a mídia, hoje, se mostra como uma oportunidade para criar um novo tipo de consciência. Temos a internet, que apresenta inúmeras possibilidades. Para os cristãos, esse é um ambiente fértil, e que impõe diversos desafios”, disse.

Hoje, dia 29, terça-feira, as atividades do evento contaram com a Leitura Orante sob a ótica da comunicação e o seminário sobre “Comunicação comunitária e construção da cidadania”, com assessoria da professora Raquel Paiva (UFRJ) e dos debatedores; professor Juciano Lacerda (UFRN) e padre Manoel Filho, da arquidiocese de Salvador.

Constam na programação do evento Grupos de Trabalho (GT) e momentos para troca de experiências entre os comunicadores. Aproximadamente 70 relatos de pesquisa serão apresentados durante os dias de Mutirão.

Veja aqui fotos:

1º – Saída de Fortaleza e abertura do evento

2º – Palestra e outras

Com Informações do site da CNBB

 

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • PE. JOSÉ ANTONIO disse:

    O ARCEBISPADO DE FORTALEZA PRECISA ACORDAR PRA COISAS QUE VEM ACONTECENDO EM RELAÇÃO A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, A DISCRIMINAÇÃO DE CERTOS PADRES EM RELAÇÃO AS IGREJAS NACIONAIS, DIZENDO QUE OS BATIZADOS TERÃO QUE REBATIZAR POIS NÃO TEM VALIDADE OS DAS IGREJAS NACIONAIS. MEU DEUS COMO TEM PADRES EM PLENO SÉCULO XXI PENSANDO ASSIM.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Católica de Fortaleza discute futuro da Religião em Simpósio

V reunião com representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o governador do Estado

Sínodo Especial para a Amazônia será realizado em outubro de 2019

Dia Mundial dos Pobres

Teresa D’Ávila: oração e contemplação


QR Code Business Card