Atualidades

Leitura Orante: 5º Domingo do Tempo Comum

5º DOMINGO DO TEMPO COMUM: Evangelho Mt 5, 13-16
Tema: “A luz e o sal do mundo”

Invocação à Santíssima Trinidade
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Só a Deus honra e glória. Bendigamos o Pai e o Filho e o Espírito Santo. Nós vos invocamos, nós vos louvamos, Nós vos adoramos, oh! Santíssima Trindade. Sois a nossa esperança, a nossa salvação, A nossa glória, oh! Santíssima Trindade. Oh! Santíssima Trindade. Santo, Santo, Santo, Senhor Deus onipotente, O Deus que era, que é, e que há de vir. A vós a glória e o poder pelos séculos dos séculos. Louvor, glória e ação de graças a Vós, Oh! Santíssima Trindade. Amém.

Passos da Leitura Orante

LEITURA: (Verdade) O que diz o texto?
Proclamação da Palavra na Bíblia – Mt 5, 13-16. Observe as pessoas, descubra as palavras e frases que mais chamaram a atenção. os lugares, as relações que fazem parte do contexto.

MEDITAÇÃO: (Caminho) O que o texto diz para nós, hoje?
Jesus compara os seus discípulos ao sal e luz. Ambos são símbolos muito presentes na vida de todas as pessoas. Sem sal, não se sente o sabor dos alimentos. Sem luz, não se vê nada, nem sombras, nem caminho, nem cores. A vida se torna quase impossível. O discípulo tem esta missão: saborear o sentido da vida.

Cristo diz: “Eu sou a luz do mundo” (Jo 8,12) e “Vocês são a luz do mundo”. (Mt 5,14).Passarei o dia sendo luz, e rezando, pelas pessoas que eu encontrar? A exemplo do apóstolo Paulo: “Quando for visitá-las, levarei para vocês muitas bênçãos de Cristo”. (Rm 15,29).

O sal serve para dar sabor, para conservar e purificar; é, ainda, ingrediente indispensável para o sacrifício e a aliança (Lv 2,13; Ez 43,24). O sal utilizado na aliança simboliza a perenidade do pacto. Os discípulos, pela graça de Cristo, dão sabor ao mundo, sentido à existência humana. No entanto, é preciso estar atentos, pois o sal pode ser adulterado; quando isso acontece, ele não serve para mais nada, pois perdeu sua função.

O uso excessivo de sal pode causar alteração em nossa saúde. Por isso, Jesus nos pede o equilíbrio na nossa vida, para que o sal desempenhe sua função. O discípulo missionário é o sal e a luz da Boa Nova , para que haja mais amor e paz

Ser sal é saborear tudo que valoriza a dignidade da pessoa humana. Assim, como a luz. “Vós sois a luz do mundo!. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha (5,15.-17) nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição.”

A Conferência de Aparecida lembra: “Jesus propõe entregar a vida para ganhá-la, porque “quem aprecia sua vida terrena, perdê-la-á” (Jo 12,25). É próprio do discípulo de Jesus gastar sua vida como sal da terra e luz do mundo. Diante do individualismo, Jesus convoca a viver e caminhar juntos. A vida cristã só se aprofunda e se desenvolve na comunhão fraterna. Jesus nos disse “um é seu mestre e todos vocês são irmãos” (Mt 23,8). Diante da despersonalização, Jesus ajuda a construir identidades integradas.” (DAp 110).

ORAÇÃO: (Vida) O que o texto nos faz dizer a Deus?
Ser “sal da terra” e “luz do mundo”

Senhor,
Tu me chamas a viver em comunidade
E queres que edifique a comunidade.
Queres-me em comunhão com os outros,
Não para me sentir bem nem para ser mais forte,
Mas para que seja eu mesmo.
A comunidade é forte, se espera.
A comunidade é santa, se ama.
A comunidade é santa, se eu e cada um é santo.
Ser comunidade é existir para os outros,
É encontrar-se e comprometer-se com os homens;
É rezar com eles e dar-lhes provas da própria esperança.
Só assim podemos aproximar-nos daqueles que não receberam a fé.
E colocá-los nas Tuas mãos, Senhor.
Só assim podemos suster a fé.
Naqueles que a conservam.
À custa de duras penas e grandes sofrimentos.
Ajuda-nos, Senhor, a ser, em Ti e na tua Igreja,
Sal da terra e luz do mundo.

CONTEMPLAÇÃO: (Vida e Missão) Qual meu novo olhar, a partir da Palavra?
Como ser luz para os outros? Na família, no trabalho, na Igreja, como terei o cuidado de deixar que os outros mostrem sua luz°?
Tenho ofuscado a visão da luz do outro, para eu ser centro de iluminação exagerada e interesseira?
Sinto que minha vida é carregada do sabor da Palavra de Deus? Que a minha presença é iluminadora para outras pessoas, que apontam caminhos de paz de justiça e de amor?

BÊNÇÃO BÍBLICA
Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. ( Nm 6. 24-27)


Elaboração: Padre Francisco Ivan de Souza e Haydée Bomfim Morais

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Renovar a Iniciação Cristã

Liturgia Diária: Evangelho – Jo 20,1-2.11-18

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 12,1-8

Região Nossa Senhora da Assunção participará da Missão em Chaval-CE

Convite para o dia ”D” Conscientização do lixo – Projeto Sim a Vida


QR Code Business Card