Atualidades

Leitura Orante: 19º Domingo do Tempo Comum

19º Domingo do Tempo Comum
Evangelho de Mateus 14,22-33
Tema: O amor de Jesus e Pedro

Invocação ao Espírito Santo

Vinde, Espírito Santo!
Enchei os corações dos vossos fiéis
e acendei neles o fogo do vosso amor.
Enviai o vosso Espírito e tudo será criado
e renovareis a face da terra.

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis
com a luz do Espírito Santo,
fazei que apreciemos retamente todas as coisas
segundo o mesmo Espírito
e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém!

LEITURA: (Verdade). O que diz o texto?

Proclamação da Palavra, na Bíblia – Mt 14,22-33.

Após a leitura, observe o que mais chamou a sua atenção: palavras, frases, gestos.

MEDITAÇÃO: (Caminho). O que o texto diz para nós, hoje?

Passos da Leitura Orante

A primeira motivação para evangelizar é o amor que recebemos de Jesus, aquela experiência de sermos salvos por Ele que nos impele a amá-Lo cada vez mais (Evangelii Gaudium, n.264).

Um desafio ousado, como se Pedro quisesse participar da divindade e do poder de Jesus. Exigia uma grande fé, entrega total, abandono total. Pedro não estava preparado. Sua fé balançou quando sentiu a força do vento, ficou com medo e começou a afundar. Jesus atende ao seu pedido de socorro e o salva.

Este texto nos convida a avaliar a nossa fé. Os ventos contrários do texto lido lembram as nossas tempestades. Dizemos que temos fé, que seguimos Jesus, que ele está conosco, mas nos momentos difíceis nos apavoramos como Pedro. Também nós duvidamos quando sentimos os “ventos contrários”. Isso porque ainda não confiamos plenamente em Deus e no seu Projeto de amor. É assim comigo?

Neste momento, com incertezas no coração, perguntamo-nos como Tomé: “Como vamos saber o caminho?” (Jo 14,5). Jesus responde-nos com uma proposta provocadora: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (Jo 14,6). Ele é o verdadeiro caminho para o Pai, quem tanto amou ao mundo que deu a seu Filho único, para que todo aquele que nele creia tenha a vida eterna (cf. Jo 3,16).

Esta é a vida eterna: “que te conheçam a ti o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo teu enviado” (Jo 17,3). A fé em Jesus como o Filho do Pai é a porta de entrada para a Vida.

Como discípulos de Jesus, confessamos nossa fé com as palavras de Pedro: “Tuas palavras dão vida eterna” (Jo 6,68); “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16).” (DAp 101).

ORAÇÃO: (Vida). O que o texto nos leva a dizer a Deus?

Oração de Santa Tereza D´Avila

Nada te perturbe,
nada te amedronte.
Tudo passa,
a paciência tudo alcança.

A quem tem Deus,
nada falta.
Só Deus basta.

CONTEMPLAÇÃO: (Vida e Missão). Qual meu novo olhar a partir da Palavra?

Meu novo olhar é de fé e confiança. Em casa, na rua, no trabalho, onde estiver, em alguma situação ameaçadora ou difícil, buscarei a confiança no Senhor. A sua presença estará sempre em minha vida.

BÊNÇÃO
Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém!
(Nm 6, 24-27)

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,11-17

Perdão, dom e graça

Convite e Programação Festa de São Vicente de Paulo

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,1-10

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,11-17


QR Code Business Card