Atualidades

Leitura Orante: 13º Domingo do Tempo Comum – Festa de São Pedro e São Paulo

13º DOMINGO DO TEMPO COMUM Festa de São Pedro e São Paulo:
Evangelho Mateus 16,13-19

Tema: “A missão confiada a Pedro”

Invocação à Santíssima Trindade

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo. Trindade Santíssima Pai, Filho, Espírito Santo presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser, Eu vos adoro, amo e agradeço.

LEITURA: (Verdade) O que diz o texto?

Proclamação da Palavra na Bíblia – Mt 16, 13-19. (Observe as palavras de Jesus, os gestos das pessoas, as ações).

Passos da Leitura Orante

MEDITAÇÃO: (Caminho) O que o texto diz para mim, para nós hoje?

O Evangelho deste domingo situa-nos no Norte da Galileia, perto das nascentes do rio Jordão, em Cesareia de Filipe. A cidade tinha sido construída por Herodes Filipe (filho de Herodes o Grande) no ano 2 ou 3 a.C., em honra do imperador Augusto.

Jesus faz algumas perguntas aos discípulos acerca do que as pessoas dizem d’Ele e acerca do que os próprios discípulos pensam. A opinião dos discípulos acerca de Jesus vai muito além da opinião comum. Pedro, porta-voz da comunidade dos discípulos, resume o sentir da comunidade do Reino na expressão: “Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo”.

O evangelista nos mostra que a base firme e sobre a qual ele vai assentar a igreja de Jesus é a fé que Pedro e a comunidade dos discípulos professam: a fé em Jesus como o Messias, Filho de Deus vivo.

Os bispos, em Aparecida: “Jesus Cristo é a plenitude da revelação de Deus, um tesouro incalculável, a “pérola preciosa” (cf. Mt 13,45-46). Verbo de Deus feito carne, Caminho, Verdade e Vida dos homens e das mulheres aos quais abre um destino de plena justiça e felicidade. Ele é o único Libertador e Salvador que, com sua morte e ressurreição, rompeu as cadeias opressivas do pecado e da morte, revelando o amor misericordioso do Pai e a vocação, dignidade e destino da pessoa humana.” (DAp 6).

Jesus usa a expressão “ligar e desligar” e nos faz refletir na autoridade que Ele confiou a Pedro, representando a Comunidade, a Igreja. Outra expressão: “atar e desatar” designava, entre os judeus da época, o poder para interpretar a Lei com autoridade, para declarar o que era ou não permitido, para excluir ou reintroduzir alguém na comunidade do Povo de Deus.

No Documento de Aparecida, os bispos proclamam: “Recobremos, portanto, o “fervor espiritual“. Conservemos a doce e confortadora alegria de evangelizar, inclusive quando é necessário semear entre lágrimas. Façamo-lo, como João Batista, como Pedro e Paulo, como os demais Apóstolos, como essa multidão de admiráveis evangelizadores que se sucederam ao longo da história da Igreja, façamos tudo isso com ímpeto interior que ninguém e nada seja capaz de extinguir. Seja essa a maior glória de nossas vidas dedicadas. E oxalá o mundo atual – que o procura às vezes com angústia, às vezes com esperança – possa assim receber a Boa Nova, não através de evangelizadores tristes e desalentados, impacientes ou ansiosos, mas através de ministros do Evangelho, cuja vida irradia o fervor de quem recebeu, antes de tudo em si mesmos, a alegria de Cristo e aceitam consagrar sua vida à tarefa de anunciar o Reino de Deus e de implantar a Igreja no mundo. Recuperemos o valor e a audácia apostólicos”. (DAp 552).

ORAÇÃO: (Vida) O que o texto me leva a dizer a Deus?

Oração pelo Papa Francisco ( Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)

Ó Jesus, Mestre e Pastor, olha com carinho para o Papa Francisco. Dá-lhe sabedoria para conduzir a Igreja segundo o Evangelho, e coragem para lidar com os desafios do mundo atual. Que este teu servidor seja para todos nós um pai amigo, aberto e generoso para acolher as angústias e as tristezas do povo, mas também suas esperanças de tempos melhores e vida mais digna. Concede sempre ao nosso Papa: fortaleza nas dificuldades, suficiente luz nas incertezas, conforto nas horas de solidão, e otimismo em todas as circunstâncias. Abençoa Senhor, o Papa Francisco. Que sua simplicidade e testemunho de vida despertem, em cada pessoa, sincero desejo de maior comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. Não o deixe nunca sozinho, Senhor, e que nós, sensíveis às suas necessidades espirituais e materiais, o acompanhemos sempre com nossa oração solidária e nosso amor filial. Amém!

CONTEMPLAÇÃO: (Vida e Missão) Qual meu novo olhar a partir da Palavra?

Assim como Jesus perguntou aos seus discípulos, quem era Ele. Para você, quem é Jesus? Qual o lugar de Jesus em sua vida?

BÊNÇÃO BÍBLICA

Bênção do Apóstolo Paulo
O Deus da paz vos santifique completamente
Vos conserve íntegros em espírito, alma e corpo,
e irrepreensíveis para quando vier o Senhor Jesus Cristo.
A graça do Senhor Jesus Cristo esteja convosco. (1Ts 5,23ss).
Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 9,9-13

Festa na paróquia de São Francisco de Assis, Jacarecanga

Soberania nacional é o eixo central da análise de conjuntura apresentada aos bispos Consep

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,31-35

Papa Francisco anuncia duas novas nomeações na manhã desta quarta-feira, 20


QR Code Business Card