Atualidades

Leitura Orante: 13º Domingo do Tempo Comum – Festa de São Pedro e São Paulo

13º DOMINGO DO TEMPO COMUM Festa de São Pedro e São Paulo:
Evangelho Mateus 16,13-19

Tema: “A missão confiada a Pedro”

Invocação à Santíssima Trindade

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo. Trindade Santíssima Pai, Filho, Espírito Santo presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser, Eu vos adoro, amo e agradeço.

LEITURA: (Verdade) O que diz o texto?

Proclamação da Palavra na Bíblia – Mt 16, 13-19. (Observe as palavras de Jesus, os gestos das pessoas, as ações).

Passos da Leitura Orante

MEDITAÇÃO: (Caminho) O que o texto diz para mim, para nós hoje?

O Evangelho deste domingo situa-nos no Norte da Galileia, perto das nascentes do rio Jordão, em Cesareia de Filipe. A cidade tinha sido construída por Herodes Filipe (filho de Herodes o Grande) no ano 2 ou 3 a.C., em honra do imperador Augusto.

Jesus faz algumas perguntas aos discípulos acerca do que as pessoas dizem d’Ele e acerca do que os próprios discípulos pensam. A opinião dos discípulos acerca de Jesus vai muito além da opinião comum. Pedro, porta-voz da comunidade dos discípulos, resume o sentir da comunidade do Reino na expressão: “Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo”.

O evangelista nos mostra que a base firme e sobre a qual ele vai assentar a igreja de Jesus é a fé que Pedro e a comunidade dos discípulos professam: a fé em Jesus como o Messias, Filho de Deus vivo.

Os bispos, em Aparecida: “Jesus Cristo é a plenitude da revelação de Deus, um tesouro incalculável, a “pérola preciosa” (cf. Mt 13,45-46). Verbo de Deus feito carne, Caminho, Verdade e Vida dos homens e das mulheres aos quais abre um destino de plena justiça e felicidade. Ele é o único Libertador e Salvador que, com sua morte e ressurreição, rompeu as cadeias opressivas do pecado e da morte, revelando o amor misericordioso do Pai e a vocação, dignidade e destino da pessoa humana.” (DAp 6).

Jesus usa a expressão “ligar e desligar” e nos faz refletir na autoridade que Ele confiou a Pedro, representando a Comunidade, a Igreja. Outra expressão: “atar e desatar” designava, entre os judeus da época, o poder para interpretar a Lei com autoridade, para declarar o que era ou não permitido, para excluir ou reintroduzir alguém na comunidade do Povo de Deus.

No Documento de Aparecida, os bispos proclamam: “Recobremos, portanto, o “fervor espiritual“. Conservemos a doce e confortadora alegria de evangelizar, inclusive quando é necessário semear entre lágrimas. Façamo-lo, como João Batista, como Pedro e Paulo, como os demais Apóstolos, como essa multidão de admiráveis evangelizadores que se sucederam ao longo da história da Igreja, façamos tudo isso com ímpeto interior que ninguém e nada seja capaz de extinguir. Seja essa a maior glória de nossas vidas dedicadas. E oxalá o mundo atual – que o procura às vezes com angústia, às vezes com esperança – possa assim receber a Boa Nova, não através de evangelizadores tristes e desalentados, impacientes ou ansiosos, mas através de ministros do Evangelho, cuja vida irradia o fervor de quem recebeu, antes de tudo em si mesmos, a alegria de Cristo e aceitam consagrar sua vida à tarefa de anunciar o Reino de Deus e de implantar a Igreja no mundo. Recuperemos o valor e a audácia apostólicos”. (DAp 552).

ORAÇÃO: (Vida) O que o texto me leva a dizer a Deus?

Oração pelo Papa Francisco ( Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)

Ó Jesus, Mestre e Pastor, olha com carinho para o Papa Francisco. Dá-lhe sabedoria para conduzir a Igreja segundo o Evangelho, e coragem para lidar com os desafios do mundo atual. Que este teu servidor seja para todos nós um pai amigo, aberto e generoso para acolher as angústias e as tristezas do povo, mas também suas esperanças de tempos melhores e vida mais digna. Concede sempre ao nosso Papa: fortaleza nas dificuldades, suficiente luz nas incertezas, conforto nas horas de solidão, e otimismo em todas as circunstâncias. Abençoa Senhor, o Papa Francisco. Que sua simplicidade e testemunho de vida despertem, em cada pessoa, sincero desejo de maior comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. Não o deixe nunca sozinho, Senhor, e que nós, sensíveis às suas necessidades espirituais e materiais, o acompanhemos sempre com nossa oração solidária e nosso amor filial. Amém!

CONTEMPLAÇÃO: (Vida e Missão) Qual meu novo olhar a partir da Palavra?

Assim como Jesus perguntou aos seus discípulos, quem era Ele. Para você, quem é Jesus? Qual o lugar de Jesus em sua vida?

BÊNÇÃO BÍBLICA

Bênção do Apóstolo Paulo
O Deus da paz vos santifique completamente
Vos conserve íntegros em espírito, alma e corpo,
e irrepreensíveis para quando vier o Senhor Jesus Cristo.
A graça do Senhor Jesus Cristo esteja convosco. (1Ts 5,23ss).
Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card