Atualidades

Editorial – Fevereiro de 2017: Quaresma – Campanha da Fraternidade

Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza

É precioso o tempo em que vivemos: são grandes os desafios, mas são eles mesmos oportunidades para maior maturidade humana e social.

Assim, em seu desenvolvimento litúrgico a vida cristã sempre repropõe o acolhimento do Evangelho como força de Deus que renova todas as coisas. Na força da Ressurreição de Cristo nossa maior Esperança. Desta maneira as propostas da Quaresma e da Campanha da Fraternidade buscam alimentar a grande esperança da construção de um mundo novo com o poder de Deus e a colaboração consciente, livre e responsável da humanidade, no cuidado dos irmãos e de toda a obra criada por Deus – casa comum onde moramos e convivemos.

Neste ano 2017, a Campanha da Fraternidade nos coloca mais uma vez diante do relacionamento da pessoa humana em sua integridade com a natureza criada, seu mundo e sua casa. Toda a criação canta a glória de Deus. É na harmonia das criaturas que se manifesta o amor de Deus que tudo cria como relação de amor e na imensa comunhão de toda a natureza. Tema da CF 2017: FRATERNIDADE – Biomas brasileiros e defesa da vida. Lema a partir da Palavra de Deus revelada: “Cultivar e guardar a criação”. (Gn 2, 15)

Acontecendo no tempo litúrgico da Quaresma, preparação para a celebração da Páscoa da Ressurreição, a Campanha da Fraternidade se propõe um caminho de conversão e alegre esperança.

“Convertei-vos e crede no Evangelho.” (Mc 1, 15b) As primeiras palavras da pregação de Jesus contêm em si o chamado ao arrependimento e mudança de direção de vida – conversão – e esperança na fé da grande Novidade que Jesus vem instaurar, a transformação do mundo da morte para a plena vida – Evangelho.

A pessoa humana, criada por Deus como sua imagem e semelhança, tem no contexto de toda a criação um lugar especial e privilegiado: “Cultivar e guardar a criação.” como o faz o mesmo Criador. Assim se estabelece a harmonia dos seres, não no domínio destruidor, mas no cuidado amoroso por tudo o que é obra de Deus. E a humanidade recebe este dom e chamado em Jesus, a conversão do egoísmo que desperdiça e destrói a natureza criada, para novo relacionamento de cuidado e guarda. Para tal a pessoa humana recebe do Criador a inteligência para o conhecimento do dom que é cada criatura e a sabedoria de harmonizar sua vida no mundo em que passa sua existência terrena. Esta harmonia é a condição para a realização plena de cada pessoa e de toda a convivência da humanidade.

A Palavra de Deus, que ilumina a realidade, chama ao conhecimento e ao responsável uso da própria natureza.

Na Campanha da Fraternidade 2017 somos chamados a conhecer os biomas brasileiros em sua diversidade e especificidade. Eles são o ambiente no qual nascemos e vivemos, realizamos nossas ações e construímos nossa vida. É neles que nossa vida se desenvolve e nossa cultura se expressa. O respeito pela sua natureza e o cuidado e guarda são responsabilidade nossa para o bem comum de hoje e do futuro das gerações. Nesta convivência inteligente e respeitosa manifesta-se o respeito e a solidariedade entre todos, a FRATERNIDADE HUMANA concretamente.

Somos chamados a cuidar de nossa casa comum: natureza e convivência, não perdendo assim a oportunidade do chamado à conversão e à plenitude da vida.

 + José Antonio Aparecido Tosi Marques
Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Crianças, adolescentes e adultos se reúnem para formação em Fortaleza

Conduzidos pela mão de Deus

Nota de repúdio dos bispos do Regional CNBB NE1-Ceará diante do escárnio público contra os símbolos sagrados

Em 2017, o Dia Mundial dos Pobres dia será celebrado em 19 de novembro.

Coleta da Campanha Missionária acontece neste final de semana no Brasil e no mundo


QR Code Business Card