Atualidades

Celebração marca o envio dos Missionários para as comunidades em Itapebuçu

A  Comunidade  reunida na Paróquia de São Miguel Arcanjo, em Itapebuçu, na Região Episcopal São Francisco das Chagas, acordou cedinho para celebrar o envio dos jovens missionários que aqui estão vivenciando a II Missão Sem Fronteiras.

Pouco a pouco cada um dos jovens, com suas mochilas e sacolas nos ombros, foram chegando a Igreja Matriz  e aqui, junto a comunidade local foi celebrada a Santa Missa.

Toda a celebração Eucarística foi uma grande manifestação da Ação de Graças a Deus por este  momento tão significativo.

“O que nós iremos vivenciar nestes dias em nenhum livro conseguiríamos aprender e o que iremos vivenciar é o amor de Deus por esta comunidade, afirmou Lucas Guerra, coordenador da Juventude Missionária da Arquidiocese de Fortaleza.

Daniel Bittencourt, missionário da Bahia, relembrou a comunidade que “ a Igreja Missionária deve ser sempre solidária. Que o famoso refrão de acolhida do nordestino “botar mais água no feijão” deve ser visto como  gesto concreto de missão, pois quando acolhemos cada jovem, acolhemos Deus em nossa casa”.

A jovem missionária do Paraguay Celeste Magaly, compartilhou  a alegria de participar desta missão e da acolhida recebida no Brasil, em Fortaleza e em Itapebuçu.  “Deixamos tudo em nosso país, nossa família, nosso trabalho e nossa comunidade para estarmos aqui, trabalhamos muito e viemos e estamos felizes”.

A comunidade respondeu ao que ouviu cantando o refrão “Chegou a missão eu vou, eu vou. Com meu coração eu vou eu vou. Pelos caminhos do mundo nós juntos vamos brindar o amor”.

Após o Rito da Comunhão, Padre Dimas Gonçalves, Vigário Episcopal da Região São Francisco das Chagas (Sertão) dirigiu umas palavras de incentivo aos jovens missionários. Disse “ Espero que vocês compartilhem  a experiência que trouxeram até aqui. Ser missionário é alguém que está olhando sempre para frente. Anunciem Jesus Cristo com alegria, pois o mundo precisa conhecer Jesus, mas um Jesus Cristo que nasceu pobre e que se entregou para nos salvar. O missionário sempre carrega a cruz no peito, porque o verdadeiro missionário passa também pela cruz da incompreensão, perseguição, rejeição e  até morte”.

Padre Dimas concluiu dizendo: ”Meus irmãos e irmãs a Fé é compromisso com Deus e com os irmãos, boa missão a todos”!

Confira as fotos by OOlibama Dias – Pascom Fortaleza

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Festa na paróquia de São Francisco de Assis, Jacarecanga

Soberania nacional é o eixo central da análise de conjuntura apresentada aos bispos Consep

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,31-35

Papa Francisco anuncia duas novas nomeações na manhã desta quarta-feira, 20

“Magnum Principium” do Papa Francisco


QR Code Business Card