Atualidades

Arquidiocese de Fortaleza parabeniza a todos os presbíteros pelo DIA DO PADRE

O dia 4 de agosto é a Festa de São João Maria Vianney e o Dia do Padre.  É bastante comum ouvir pessoas falando sobre a figura do padre. Sobre ele, alguns questionam sua importância e o valor de sua missão numa sociedade secularizada e materialista. Por que um rapaz decide deixar tudo e seguir a vocação de padre? Deixar o lar, um futuro profissional talvez brilhante, e a possibilidade de formar uma família. A resposta é que ele foi escolhido e chamado pelo Senhor para anunciar a todos a Boa-Nova da salvação, através do anúncio, da celebração dos mistérios e do testemunho pessoal da vida. dia do padreO padre tem no coração dois grandes amores. Amor a Deus e amor aos seus irmãos e irmãs em Cristo. Por isso, ele percebe, com mais sensibilidade, os sofrimentos e injustiças na sociedade atual. Ele sente, também, no fundo do coração, o forte chamado de Deus para ajudar os outros, especialmente os mais pobres e marginalizados. Não é fácil ser padre nesta época pós-moderna, num mundo vacilante, em rápida transformação, com ênfase no individualismo, no hedonismo, na permissividade, no desfibramento moral e ético. Mas o padre é mais do que nunca necessário na sociedade contemporânea. Ser padre é encargo, ministério, serviço e, através destes atributos, é dom de amor, forma de união a Deus e aos homens, portanto, uma graça. Assim, o padre não pode jamais ser dominador ou explorador. Ele deve, ao contrário, ter um grande carinho e muita dedicação para com o povo. Por isso, para cumprir sua missão, o padre deve mais escutar do que falar. Não deve levar receitas prontas ou ser professor ou mandante, mas sim, amigo do povo, vivendo no meio dele, ouvindo seus problemas e angústias e com ele procurando, à luz da Palavra de Deus, as devidas respostas. Em Fortaleza, os padres são muitos e diversos, também, diversamente apreciados. É oportuno lembrar que a ordenação sacerdotal, conferida depois de muitos anos de preparação, não elimina a possibilidade de tentações e falhas por parte do padre. A sociedade com suas inversões axiológicas, com sua pouca apreciação pelo sagrado e pelo espiritual, provoca tentações constantes para o padre que se consagrou totalmente ao serviço de Deus e do próximo. O sacerdote participa do sacerdócio de Cristo e deve continuar e prolongar a missão do Divino Mestre entre nós aqui na terra. Essa graça que lhe é dada não é para seu uso próprio ou glória pessoal. A vocação sacerdotal ou episcopal é concedida ao padre ou ao bispo para o bem dos outros. O sacerdote tem que ser uma pessoa forte, com grande fé, humildade, sabedoria, honestidade, credibilidade, espírito de oração e perseverança, porque sua missão é frequentemente penosa e seu compromisso é para toda a vida. O padre tem que dirigir sua paróquia com muito zelo e ternura preocupado com as várias pastorais. Tem que seguir as prioridades pastorais de sua diocese. Pastorais como: da catequese renovada, da criança, da juventude, da saúde, do batismo, da crisma, da formação, da defesa da vida, dos pobres e marginalizados, do dízimo, da sobriedade, da liturgia, da família, além das pastorais sociais etc. O padre é convidado a transformar sua paróquia numa comunidade de comunidades e, em cada uma dessas comunidades que haja ênfase em: hospitalidade, partilha, comunhão de mesa e acolhida aos excluídos (Estudos da CNBB, 104, p.18).  O sacerdote, como qualquer ser humano, tem seus limites, seus erros e pecados e, por isso, deve rezar a Deus diariamente para que seja fiel ao seu projeto de salvação, perseverança na sua vocação e santidade de vida. O padre é também pastor, vive para seu rebanho. Assim, passa sua vida recebendo confidências, evitando rupturas, reconstruindo vida. No sacramento de Penitência mostra a infinita misericórdia de Deus. O padre deve ter um forte senso de justiça e capacidade de animar as comunidades cristãs que são “um novo modo de ser Igreja”.  Finalmente, o padre tem que ser homem de oração, rezando os Salmos em nome de toda a Igreja e humanidade, meditando as sagradas escrituras e pedindo ao Pai que dê alimento a todos os que têm fome e justiça para os injustiçados. O sacerdote é administrador dos sacramentos e pregador da Palavra de Deus através da qual devemos crescer na fé. O padre é sempre consciente de que sua missão é o prolongamento da missão misericordiosa do próprio Cristo.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald – Redentorista

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

festa-da-vida_popup

8ª Festa da Vida na Arquidiocese de Fortaleza

santa-luzia_t

Paróquia vai receber visita da relíquia de Santa Luzia

padre-ruy_t

Padre Antônio Ruy Barbosa Mendes celebra 25 anos de ordenação presbiteral

brendan_

[Artigo] O STF E A IGREJA CATÓLICA

CNBB-OK

Nomeados bispos para Grajaú e Rio de Janeiro


QR Code Business Card