Atualidades

Apresentação de trabalhos pastorais e sociais na Arquidiocese de Fortaleza

As pastorais Carcerária e Povo da Rua, além do Condomínio Espiritual Uirapuru apresentaram seus trabalhos durante o Simpósio Arquidiocesano Ano Santo da Misericórdia.

Regina Pereira

A Pastoral Carcerária mostrou as dificuldades nos cárceres locais, principalmente após a greve dos agentes carcerários. Um dia de greve causou muitos prejuízos e mortes dos internos. A greve terminou, mas os problemas continuam na Capital e Interior. Atualmente, só dois presídios permitem a entrada dos membros da Pastoral Carcerária: o presídio feminino Auri Moura Costa e o presídio Irmã Imelda que acolhe as pessoas LGBT, idosas, doentes e em detidos pela Lei Maria da Penha. A pastoral ressalta a importância do cristão nos cárceres, junto também aos familiares dos detentos.

Pe. Lino Allegri

Sobre os moradores de rua, o padre Lino Allegri, falou situação de rejeição e discriminação dos que vivem na rua e dos projetos sociais desenvolvidos ultimamente como a Campanha de Moradia em 2015 para abrigar aqueles que querem pelo menos passar a noite. Também um projeto de empreendedorismo para atendê-los em parceria com o Centro de Direitos Humanos da Arquidiocese de Fortaleza e o Ministério do Trabalho. Existem ainda o Fórum dos Moradores de Rua com discussões envolvendo vários grupos e entidades para enfocar o trabalho realizado e a realizar. O fórum é mensal. Padre Lino falou dos núcleos criados nas paróquias da Paz e do bairro Barroso e agradeceu aos agentes de pastoral pelo trabalho que realizam.

Ir. Elizabete e José Carlos

Membros do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU) relataram o trabalho das comunidades que atuam ali há 16 anos, onde já foram atendidas 873 crianças abandonadas, com o vírus HIV e 3.228 adolescentes. Na Fazenda da Esperança, primeira instituição a funcionar  no CEU, foram atendidas 485 jovens do sexo feminino que lutam contra a dependência das drogas.

Na Funface, foram atendidas 250 crianças fissuradas. Existem 612 inscritas. Na Casa Sol Nascente para adultos, já foram atendidas 648 mulheres e homens.

Entre as 11 obras de misericórdia do mundo, escolhidas pelo Papa Francisco, o Condomínio Espiritual Uirapuru está entre elas.

 

Por Rita Fahena – PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Nazaré – Montese

Arte/Foto  – Wendell Albuquerque – PASCOM Àrea Pastoral Santo Antônio -Pici

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • Fatinha disse:

    Participei desse simpósio. Foi muito bom! Essas palestras são renovadoras. Eu não tinha a dimensão por exemplo dos trabalhos dessas pastorais aí apresentadas. De tudo o que ouví e vi, só me resta uma lição: não desistir da luta em favor dos menos favorecidos. Eles são os preferidos de Deus!


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Pastoral da Sobriedade da Arquidiocese de Fortaleza realizou Semana Nacional de Combate as Drogas 2017

Encontro de Formação para Agentes da PCR que Trabalham com as Mulheres Encarceradas acontece em Fortaleza-CE

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 1,57-66

Seminário discute agenda pelo desencarceramento com coordenador da Pastoral Carcerária Nacional

Festa  da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Conjunto Nova Metrópole, Caucaia

QR Code Business Card