Atualidades

Um cearense no Vaticano

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald, C.Ss.R

No dia 8 de dezembro, próximo passado, o Santo Padre, Bento XVl, nomeou como Consultor para o Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, o brasileiro e cearense, Dr. Moysés Louro de Azevedo Filho, fundador da Comunidade Católica Shalom. Ele nasceu aqui em Fortaleza no dia 4 de novembro de1959. Atualmente, Dr. Moysés é Moderador Geral da Comunidade Católica Shalom presente em mais de 50 dioceses no Brasil e no mundo. A Igreja Católica no Ceará se sente honrado com esta nomeação de um filho de Fortaleza.

De acordo com a Carta “Ubicumque Et Semper”, de Bento XVl o referido Conselho vem “oferecer respostas adequadas a fim de que a Igreja católica inteira, deixando-se regenerar pela força do Espírito Santo, se apresente ao mundo contemporâneo com um impulso missionário capaz de promover uma nova evangelização” (cf. pr. 6). Entre as tarefas específicas do Conselho salientam-se: aprofundar o significado teológico e pastoral da nova evangelização; promover e favorecer, em estreita colaboração com as Conferências Episcopais interessadas, o estudo, a difusão e a aplicação do Magistério pontifício relativas aos temas vinculadas à nova evangelização; dar a conhecer e incentivar iniciativas ligadas à nova evangelização já em curso nas várias Igrejas particulares (dioceses) e promover a realização de outras novas, comprometendo também concretamente os recursos presentes nos Institutos de Vida Consagrada e nas Sociedades de Vida Apostólica etc. Talvez, uma das funções mais importantes da Congregação para o Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização é estudar e favorecer a utilização das formas de comunicação modernas.

Esta é a quarta nomeação pontifícia do Dr. Moysés. Em 2005 foi nomeado auditor do Sínodo dos Bispos sobre a Eucaristia em Roma. Em 2007 foi nomeado Consultor do Pontifício Conselho para os Leigos, e em 2008 nomeado para participar do Sínodo da palavra de Deus, em Roma. Parabéns Dr. Moysés, nossas orações vão te acompanhar nesta árdua tarefa.

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald, Assessor da CNBB, Reg. NE1

Compartilhe

Subir

6 Comentários »

6 Comentários »

  • PE.Robério disse:

    queremos parabenizar ao Moysés, por está missão que a Igreja Católica lhe confia
    Deus vos abençõe.

  • Hildemar disse:

    Reconhecimento merecido pelo trabalho desenvolvido pelo moisés em prol da evangelização.

  • Regina Lúcia disse:

    Mais uma vez vemos o reconhecimento da Santa Sé na Promoção da Nova Evangelização. Deus te abençoe querido irmão Moysés

  • PE.JOSIELDO disse:

    MOYSÉS VOCÊ É FIEL A IGREJA E HUMILDE!!!!!! DEUS SEJA LOVADOR!!!!!

  • Fco Neto disse:

    A evangelização passa pelo não uso de drogas C.L.I.(Comportamentais, Lícitas e Ilícitas). Na sua posição agora Moysés, nos ajuda nesse empreitada na qual as drogas estam acabando com a família do Plano de Deus, e craindo outros tipos de famílias, os arranjos. Muitas vezes vemos uma família feliz, com seus filhos, mas quando chegamos juntos, percebemos que é só casca. A família só sabe se divertir a base de drogas C.L.I e os filhos vão no embalo, precisamos ser mais incisivos. Existem muitos falatórios da igreja a esse respeito, mas fica só nisso. Abs.

  • MANINHO TABOSA disse:

    O problema droga esta ligado intimamente a educação e a orientação e sua livre divulgação, e não é fácil se combater quando o próprio estado não tem interesse de assim o fazer,é uma luta de Davi contra Golias.A igreja tem feito muito e avançado nesse setor, mas não é fácil isso é o que eu estou vendo, e não se pode generalizar e colocar todo mundo na mesma situação.Tudo passa pela educação o resto é conversa fiada.Mas não quero dizer que seja educação de ir a escola de ir a faculdade de ser doutor, digo educação familiar que é Bom Dia,Boa Tarde,Boa Noite,é Saber Ouvir e Saber Falar é Não ao Exagero,é ter Compreenção,Paciência etcc São coisa que as familias devem e não estão ensinando a seus filhos.Pois vejamos, veneno se vende livremente e as pessoas foram educadas que ele mata,precisamos educar nossas crianças e jovens que as drogas licitas ou ilicitas são veneno e assim pode ser que consigamos diminuir um pouco esse consumo.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Assembleia de avaliação e planejamento da Região Episcopal São Pedro e São Paulo

Assembleia da Região Episcopal Nossa Senhora dos Prazeres

Comunidade Católica Corpo Místico de Cristo realiza Congresso Mariano

Paróquia Sagrada Família em Ocara realizou Retiro com Agentes Pastorais

O Sínodo da Juventude 2018


QR Code Business Card