Atualidades

São Pio X

No dia 21 de agosto celebramos a festa de São Pio X um santo de nosso tempo. O nome de batismo dele era José Sarto. Nascido em Riese (Venécia) na diocese de Treviso, de família pobre e humilde em 1835. Vendo a inteligência do menino os pais fizeram grandes sacrifícios para que ele cursasse ao menos o ensino básico. Mais tarde fez, com brilhantismo, seus estudos no seminário de Pádua. Foi ordenado sacerdote em 1858, e depois passou por quase todos os postos da vida de um sacerdote: vigário paroquial, pároco, arcipreste de Salzano em 1867, cônego de Treviso, chanceler e diretor espiritual do seminário (1875-1883), bispo de Mântua (1884), patriarca de Venécia e cardeal (1893). Em 1903, falecia o grande Papa Leão XIII.  No conclave para eleição do novo papa o Cardeal Sarto foi eleito tomando o nome de Pio X.  Adotou como lema: “Restaurar todas as coisas em Cristo”.

No Vaticano o Papa Pio X continuou sua vida de simplicidade, modéstia e pobreza como quando simples vigário. Em sua primeira Carta Encíclica “E supremi” publicou o programa de seu pontificado: voltado para a pastoral, no incremento da vida eclesiástica e cristã. Ele enfrentou os problemas   internos da Igreja e soube dar-lhes uma orientação: promoveu a comunhão frequente, permitindo o acesso a essa para crianças com idade de sete anos;  reformou a música religiosa, dando ênfase ao canto gregoriano e música religiosa polifônica; reorganizou o direito canônico (que promulgaria seu sucessor em 1917); organizou os estudos nos seminários e a formação do clero; reorganizou o apostolado dos leigos; publicou um novo catecismo chamado “Catecismo de Pio X”, algo semelhante ao Catecismo da Igreja Católica promulgado por João Paulo ll, criou a Comissão Bíblica. Como o Papa Bento XVI ficou muito preocupado com o relativismo religioso, condenando-o sob o nome de modernismo na Carta Encíclica “Pascendi” (1903) e no Decreto “Lamentabili” (1907). Pio X publicou dezesseis cartas encíclicas durante seu pontificado.

São Pio X não foi teólogo, mas um pastor zeloso, dedicado, homem de oração, um verdadeiro santo. Prevendo a iminência da terrível Primeira Guerra Mundial, fez tudo, diplomaticamente falando, para evitá-la. Infelizmente não pôde evitar aquela Guerra Mundial e a falta de sucesso neste esforço abalou a sua saúde. Faleceu no dia 20 de agosto de 1914, com 79 anos de idade. Foi beatificado em 1951. O Papa Pio XII o canonizou no dia três de dezembro 1954. A lápide do seu sepulcro no Vaticano resume muito bem sua vida: “Pio X, pobre e rico, suave e humilde, de coração forte, lutador em prol dos direitos da Igreja, esforçado na tarefa de restaurar em Cristo todas as coisas”.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald – Redentorista.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Planilha de contribuição das paróquias e das áreas pastorais: outubro de 2017

Festa da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Santa Maria

“I Aviva Povo de Deus”

Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pedro na Praia da Tabuba, em Caucaia – CE.

Material que foi veiculado no Jornal JCTV na Rede Vida de Televisão


QR Code Business Card