Atualidades

SÃO PATRÍCIO – Patrono da Irlanda.

padre-Brendan200Os irlandeses, mesmo os emigrados a outros países e continentes, se ufanam da Irlanda, chamada a “Ilha dos Santos”, e levam com orgulho a devoção do primeiro bispo e apóstolo do país, São Patrício. Contudo, Patrício, gloria da Irlanda, não nasceu naquele país, mas na Grã- Bretanha (Inglaterra), por volta do ano 365. Ainda jovem, mas já era cristão, foi sequestrado por uns piratas que o levaram para a Irlanda onde permaneceu uns seis anos como escravo. Ao fim deste tempo, na sua terceira tentativa, escapou e conseguiu desembarcar para a Grã-Bretanha. Aí ele recebeu certa educação e uma aprendizagem do latim bíblico, mas nunca recebeu uma educação superior, algo que ele sempre lamentou.

Depois se mudou para França, onde teve contatos com São Germano de Auxerre. Também parece ter visitado Roma onde se sentiu a chamada para voltar à Irlanda para evangelizar os irlandeses. Por isso ao morrer o bispo Paládio, a quem o Papa Celestino confiara a missão da Irlanda, Patrício ofereceu-se em seu lugar. Foi consagrado bispo e voltou para a ilha em 435 com 50 anos de idade. Pregou, sobretudo no norte do país, estabelecendo sua sede em Armagh. Do norte mudou-se para oeste e este da Irlanda. Fundou sedes episcopais em vários lugares. Seus escritos o apresentaram como homem simples, mas dotado de um profundo sentido pastoral. A conversão do país não foi superficial, pois o Cristianismo enraizou-se na ilha toda. O método adotou por São Patrício para evangelizar o país foi o ter feito a fundação de mosteiros o alicerce da evangelização. A grandeza moral e espiritual de Patrício encontramos em sua autobiografia chamada Confessio escrita em latim rústico. Apesar de ser um homem simples e humilde soube explicar com a simples folha de trevo (uma planta cujas folhas se dividem em três) o insondável mistério da Santíssima Trindade. Por causa da ação de São Patrício a ilha se tornou um centro de irradiação missionária para o continente da Europa. Da Irlanda partiram os monges missionários pregando o Cristianismo.

Patrício continua presente na memória dos irlandeses. Milhares de pessoas e dezenas de igrejas levam seu nome. Há uma lenda que ele “precipitou ao mar todas as serpentes da ilha” e, de fato não há serpentes na Irlanda! A morte de São patrício se deu na cidade de Down, em 17 de março de 461 com 96 anos de idade. Os irlandeses celebram sua festa no dia 17 de março cada ano, e naquele dia fixam à roupa um trevo, a planta cujas folhas se dividem em três, porque São Patrício se servia deste sinal para dar uma ideia da Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Irlandês de nascença.

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • Veralucia R Bento disse:

    São Patrício patrono da Irlanda tem muito a nos ensinar, onde trabalhou para difundir o Evangelho, com profundo sentido Pastoral, levando várias sedes episcopais.São Patrício rogai por nós.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

O significado da Coroa do Advento

O privilégio da Imaculada Conceição

Comunidade Católica Shalom realiza Vamos a Belém. Festival oferece programação natalina em Fortaleza  

Aviso divino

Padres Jubilares


QR Code Business Card