Atualidades

São Marcos Evangelista

No dia 25 de abril deste ano a Igreja Católica celebra a festa de São Marcos Evangelista. Com seus dezesseis capítulos, o Evangelho de Marcos é o mais breve de todos. Talvez por isso tenha ocupado por muito tempo um discreto segundo plano. Hoje, entretanto, adquiriu grande interesse por ser o relato mais antigo sobre Jesus que chegou até nós.  Além disso, Mateus e Lucas o assumiram como base de seus respectivos evangelhos. Os dados que possuímos sobre Marcos procedem do Novo Testamento.  Ele é identificado com João Marcos, filha de Maria de Jerusalém, em cuja casa de Jerusalém se reunia os apóstolos depois de Pentecostes (At 12, 12ss.). Aliás, segundo os historiadores, foi nessa casa que Cristo celebrou a última ceia. Foi companheiro de apostolado de Pedro e de Paulo. Acompanhou Paulo e Barnabé em sua primeira viagem missionária, mas deixou-os na Panfília para voltar a Jerusalém.  Desgostoso pelo que considerou uma deserção, Paulo não quis admiti-lo depois como companheiro em suas viagens. Em consequência disso, Marcos seguiu com Barnabé para Chipre e evangelizaram a ilha.

Como disse o Evangelho de São Marcos é o mais curto se comparado aos demais, mas traz uma visão toda especial, de quem conviveu e acompanhou a paixão de Jesus quando era ainda criança. Ele pregou quando seus apóstolos se espalhavam pelo mundo, transmitindo para o papel, principalmente, de São Pedro, embora tivesse sido também assistente de São Paulo e São Barnabé. Segundo os historiadores foi batizado pelo próprio São Pedro. Mais tarde Marcos acompanhou São Pedro a Roma e foi aí que começou a preparar o segundo evangelho.  Foi na cidade de Roma também que Marcos ajudou São Paulo em sua primeira prisão. A tradição nos diz que ele foi o primeiro bispo de Alexandria no Egito, embora não há provas históricas para isso.

Historiadores afirma que seu martírio foi em Roma no “ano oitavo de Nero” e no dia da Páscoa quando celebrava o sacrifício da missa. Suas relíquias foram transladadas em 976 para Veneza. Desde então se venera sua memória na magnífica basílica daquela cidade, que tornou São Marcos como padroeiro no ano 828.  Marcos deixou-nos o segundo dos evangelhos sinóticos,  onde o propósito dele é mostrar que Jesus é o Messias. O evangelho escrito por ele é o mais antigo,  data do ano 70 d.C. Finalmente há, no Novo Testamento, várias menções de Marcos: At 12,12 fala de um João, de cognome Marcos; em At 12, 12; 13, 5;  13, 13; 15, 37-39, ele acompanhava Paulo e Barnabé; em Colossenses 4, 10; esteve em Roma; e 1Pd 5,13 apresenta o como colaborador de Pedro.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da C NBB Reg. NE1

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Nota de repúdio dos bispos do Regional CNBB NE1-Ceará diante do escárnio público contra os símbolos sagrados

Em 2017, o Dia Mundial dos Pobres dia será celebrado em 19 de novembro.

Coleta da Campanha Missionária acontece neste final de semana no Brasil e no mundo

Reunião do Conselho Episcopal Regional (CONSER) Regional Nordeste 1 da CNBB – Ceará

Padre Antônio Niemiec é o novo secretário nacional da Pontifícia União Missionária


QR Code Business Card