Atualidades

[Artigo] QUINTA FEIRA SANTA

O Senhor Jesus, na noite em foi entregue fez uma ceia com seus discípulos e durante a Ceia tomou o pão e, dando graças, abençoou-o, partiu-o  e disse: “Isto é meu corpo entregue por Vós”. E no fim da Ceia fez o mesmo com o0 cálice dizendo: “Tomai e bebei todos. Este é o cálice do meu sangue, o sangue da Nova e eterna Aliança, que vai ser derramado por vós e por todos”.  “Fazei isto em minha memória”. Na Ceia de Jesus tudo foi importante, mas para nós cristãos, foram estas palavras de Jesus que nos trouxeram todos os bens que recebemos na Igreja. Ao mesmo tempo, que entregava aos Apóstolos o pão e o vinho transformados em seu corpo e sangue, Jesus encarregava-os  de continuar no mundo  sua obra dizendo “Fazei isto em minha memória”.padre_brendan_coleman

Jesus deu aos Apóstolos o poder de fazer o que Ele fazia e assim, desde o tempo dos Apóstolos a Igreja nunca deixou de celebrar a Eucaristia e de obter o perdão dos pecados por intermédio dos sacerdotes. Por este motivo este dia deve ser para nós, um grande dia de louvor e ação de graças por estes dois grandes dons da Eucaristia e do sacerdócio. É pelo sacerdócio que se oferece a Eucaristia. É pelo sacerdote que  os pecados nos são perdoados em nome de Deus. É pelo sacerdócio que nós entramos na Igreja através do batismo. É pelo sacerdócio que nós fortalecemos a vida cristã pelo sacramento da crisma e é ainda pelo sacerdócio que o amor dos noivos é abençoado. Os sacerdotes são continuadores da missão de Jesus, ou mais ainda, é pelo sacerdote que Jesus chega até nós. O sacerdote dá-nos as palavras de Cristo através das suas homilias. O sacerdote dá-nos os dons de Cristo através das suas mãos consagradas.

O sacerdote ouve nossas lamentações, angústias e enxuga as nossas lágrimas em vez de Cristo. Na cerimônia de sua ordenação sacerdotal  foi chamado “outro Cristo” e se, na verdade, o seu exemplo nem sempre é o melhor, nós temos de ver, para além do homem que peca, o ministro de Deus que está junto de nós. O cristão não foi abandonado pelo seu mestre, Jesus deixou de estar presente visivelmente, mas quis ficar no pão e no vinho para que o possamos receber de um modo sensível, em sinais visíveis.

Como se isto não bastasse. Ele  convidou-nos a fazer o mesmo, doando nos um Mandamento Novo: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”, e Ele amou até a morte. Por isso digamos muitas vezes a Jesus: Muito obrigado Jesus pelos sacerdotes, pelos bispos, pelo Santo Padre e também obrigado Jesus especialmente pela Eucaristia.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald – Redentorista

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 9,9-13

Festa na paróquia de São Francisco de Assis, Jacarecanga

Soberania nacional é o eixo central da análise de conjuntura apresentada aos bispos Consep

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,31-35

Papa Francisco anuncia duas novas nomeações na manhã desta quarta-feira, 20


QR Code Business Card