Atualidades

Perdão, dom e graça

Padre Geovane Saraiva

O mundo em que vivemos é profundamente marcado por vingança, ódio e preconceitos. Considerando o bem maior da comunidade dos filhos de Deus, o maravilhoso é que contamos com a proposta de Jesus: a do perdão sem limites para os seus seguidores. Urge a necessidade de generosidade e misericórdia sempre maior, capaz de destruir o ódio e a agressividade reinantes no mundo, fugindo também da lógica dos números da matemática, a respeito do perdão. O Papa Francisco assegura aos que querem observar o chamado do Filho de Deus, afirmando que restam “a alegria, a paz e a liberdade interior que vêm do ser perdoado, podendo, por sua vez, abrir-se à possibilidade de perdoar; que o perdão não nega o erro sofrido, mas reconhece que o ser humano, criado à imagem de Deus, é sempre maior do que o mal que comete”.

No perdão, na misericórdia e na reconciliação, experimenta-se a compaixão de Deus, quando a justiça se transforma em misericórdia: “Perdoa a injustiça cometida por teu próximo: assim, quando orares, teus pecados serão perdoados” (cf. Eclo 28, 2). Portanto, é proposta a sábia lição de que só com muito amor no coração é possível dar continuidade ao projeto do Salvador da humanidade, de que Deus quer constantemente entrar na nossa história, perdoando nossas graves misérias e ao mesmo tempo oferecendo o dom e a graça de praticá-lo no dia a dia.

O Filho de Deus, que desceu do céu e veio morar entre nós, revela o amor e o perdão misericordioso do Pai, estabelecendo-se no meio de seu povo, anunciando a justiça de Deus. Jesus não quer só conversar com cada pessoa, mas demonstrar toda a força de seu amor infinito, sobretudo no perdão e na misericórdia, doando, visível e nitidamente, sua própria vida, como proposta do perdão sem limites (cf. Mt 18, 21-35). A criatura humana é grande aos olhos de Deus, bem maior e acima do mal que reina no mundo.

Abracemos o Evangelho de Jesus, mas com a consciência de que o perdão não tem limites nem tréguas. Que a salvação que nos é oferecida seja essencialmente de perdão e misericórdia, grande verdade e eixo da vida dos cristãos. Jesus nos ensina a viver constantemente perdoando, convencendo-nos de que o perdão é dom e graça divina, renovando-nos a esperança e apontando-nos o verdadeiro sentido da vida. Assim seja!

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – geovanesaraiva@gmail.com

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Paróquia do Mondubim realiza festejo à Nossa Senhora

Papa: as ditaduras começam com a comunicação caluniosa

Dia Mundial do Refugiado promove cultura e debate os desafios do refúgio no Brasil

Nota de falecimento

Aparecida receberá restos mortais de Dom Aloísio Lorscheider, Cardeal repousará na Capela da Ressurreição do Santuário Nacional


QR Code Business Card