Atualidades

Pedofilia, Mídia e Condução Coercitiva

Há alguns anos houve um levante midiático internacional, liderado pela América do Norte, para denunciar os casos de pedofilia na Igreja Católica. A pedofilia é absolutamente passível de condenação. Mas tomada uma distância histórica, já tendo passado alguns anos, resta-nos a pergunta: o compromisso era de fato em combater a pedofilia?Pe_Abimael

Lembro-me que naqueles anos, em 2011, pude participar de uma reunião internacional em Madri, Espanha e lá tivemos o estudo do problema sob o tema de “cuidado de menores e pessoas vulneráveis”. Ali uma assessoria veio dos Estados Unidos falar para nós. Éramos 53 países representados em 110 delegados. O relevante é que a assessora americana se tratava de Mônica Apple White, que trabalhou com os casos de Boston. Ela iniciou a sua exposição relatando um caso de pedofilia em uma pequena comunidade protestante, em uma pequena vila do Texas; após o relato nos perguntou: vocês ouviram falar disso? – Ela estava perguntando aos 53 países ali representados, se este caso de pedofilia havia aparecido nos noticiários da Inglaterra, do Brasil, da Índia, do Congo, da França…e, na verdade, ninguém conhecia o caso. Diante do que veio a interrogação se a propaganda midiática queria mesmo lidar com o problema da pedofilia ou tinha outra intenção.

A pedofilia é um problema que exige ações determinadas para liquidá-lo e bani-lo da Igreja e das famílias; por isso, a Igreja vem elaborando em suas comunidades religiosas e instituições toda uma resposta a este problema.

E onde entra a mídia? – exatamente nessa pergunta: será que a grande mídia está preocupada com os grandes problemas da humanidade: corrupção, pobreza, pedofilia, conflitos armados, crise econômica? – ou há outra intenção?

Nos anos de grande cobertura midiática sobre a pedofilia e a Igreja, no Brasil muitos católicos chegaram a ter vergonha de serem católicos, outros deixaram a Igreja e alguns omitiram que tinham amigos padres, pois a propaganda veiculava, sob as cortinas das matérias, que praticamente todo padre é pedófilo, uma vez que muitos quiseram associar a pedofilia ao celibato católico! O Papa Bento XVI foi acusado de crime contra a humanidade, por um grupo liderado por Richard Dawkins e alguns advogados norte-americanos. Os anos se passaram, e hoje se sabe que há denúncias de casos de pedofilia em clubes de futebol, em ambientes familiares, em escolas, no meio político e também nas igrejas: e onde está a mídia?

Parece que o seu compromisso não era com o grave problema da pedofilia! – Mas onde entra, nesta história a condução coercitiva? – exatamente aí, onde entrou a Igreja: na manchete!

A condução coercitiva do ex-presidente entrou de cheio nas manchetes jornalísticas e há toda uma produção quase que incansável nessa direção. Na época da cobertura dos casos de pedofilia, muitos chegavam a afirmar que a Igreja era formada por pedófilos, isto é, a propaganda levou inúmeras pessoas a acreditarem que somente nela havia esse problema, e muitos creem assim até hoje.

Depois de toda a cobertura de um ex-presidente em investigação: será que a grande mídia possui o compromisso em combater a corrupção? – Ou sua intenção é outra?

Por fim, seria toda a produção da grande mídia apenas mais uma manchete ou um compromisso com o combate à corrupção? – Óbvio, tem coisas que a história julgará, ela mesma nos dá agora elementos que indicam o rumo das coisas, mas sem pensar, sem refletir, sem analisar não é possível participar bem desse momento.

Pe. Abimael Nascimento, msc

 

 

 

Compartilhe

Subir

5 Comentários »

5 Comentários »

  • Ilma Pinho disse:

    Quero me perfilar com o Pe Abimael Nascimento, seu chamamento a todos à reflexão, quanto à relação das, e, nas comunicações midiáticas, que podem gerar bem ou mal-estar na sociedade, pois são formadores de opiniões, poderão gerar calmaria ou guerra, poderão inocentar culpados ou condenar inocentes, e depois, quem vai desfazer o mal-entendido? "Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca." (Am 5,24)

  • Raimundo Nonato Martins, disse:

    É com grande clareza e riquezas de detalhes essas explicações, é uma realidade pois nós nunca sabemos a verdadeira intenção da imprensa, ela sempre trabalha para o seu próprio interesse ou de grupos ligados a ela, mas nunca no interesse da humanidade, principalmente os pobres, visam principalmente crescer os seus patrimônios e enriquecer cada vez mais, mas a verdade não interessa a eles.

  • Gledson Costa disse:

    muito bem pensado Pe. Abimael, uma excelente reflexão diante de tantos bombardeios midiáticos.

  • Rafael Maximino disse:

    Texto impecável, Padre Abimael. É uma honra ter um sacerdote com um senso crítico tão apurado e dentro da realidade como pároco da nossa igreja da Aerolandia!!

  • Rodolfo Jr. disse:

    Vimos a pouco tempo um filme que foi premiado por tratar da pedofilia dentro da Igreja católica, o que devemos e nos perguntar:

    Os responsáveis pelo filme queriam realmente passar uma informação, chamar atenção para uma fato?

    Os responsáveis pelo filme queriam na verdade explorar um assunto polêmico para vender, bilheterias e ganhar prêmios?

    Meus irmãos, desviou de conduta existe em todos os grupos sociais, na igreja, no executivo, no legislativo, em seu dia a dia, é uma coisa da humanidade.

    O que devemos e filtrar todas as informações vinculadas na mídia, porque atrás de uma grande noticia, podem existirem grandes interesses.

    Com uma vida centrada na oração e no serviço ao próximo, sem interesses pessoais, podemos assim viver em paz de espírito, ajudando a comunidade que estamos inseridos e assim tornar o nosso país um lugar melhor.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 20,1-16a

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 8,4-15

Visita Pastoral na Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Maranguape

II Romaria Bíblica e encontro sobre contabilidade na Região São Pedro e São Paulo

Palestras sobre o tema Comunicação na Faculdade Católica de Fortaleza


QR Code Business Card