Atualidades

O Papa e os idosos

padre-Brendan200O Papa Francisco lembrou os idosos no “diálogo das gerações”. O discurso foi pronunciado em português e antecedeu a oração do “Ângelus”. Na sua homilia o Papa enfatizou a importância do diálogo entre as gerações, principalmente dentro da família. Nas palavras dele: “Esta relação, este diálogo entre as gerações é um tesouro que deve ser conservado e alimentado”. O Papa citou No. 447 do Documento de Aparecida que trata do “Bem-estar dos Idosos”. O Documento diz: “Crianças e anciões constroem o futuro dos povos. As crianças porque levarão adiante a história, os anciões porque transmitem a experiência e a sabedoria de suas vidas”. Mostrando se profundo conhecedor do Documento de Aparecida o Papa citou No. 448 do mesmo: “O respeito e a gratidão dos anciões deve ser testemunhado em primeiro lugar por sua própria família. A Palavra de Deus nos desafia de muitas maneiras a respeitar e valorizar os mais idosos e anciões. Convida os, inclusive, a aprender deles com gratidão e acompanha-los em sua solidão e fragilidade”.

As palavras do Pontífice vêm em boa hora porque dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que até 2032 a população de pessoas com mais de 60 anos no Brasil será superior a 30 milhões. Mais do que o dobro do número de idosos no país no final da década de 90. Não há dúvida: estamos envelhecendo rapidamente. Muitos têm medo da velhice e numa busca por uma juventude eterna encontramos a procura frenética por tratamentos estéticos e o consumo desenfreado de cosméticos e técnicas que prometem recuperar a aparência jovem. Nossa sociedade valoriza muito a aparência, a juventude e a beleza. Hoje é difícil encontrar uma mulher idosa com cabelos brancos. A cirurgia plástica colabora para que se mantenha aparentemente jovem. Aumenta hoje a busca de: lifting facial, massagens modeladoras, acupuntura estética, ultrashape, lipoaspiração, peeling e muitos outros. Além disso, há inúmeros cremes, sempre da última geração, para apagar rugas e linhas de expressão. Elementos que envelhecem são evitados a todo custo como exposição ao sol, cigarros, certas drogas, vidas sedentárias etc. Há dietas de todo espécie para ficar magro e malhação é indispensável.

Cada pessoa deve viver a terceira idade de uma determinada maneira que lhe é próprio, levando em consideração sua condição física, emocional, social e espiritual. Psicólogos afirmam a importância da vida espiritual na velhice. A sua crença religiosa dá ao idoso coragem para enfrentar com certa tranquilidade doenças como câncer, perda de memória, AVC, Alzheimer etc. O Papa Francisco é um exemplo do envelhecimento saudável. Aí está com uma vitalidade impressionante para um homem de 76 anos de idade e vivendo bem adaptado à idade que tem, com os muitos problemas que um Papa enfrenta.

Por Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

 

 

 

 

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Planilha de contribuição das paróquias e das áreas pastorais: outubro de 2017

Festa da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Santa Maria

“I Aviva Povo de Deus”

Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pedro na Praia da Tabuba, em Caucaia – CE.

Material que foi veiculado no Jornal JCTV na Rede Vida de Televisão


QR Code Business Card