Atualidades

O ano da fé

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald - Redentorista

Acredito que a mídia mundial e especificamente a mídia brasileira não deram destaque adequado à notícia que o papa Bento XVl proclamou um Ano de Fé através da Carta Apostólica Porta Fidei (A Porta da Fé). O Ano da Fé iniciará em 11 de outubro de 2012, no 50º. aniversário de abertura do Concílio Vaticano ll, e terminará em 24 de novembro de 2013, Solenidade de Cristo Rei do Universo. Nas palavras do Santo Padre “Será um momento de graça e de empenho para uma sempre mais plena conversão a Deus, para reforçar a nossa fé n’Ele e para anunciá-Lo com alegria ao homem do nosso tempo”.

Não é a primeira vez que a Igreja é chamada a celebrar um Ano da Fé. Já o Servo de Deus Papa Paulo Vl, em 1967, proclamou um ano semelhante, para celebrar o 19º. Centenário do martírio dos apóstolos Pedro e Paulo. Em 11 de outubro de 2012, além dos 50 anos da convocação do Concílio vaticano ll, também se completarão 20 anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, texto importantíssimo promulgado pelo Beato João Paulo ll. Conforme o papa Bento XVl, “este Ano deverá exprimir um esforço generalizado em prol da redescoberta e do estudo dos conteúdos fundamentais da fé, que têm no Catecismo a sua síntese sistemática e orgânica”. Convocando o Ano de Fé, o papa Bento XVl externou sua preocupação com a cultura secularizada da Europa e de outro países do hemisfério Norte, algo que está acontecendo aqui ao Brasil. Além do problema da secularização, temos a necessidade de considerar que temos no Brasil um quadro diferente: é o pluralismo religioso junto com a privatização da religião. Há também aqui no Brasil os efeitos negativos do materialismo, consumismo e individualismo no campo religioso. Hoje cada um faz suas escolhas, e vive a fé e a religião a seu modo. Hoje a fé vê-se sujeita a uma série de interrogativos, que provêm de uma mentalidade que reduz o âmbito das certezas racionais ao das conquistas científicas e tecnológicas. Porém, nas palavras do papa Bento “A Igreja nunca teve medo de mostrar que não é possível haver qualquer conflito entre fé e ciência autêntica, porque ambos tendem, embora por caminhos diferentes, para a verdade”. Os conteúdos do Catecismo da Igreja Católica serão particularmente valorizados neste período.

                           Padre Dr. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e assessor da CNBB Reg. NE1.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Nota de repúdio dos bispos do Regional CNBB NE1-Ceará diante do escárnio público contra os símbolos sagrados

Em 2017, o Dia Mundial dos Pobres dia será celebrado em 19 de novembro.

Coleta da Campanha Missionária acontece neste final de semana no Brasil e no mundo

Reunião do Conselho Episcopal Regional (CONSER) Regional Nordeste 1 da CNBB – Ceará

Padre Antônio Niemiec é o novo secretário nacional da Pontifícia União Missionária


QR Code Business Card