Atualidades

[Artigo] Nova Festa de Santa Maria Madalena

                            Nova   Festa de Santa Maria Madalena

A celebração da Festa de Maria Madalena, memória obrigatória no dia 22 de Julho, foi elevada no Calendário Romano Geral ao grau de festa. Por desejo expresso do papa Francisco, a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos publicou no dia 3 de junho, um novo decreto  para estabelecê-lo. A decisão do Santo Padre se enquadra no atual contexto eclesial, que pede uma reflexão mais profunda sobre a dignidade da mulher, a nova evangelização e a grandeza do mistério da misericórdia divina. O Papa Francisco tomou esta decisão precisamente no contexto do Jubileu da Misericórdia para demonstrar a relevância da figura de Maria Madalena “que mostrou um grande amor a Cristo e foi por Cristo tão amada”.brendan_

O Sumo Pontífice apresentou em 2013 uma reflexão sobre Maria Madalena, partindo do relato do Evangelho segundo  São João que retrata esta santa chorando junto a sepultura vazia num momento de profunda tristeza, antes da aparição de Jesus ressuscitado. O papa disse na sua reflexão que Maria Madalena era a “mulher pecadora” que ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos, uma “mulher explorada e também desprezada por aqueles que se julgavam justos”.  Falando sobre Maria Madalena o Papa emérito, Bento XVl chamou a de “discípula” de Jesus, “testemunha do poder do seu amor misericordioso, que é mais forte que o pecado e a morte”. O grande Santo Tomás de Aquino disse que Maria Madalena era “apóstola dos apóstolos”, por que foi ela a primeira testemunha que viu o Ressuscitado e a primeira mensageira que anunciou aos apóstolos atemorizados e trancados no cenáculo a ressureição do Senhor.

Maria Madalena foi uma das poucas pessoas que estava presente ao pé da Cruz, ao lado da Virgem Maria.  Duas mulheres, dois extremos: a Imaculada e uma pecadora pública. Ambas receberam a redenção de Cristo, mas em forma diversa: Maria por antecipação, por força da qual foi concebida imaculada; Maria Madalena, representando a humanidade pecadora foi lavada pelo sangue do Redentor e a infinita misericórdia de Jesus. Maria Madalena é um exemplo de verdadeira e autêntica evangelizadora, uma evangelista que anuncia a alegre mensagem central da Páscoa. Gratidão, então, papa Francisco da parte de todas as mulheres cristãs do mundo, porque, com a criação da nova festa de Santa Maria Madalena, lhes confere especial valor.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald

Redentorista e Assessor da  CNBB Reg. NE1

 

 

 

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Segundo Encontro com os Secretários Paroquiais da Região Episcopal Sertão São Francisco das Chagas

Nota de falecimento de padre Gerardo H. Van Rooyen

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 7,6.12-14

Papa: cristão não precisa de horóscopo, aberto às surpresas de Deus

A herança missionária de Pedro

QR Code Business Card