Atualidades

  Nossa Senhora do Rosário

No dia 7 de outubro de 2017 a Igreja Católica celebra a Festa de Nossa Senhora do Rosário. Esta festa foi instituída pelo papa Pio V em 1571, quando se celebrou a vitória dos cristãos sobre os turcos na batalha naval de Lepanto. Nesta batalha os cristãos católicos, em meio a recitação do rosário, resistiram, aos ataques dos turcos otomanos vencendo-os em combate. A celebração de hoje convida-nos a meditação dos Mistérios de Cristo, os quais nos guiam à Encarnação, Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus.

É necessário, contudo, distinguir a oração do rosário da Festa do Santo Rosário. O rosário é uma oração que nasceu do amor da Idade Média por Maria. Antigamente os monges anacoretas usavam pedrinhas para contar o número das orações vocais. Nos conventos medievais, os irmãos  leigos dispensadas da recitação do Saltério, pela pouco familiaridade com o latim, completavam suas práticas de piedade com a recitação dos Pai Nossos com grãos enfiados em um barbante. A lenda conta que esta oração, como nós conhecemos hoje, foi instituída por São Domingos a quem a Mãe de Deus recomendara como uma arma de proteção na luta contra os hereges albigenses.

O papa dominicano Pio V animou a prática da recitação do rosário que, em breve, se tornou a oração predileta da Cristandade. A festa foi instituída pelo mesmo Pio V em 1571, quando se celebrou a vitória dos cristãos na batalha naval de Lepanto. Nesta batalha os cristãos católicos, em meio a recitação do rosário, resistiram aos ataques dos turcos otomanos vencendo-os em combate. Naquela época a festa foi chamada “Nossa Senhora da Vitória”. Em 1573 o recém-eleito papa Gregório VIII, mudou o título da comemoração para a “Festa do Santo Rosário”. Após as reformas do Concílio Vaticano II a festa for renomeada para “Nossa Senhora do Rosário”. Esta devoção tem o privilégio de ter sido recomendada por Nossa Senhora em Lourdes e em Fátima.

Gostaria de terminar este breve artigo citando as palavras inspiradas do Papa São João Paulo ll sobre o rosário. Diz o Papa: “O rosário é minha oração preferida. Oração maravilhosa em sua simplicidade e em sua profundidade. Nesta oração repetimos muitas vezes as palavras que a Virgem Maria escutou da boca do anjo e de sua prima Isabel. Ao pronunciar essas palavras da ‘Ave Maria’, passam diante dos olhos do que reza os principais episódios da vida de Cristo, com seus mistérios Gozosos, Dolorosos, Gloriosos e da Luz, que nos fazem entrar em comunhão com Cristo, poderíamos dizer, através do coração de sua Mãe”. Nosso coração pode encerrar nestas dezenas do Rosário todos os atos que compõem a vida de cada pessoa, de cada família, de cada nação, da Igreja e da humanidade: os acontecimentos pessoais e os do próximo e, de modo particular, daqueles que amamos. Assim, a simples oração do Rosário pulsa no ritmo da vida humana. Amém.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Nossa Senhora de Guadalupe

Editorial – dezembro 2017: “Campanha para a Evangelização”

Agenda do Arcebispo: Janeiro 2018

Decretos e Provisões – novembro 2017

Boletim Igreja no Brasil – CNBB – n. 266


QR Code Business Card