Atualidades

[Artigo] NOITE ESCURA DA ALMA

NOITE ESCURA DA ALMA

Padre Geovane Saraiva*

Confesso que gostaria de compreender melhor o poema A noite escura da alma, de autoria de São João da Cruz, escritor espanhol e místico cristão do século XVI, em que descreve a jornada da alma, desde a sua morada terrestre até a íntima e beatífica união com Deus. Tal poema quer mostrar-nos as dificuldades das pessoas, na convivência com o mundo, numa vida leve e despojada, buscando atingir a luz que não se extingue, na perfeita harmonia com Deus. Ao buscar o crescimento espiritual em união com Deus, São João da Cruz quer colocar os seguidores de Jesus de Nazaré diante da dolorosa e angustiante experiência, a que são chamados a suportar (cf. Jo 17), assegurando-nos que “no entardecer da vida seremos julgados pelo amor”.padre_geovane

Dentro do contexto da aventura dos eleitos de Deus, pensei na noite escura enquanto dolorosa e angustiante experiência pela qual passa a Igreja Católica, não só pelo caso Vatileaks II, que, depois de oito meses de andamento no processo, saiu o julgamento pelo presidente do Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano, Giuseppe Dalla Torre (07/07/2016), com a sentença contra os cinco acusados de divulgar documentos reservados da Santa Sé. É lamentável e mesmo pecaminoso não saber guardar o sigilo que a função exige e também a respeito do dinheiro, nesse referido processo, que, segundo sabemos, foi usado não a partir dos critérios do Evangelho.

Também noites escuras e dolorosas vive a Igreja Católica do Brasil, concretamente, quando bispos e arcebispos são convidados, depois de denúncias, dossiês e auditorias, a apresentar pedido de renúncia à Santa Sé, causando enorme prejuízo, com interrogações e surpresas, acompanhadas de sofrimentos, às comunidades dos que abraçam a fé. Que São João da Cruz ajude-nos a perceber prováveis ou reais sombras, infidelidades ou ausência de Deus, como um aparente abandono ou colapso, que  possam se transformar em providencial bênção, e não em tempestade, na mais absoluta convicção de que nada tem a ver com o abandono de Deus.

Sombras, erros e pecados, sim, mas temos consciência nítida e esperançosa de que a bondade de Deus é maior. Convençamo-nos, pois, de que crises e conflitos devem entrar sempre no plano salvífico de Deus, na compaixão do nosso bom Deus, que é infinitamente maior do que os conflitos internos e estruturais da Igreja, e também de todos os seus membros, do maior ao menor, na certeza de que Jesus ressuscitado cumpre a promessa de reconciliar o mundo consigo, querendo fazer novas todas as coisas (cf. Cl 1, 20).

Fixemos na mente e no coração a expressão litúrgica da celebração da luz, na noite de Páscoa: “Por suas santas chagas, suas chagas gloriosas, o Cristo Senhor, nos proteja e nos guarde”. Jesus, ao passar da morte para a vida, nunca mais se afastará de seu povo, oferecendo-nos pelo seu Espírito de misericórdia e perdão, no que o Papa Francisco nos assevera: “Assepsia da alma, a faxina da mente e alforria do coração”. Assim seja!

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – geovanesaraiva@gmail.com

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Anuário da Arquidiocese de Fortaleza 2015 – 2016

O Papa pensa em renunciar ao Pontificado?

Escola de Formação Missionária da IAM

Papa no Angelus: converter-se não é mudar de roupa mas de atitude

Evangelho – Mc 3,22-30

SSCP   CAS-002   9L0-066   350-050   642-999   220-801   74-678   642-732   400-051   ICGB   c2010-652   70-413   101-400   220-902   350-080   210-260   70-246   1Z0-144   3002   AWS-SYSOPS   70-347   PEGACPBA71V1   220-901   70-534   LX0-104   070-461   HP0-S42   1Z0-061   000-105   70-486   70-177   N10-006   500-260   640-692   70-980   CISM   VCP550   70-532   200-101   000-080   PR000041   2V0-621   70-411   352-001   70-480   70-461   ICBB   000-089   70-410   350-029   1Z0-060   2V0-620   210-065   70-463   70-483   CRISC   MB6-703   1z0-808   220-802   ITILFND   1Z0-804   LX0-103   MB2-704   210-060   101   200-310   640-911   200-120   EX300   300-209   1Z0-803   350-001   400-201   9L0-012   70-488   JN0-102   640-916   70-270   100-101   MB5-705   JK0-022   350-060   300-320   1z0-434   350-018   400-101   350-030   200-310   200-310   350-050   70-532   200-310   70-411   100-105  ,""" 1Z0-803   SY0-401   000-080   70-480   200-101   70-461   70-270   70-177   70-480   352-001   500-260   MB2-707   MB5-705   642-999   2V0-621   1Z0-804   300-208   70-483   70-486   300-101   300-206   101   300-209   200-125  ," EX300   000-105   74-678   210-065   350-018   N10-006   640-916   70-410   MB2-704   NS0-157   220-801   300-320   70-461   1Z0-804   LX0-103   MB2-704   210-060   101   200-310   640-911   200-120   EX300   300-209   1z0-808   220-802   ITILFND   1Z0-804   LX0-103   MB2-704   210-060   220-801   74-678   642-732   400-051   ICGB   c2010-652   70-413   101-400   220-902   200-310   640-911   200-120   EX300   300-209   1Z0-803   350-001   400-201   500-260   640-692   70-980   70-532   200-101   000-080   000-017   210-060   2V0-620   300-320   N10-006   70-411   352-001   210-260   SY0-401   400-101   100-105  , " 1Z0-803   810-403   640-692   70-463   000-105   350-060   70-486   200-120   200-120   210-060   100-105  ," 70-533   PR000041   LX0-103   300-320   200-125  ," 400-101  


QR Code Business Card