Atualidades

Lugar para todos no coração de Dom Helder

“Quem estiver sofrendo no corpo e na alma; quem, pobre ou rico estiver desesperado, terá lugar especial no coração do bispo” – Dom Helder Câmara

padre Geovane Saraiva NOVA2por Padre Geovane Saraiva*

O Brasil e o mundo conheceram um Dom Helder porta-voz dos injustiçados e dos empobrecidos, nas suas posições em favor de um mundo fraterno e solidário e de uma Igreja pobre e servidora. Conhecemos um Dom Helder respeitoso das pessoas e cheio de amor para com os sofredores. Um Dom Helder totalmente identificado com o povo, que neste 7 de fevereiro celebramos sua vida, nascido há 104 anos, na nossa cidade de Fortaleza.

Colocamos na patena a vida do místico, Dom Helder Câmara, profundamente apaixonado pelo Criador e Pai. O padre Salesiano, João Carlos Ribeiro, afirmou no prefácio do livro, Sonhos e Utopias, do Padre Geovane Saraiva: “Havia tanta emoção nas palavras da consagração que o vimos muitas vezes chorando ao celebrar a Missa. E sempre repetia com toda convicção que o verdadeiro celebrante da Missa é Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Recordamos um Dom Helder, pastor da paz e da ternura, que se sentia honrado quando seus inimigos o acusavam de utópico e sonhador, porque se aproximava do “cavaleiro andante”, dizendo-lhes com muita segurança e convicção: “Comparar-me a Dom Quixote, está longe de ser uma nota depreciativa”. E acrescentava-lhes: “Ai do mundo se não fosse a utopia, ai do mundo se não fosse os sonhadores”.

Como é maravilhoso, no dia do seu aniversário de nascimento recordar alguns dos seus inúmeros pensamentos: “Mesmo que a maior angústia te visite e acompanhe, não te deixes que ela reflita em teu rosto”; “O mundo agitado e triste precisa que leves contigo tua paz e tua alegria”; “Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo”; “Feliz de quem atravessa a vida tendo mil razões para viver”; “Tenho pena, Senhor, dos sem abrigo, e mais pena ainda dos instalados, dos enraizados, que fizeram da terra morada permanente”.

Contamos com sua presença, ao celebrarmos a memória do pastor dos empobrecidos, numa compreensão de que, para o mundo de hoje é indispensável recordá-lo como um referencial, um modelo e uma figura exemplar, ao afirmar: “Quem estive sofrendo no corpo e na alma, quem, pobre ou rico estiver desesperado, terá lugar especial no coração do bispo”.

Dia 7 de fevereiro de 2013, na Paróquia de Santo Afonso (Igreja Redonda), às 18 horas. Av. Jovita Feitosa, 2733 – Parquelândia – Fortaleza – CE.

*Padre da Arquidiocese de Fortaleza, Escritor, Membro da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE), e da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza.

Pároco de Santo Afonso – geovanesaraiva@gmail.com.

Compartilhe

Subir

2 Comentários »

2 Comentários »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Alto Alegre realiza Festejo

Equipe da 5º Urgência da Região Nossa Senhora da Conceição promove encontro sobre Reforma Trabalhista

Alto do Moinho, em Canindé realiza festejo a seu Padroeiro

São Luís Gonzaga

Muticom de Férias acontecerá em Maranguape (CE)


QR Code Business Card