Atualidades

Festa de Santo Afonso

No dia primeiro de agosto a Igreja Católica celebra a Festa de Santo Afonso Maria de Ligório fundador de uma das mais ativas e numerosas congregações religiosas: os Padres Redentoristas. Afonso foi bispo, escritor (120 obras publicados), poeta, musicista (ele compunha hinos religiosos), advogado e Doutor da Igreja. Nascido em Marianella, perto de Nápoles, de família nobre em 1696. Depois de uma excelente educação humanística, seguiu a carreira de advogado durante oito anos. Depois de um fracasso nos tribunais resolveu ser sacerdote. Com uma mente brilhante fez suas estudos eclesiásticos em tempo recorde e foi ordenado padre em 1727.

Afonso colocou suas altas qualidades de ciência e oratória a serviço de Cristo, escolhendo como lema: “Deus me enviou a evangelizar os pobres”. Quando Afonso viu os pobres do campo espiritualmente abandonados, ele resolveu fundar uma congregação religiosa destinada a pregar o evangelho pelos povoados e aldeias do reino de Nápoles. A nova congregação religiosa foi fundada em 1732 com o nome “Congregação do Santíssimo Redentor” ou Padres Redentoristas. Os Redentoristas passaram quase cinquenta anos pregando “as santas missões” nos povoados de praticamente todo o sul da Itália.

Em 1762 Afonso foi nomeado pelo Papa Clemente Xlll, bispo da diocese de Santa Águeda dos Godos. Durante 13 anos ele dirigiu essa diocese com zelo, sabedoria e firmeza, fazendo suas visitas pastorais com a pregação dos seus missionários. Como bispo tomou cuidado especial com a formação do clero da diocese. Foi durante este período de sua vida que escreveu muitos de seus livros, abordando variados assuntos: teologia moral, livros de espiritualidade, obras ascéticas, obras devocionais, meditações, retiros, sermões e homilias. Um dos livros mais conhecidos da autoria dele é “As Glórias de Maria”. Em 1775 renunciou seu cargo episcopal por motivos de enfermidade e voltou para morar vem Pagani em uma das casas da Congregação;

Sua vida em Pagani foi uma vida simples e austera. Foi muito procurado como confessor onde foi “duro com o pecado, mas compreensivo com o pecador”. Passou seus últimos anos afastados da diocese da própria congregação, suportando sofrimentos físicos e escrúpulos. Faleceu santamente cercado por seus confrades com 91 anos de idade, no dia 1º. de agosto de 1787. Foi canonizado em 26 de maio de 1839 pelo papa Gregório XVl. Declarado Doutor da Igreja em 23 de março de 1871 pelo papa Pio lX. Foi proclamado patrono dos confessores e moralistas em 26 de abril de 1950 pelo para Pio Xll.

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald, redentorista e assessor da CNBB Reg. NE1

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 8,16-18

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 20,1-16a

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 8,4-15

Visita Pastoral na Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Maranguape

II Romaria Bíblica e encontro sobre contabilidade na Região São Pedro e São Paulo


QR Code Business Card