Atualidades

Festa da Transfiguração do Senhor

No dia 6 de agosto de 2017 a Igreja Católica celebra a Transfiguração do Senhor. O Evangelho de São Mateus trata da Transfiguração. A Transfiguração de Jesus está presente em Mateus, Marcos e Lucas, mas cada evangelista trabalhou a seu modo a narrativa dentro dos objetivos específicos de cada um. A mensagem dessa narrativa não é imediatamente clara e fácil de entender porque é transmitida com uma linguagem e através de símbolos que pertencem a uma cultura e a uma época distante de nós. É, portanto, necessário explicar antes de tudo os elementos simbólicos que estão presentes no trecho. A narrativa começa dizendo que Jesus se retirou para uma alta montanha. A Bíblia situa os grandes encontros com Deus em montes, como os de Moisés (Ex.24, 15) e Elias (1Rs 19, 8) e no texto de hoje Pedro, Tiago e João. Mais do que um lugar físico, a montanha ou o monte indica o momento da intimidade com Deus. Embora o texto de hoje não mencione o nome da montanha, a tradição relaciona O Tabor à Transfiguração desde o século lV.  No evangelho de hoje lemos que as roupas de Jesus ficaram brancas, assim manifestando externamente que é Jesus. A cor branca para os israelitas era símbolo do mundo de Deus e também símbolo de festa, de alegria, de felicidade. É interessante notar que a Liturgia Bizantina expressa muito mais a teofania contida nesta festa de hoje do que a Liturgia Romana.

Os dois personagens Elias e Moisés, que apareceram com Jesus eram figuras destacadas do Antigo Testamento. O primeiro era o grande profeta que todos julgavam não ter morrido por ter sido arrebatado ao céu (2Rs 2,11-12), era visto como o pai do profetismo. O outro Moisés era considerado como o patrono da Torá, da Lei. As três tendas que Pedro quer construir têm um sentido simbólico importante. Em Israel celebrava-se em todo final de ano, como encerramento das colheitas, uma grande festa que se prolongava por uma semana e que era conhecido como a “festa das tendas”. Ao pedir para edificar três tendas Pedro refere-se exatamente a esse sentido simbólico das tendas. A nuvem e a sombra são imagens no Antigo Testamento para sinalizar a presença de Deus. Vinda da nuvem, a voz de Deus designa Jesus como o “Filho de Deus” e que podemos confiar no que Ele diz, “Escutai o que Ele diz” (Mc 9, 7).

O mais importante de tudo é o testemunho do Pai afirmando que Jesus é uma pessoa em que podemos crer. É preciso escutar Jesus, pois sua mensagem descortina o mistério de Deus; é preciso escutar o Senhor, pois só Ele tem “palavras da vida eterna”. A transfiguração de Jesus nos ajuda a compreender que aquele que vai sofrer a paixão e ser glorificado é o Filho de Deus que se encarnou para a nossa salvação. O que sustenta nossa vocação cristã, o que sustenta nossa fé é a graça da ressurreição do Senhor. O sofrimento e a morte não são a última palavra. O Senhor, ressuscitado dos mortos, venceu o mal e a morte: glorioso, nos faz participantes de sua vitória. “Nossa vocação é para sermos também transfigurados em Cristo. Nosso rosto deve refletir a luz de Cristo e, ver nos rostos dos irmãos, principalmente os mais pobres, o rosto de Cristo resplandecente” (Deus Conosco, agosto, 2015, p.39).

“Ao descerem da montanha Jesus ordenou que não contassem a ninguém o que tinham visto, até o Filho do Homem tivesse ressuscitado dos mortos”. Jesus e os três discípulos desceram do monte para as tarefas diárias da vida. E os discípulos precisarão compreender que a abertura ao Deus transcendente não pode nunca ser fuga do mundo (cf. Pagola, 2014, Marcos, p.175).

Pe. Brendan Coleman Mc Donald –Redentorista.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Planilha de contribuição das paróquias e das áreas pastorais: outubro de 2017

Festa da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Santa Maria

“I Aviva Povo de Deus”

Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pedro na Praia da Tabuba, em Caucaia – CE.

Material que foi veiculado no Jornal JCTV na Rede Vida de Televisão


QR Code Business Card