Atualidades

Clamar por Misericórdia

Eis nossa simples e humilde reflexão, de cunho pastoral e com a intenção de contribuir, diante do clamoroso gemido de dor da humanidade, manifestado numa sociedade pouco organizada e adormecida  ao sonho do nosso bom Deus, por um mundo de harmonia, esperança e de paz. O projeto de São Francisco de Assis, levado adiante pelo Papa Francisco, vemo-lo transformado em realidade, num espírito de total abertura e permanente esforço em favor da solidariedade, da paz e da concórdia no mundo. O Sumo Pontífice deixou claro que a verdadeira segurança das pessoas e do mundo como um todo passa pela misericórdia, voltando-se ao essencial, ao coração do Evangelho, que é a misericórdia.

A missão que Jesus  recebeu, em total fidelidade ao Pai, foi de abraçar a cruz. Podemos imaginar que a solenidade  de Cristo Rei, no último Domingo do Ano Litúrgico tenha o objetivo de fazer com que os cristãos percebam, com clareza sempre maior, num ambiente reflexivo, silencioso e  contemplativo, a face bondosa de Deus. Levados, evidentemente, a uma envolvente compreensão do serviço e da entrega, dentro do plano de salvação no Filho de Deus, valendo-nos de Dom Helder Câmara, ao afirmar: “Não há penitência melhor do que aquela que Deus coloca em nosso caminho todos os dias”.

A proposta para os cristãos é no sentido de vivenciar o gesto mais elevado, quando Deus decide salvar a humanidade e desce do céu, indicando-nos que o cerne da vida cristã consiste em uma insistente teimosia de fazer o seguimento de Jesus de Nazaré, na sonhada liberdade dos filhos de Deus. Consciente de que seu indizível e insondável mistério de amor vai na direção de afastar a ilusão de um cristianismo fácil e sem Cruz. Também abraçar a cruz de todos os dias, sem jamais se esquecer de que sua forte simbologia é consequente, indicando-nos o caminho da paz, que segundo o Papa Francisco é “um bem que supera qualquer barreira, porque é um bem de toda a humanidade”.

Que o nosso olhar seja sempre mais esperançoso, no exemplo de um Papa Francisco encantador, no convite feito às pessoas de boa vontade para que sejam sensíveis  ao clamor humano e eliminam o indiferentismo. Falou-nos, ao encerrar o Jubileu da Misericórdia (20/11/2016), de uma Igreja livre e pobre para anunciar a Misericórdia de Deus, defendendo-a, no sentido de melhor cumprir a sua missão, na contemplação do verdadeiro rosto do nosso Rei, aquele que brilha na Páscoa, entendida como acolhedora, livre, fiel, pobre de meios, mas rica no amor, missionária. Embora o Santo Padre fechasse a Porta Santa, disse com veemência que a Igreja continua sempre com a porta escancarada à verdadeira porta da misericórdia, que é o Coração de Cristo.

Pe. Geovane Saraiva

Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – geovanesaraiva@gmail.com

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Evangelho – Mc 3,20-21

Agentes de Pastorais participam de Formação sobre a CF 2017

Escola de Comunicação do Regional NE 1 abre inscrições para o Curso de Comunicação Pastoral

Educar para a paz em tempos de injustiças e violência

Romaria eterna

SSCP   CAS-002   9L0-066   350-050   642-999   220-801   74-678   642-732   400-051   ICGB   c2010-652   70-413   101-400   220-902   350-080   210-260   70-246   1Z0-144   3002   AWS-SYSOPS   70-347   PEGACPBA71V1   220-901   70-534   LX0-104   070-461   HP0-S42   1Z0-061   000-105   70-486   70-177   N10-006   500-260   640-692   70-980   CISM   VCP550   70-532   200-101   000-080   PR000041   2V0-621   70-411   352-001   70-480   70-461   ICBB   000-089   70-410   350-029   1Z0-060   2V0-620   210-065   70-463   70-483   CRISC   MB6-703   1z0-808   220-802   ITILFND   1Z0-804   LX0-103   MB2-704   210-060   101   200-310   640-911   200-120   EX300   300-209   1Z0-803   350-001   400-201   9L0-012   70-488   JN0-102   640-916   70-270   100-101   MB5-705   JK0-022   350-060   300-320   1z0-434   350-018   400-101   350-030   200-310   200-310   350-050   70-532   200-310   70-411   100-105  ,""" 1Z0-803   SY0-401   000-080   70-480   200-101   70-461   70-270   70-177   70-480   352-001   500-260   MB2-707   MB5-705   642-999   2V0-621   1Z0-804   300-208   70-483   70-486   300-101   300-206   101   300-209   200-125  ," EX300   000-105   74-678   210-065   350-018   N10-006   640-916   70-410   MB2-704   NS0-157   220-801   300-320   70-461   1Z0-804   LX0-103   MB2-704   210-060   101   200-310   640-911   200-120   EX300   300-209   1z0-808   220-802   ITILFND   1Z0-804   LX0-103   MB2-704   210-060   220-801   74-678   642-732   400-051   ICGB   c2010-652   70-413   101-400   220-902   200-310   640-911   200-120   EX300   300-209   1Z0-803   350-001   400-201   500-260   640-692   70-980   70-532   200-101   000-080   000-017   210-060   2V0-620   300-320   N10-006   70-411   352-001   210-260   SY0-401   400-101   100-105  , " 1Z0-803   810-403   640-692   70-463   000-105   350-060   70-486   200-120   200-120   210-060   100-105  ," 70-533   PR000041   LX0-103   300-320   200-125  ," 400-101  


QR Code Business Card