Atualidades

[ARTIGOS] Violência na sociedade brasileira

padre-Brendan200O texto base da Campanha da Fraternidade 2015 é um dos mais ricos e informativos nestes últimos anos. Fiel ao seu tema: “Fraternidade: Igreja e Sociedade” o texto apresenta um rico histórico das relações entre a Igreja e a sociedade no Brasil. Aborda também um dos problemas atuais mais angustiantes do povo brasileiro – a violência em nossa sociedade. É fato notório que a violência não para de crescer, “sob todas as formas e em todos os estratos da sociedade”. O texto base nos oferece as seguintes estatísticas: uma taxa de 20,4 homicídios por 100 mil habitantes, a oitava pior marca entre 100 nações com estatísticas confiáveis sobre o tema! É interessante ver os estados com as mais altas taxas de homicídios no país: Alagoas (55,3), Espírito Santo (39,4), Pará (34,6), Bahia (34,4) e Paraíba (32,8), segundo a pesquisa  “com maior incidência nas periferias urbanas e em cidades com rápido crescimento”. Atualmente são 50 mil mortes violentas por ano aqui no Brasil. A maioria esmagadora destas mortes violentas está ligada ao comércio de drogas e aos usuários das drogas. O texto base da Campanha da Fraternidade 2015 nos informa que o Brasil é o maior consumidor mundial de drogas como o crack, e o segundo de cocaína. Um fato agravante é que este “consumo devastador de drogas chegou às cidades do interior”. Segundo a mesma fonte “Em meados de 2014, 350 mil pessoas usavam crack regularmente em São Paulo”.

O texto base aborda outros graves problemas nossos, como a impunidade. O índice de crimes e delitos esclarecidos é muito baixo, contribuindo assim para a sensação de impunidade na sociedade brasileira. O fato que nós temos mais de meio milhão de brasileiros encarcerados é realmente uma vergonha nacional. É interessante notar que a maior parte destes encarcerados é jovem, negra, pobre com pouco estudo e com poucas oportunidades de reintegração social. Por causa destes dados constantemente ouvimos debates sobre a diminuição da maioridade penal e até sobre a pena de morte! Conforme o rodapé no. 38 do texto base da campanha entre 1980 e 2011, as mortes não naturais e violentas de jovens, como acidentes, homicídio ou suicídio, cresceram 207,9%.  Se forem considerados só os homicídios, o aumenta chega a 326,1%.

Durante sua visita ao Brasil em 2013, o Papa Francisco exortou todos os cristãos a não assumirem uma posição pessimista diante das dificuldades presentes em nossa sociedade, nem uma posição meramente reativa ou pior, de resistência e isolamento. Ele os chamou a unir forças com os homens e mulheres de boa vontade que desejam serem construtores de um mundo melhor. Um mundo mais justo, mais fraterno, mais solidário e com mais paz.

(Dados do Texto-base da Campanha da Fraternidade 2015)

                                                         Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Pedra rejeitada

56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil

POM celebra 40 anos lançando vídeo institucional

Secretaria de Comunicação da Santa Sé fez cobertura total da 56ª Assembleia

No seu onomástico Papa dá sorvete aos mais necessitados


QR Code Business Card