Atualidades

[ARTIGOS] Santa Maria Madalena

padre-Brenda200No dia 22 de julho a Igreja Católica celebra a Festa de Santa Maria Madalena. Os Evangelhos, além da mãe de Jesus, falam explicitamente de três mulheres de nome Maria: Maria, mãe de Tiago e José (Mc 15,40): Maria, irmã de Lázaro e Marta; e Maria Madalena da qual foram expulsos sete demônios (Lc 10, 38). E finalmente se fala de mais uma mulher pecadora que ungiu os pés de Jesus (Lc 7, 44). A liturgia romana faz uma única comemoração destas três mulheres como se se tratasse de uma só, enquanto a liturgia oriental as festeja separadamente. Os dados históricos que possuímos sobre Santa Maria Madalena são os que nos oferece o Evangelho. (cf. O Santo do Dia, S. Conti, Vozes, 1990, p.315). O nome de Maria Madalena  a descreve como sendo natural de  Mágdala, uma cidade grande no tempo de Cristo localizada na costa ocidental do Mar da Galileia. Alguns exegetas identificam Maria Madalena com a pecadora pública, de que fala São Lucas (Lc 7.44). A identificação parece certa pelo fato de que a cena se deu muito perto de Mágdala. Ela acreditava que Jesus Cristo realmente era o Messias (Lucas 8, 2; Lucas 11, 26; Marcos 16,9)

Maria Magdalena foi uma das poucas pessoas que estava presente ao pé da cruz, ao lado da Virgem Maria e São João na crucificação e no funeral de Cristo. Duas mulheres, dois extremos: a Imaculada e uma pecadora pública! Ambas receberam a redenção de Cristo, mas em forma diversa: Maria por antecipação, por força da qual foi concebida imaculada; Madalena, representando a humanidade pecadora, precisou ser lavada pelo sangue do Redentor! (op.cit). Maria Madalena foi a feliz mulher que, por primeiro, viu o Cristo ressuscitado. Permaneceu na cidade durante todo o sábado, e no dia seguinte, de manhã muito cedo, ”quando ainda estava escuro”, foi ao sepulcro, achou o vazio. Andava quase desesperada, achando que alguém tivesse roubado o corpo do Mestre. “Vê a certo momento um jardineiro e, angustiada, lhe pergunta: Se foste tu que o levaste, dize-me onde o puseste”. Jesus a chama pelo nome: “Maria” , A este nome abrem-se lhe os olhos e exclama: “Rabboni”, isto é Mestre! Foi então levar a Boa-Nova da Ressurreição aos apóstolos.

Desde este momento os Livros da Sagrada Escritura silenciam sobre Madalena. A tradição diz que ficou ao lado de Nossa Senhora e São João Evangelista. Em Lucas 8,2 faz se menção, pela primeira vez, de “Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios”. Não há qualquer fundamento bíblico para considerá-la como a prostitua arrependida dos pecados que pediu perdão a Cristo; também não há nenhuma menção de que tenha sido prostituta.  Os dados apresentados nos evangelhos sobre a identidade de Maria Madalena tiveram diferentes interpretações ao longo do tempo. Como foi dito, alguns acreditavam identificar nelas três mulheres diferentes. Porém, foi Gregório Vll que afirmou tratar-se de uma só mulher. A exegese contemporânea distingue três mulheres: primeira, Maria Madalena; segunda, a mulher anônima da qual havia expulsado sete demônios; a terceira, Maria, a irmã de Marta e de Lázaro. A Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa  a veneram Maria Madalena como santa. Hoje, a popularidade da santa, e a devoção a ela, são prova evidente do que representa para os cristãos aquela que viu e tocou o Senhor.

Para terminar vamos citar a linda referência à Santa Maria Madalena encontrada no livro “Deus Conosco dia a dia”; Maria Madalena é uma mulher de uma vida muita bonita, pois, depois que descobriu Jesus, não o largou mais. Seguiu-o até a cruz e pode vê-lo ressuscitado, para sua grande alegria. Foi a primeira pessoa a reconhecer Jesus ressuscitado. É a primeira testemunha da Ressurreição. O jeito de Maria Madalena servir e amar a Cristo nos ensina o jeito de servir e amar aos irmãos. Ela esperou em Cristo e alcançou a vida (cf. op. cit. julho, 2015, p.89).

                                                                     Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista.

 

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card