Atualidades

[ARTIGOS] O doutor Angélico

padre-Brendan200No dia 28 de janeiro a Igreja Católica celebra cada ano a festa de Santo Tomás de Aquino, um de seus filhos mais famosos e admirados. Tomás de Aquino nasceu no castelo de Rocaseca, Aquino, Nápolis no ano de 1225, filho do conde Landulf de Aquino e da condessa Teodora de Theate. Fez seus estudos básicos na abadia beneditina de Monte Cassino. Completou seus estudos superiores na Universidade de Nápolis. Aos 18 anos, contrariando a vontade dos familiares, ingressou na Ordem dos Pregadores de São Domingos (Dominicanos). De 1245 a 1248 estudou em Paris sob o magistério de Santo Alberto Magno. De 1253 até 1259 foi professor na Sorbonne. Volta à Itália para desempenhar o cargo de mestre em teologia na corte pontifícia de Agnani, Orvieto.

“Ele era antes de tudo intelectual. Conhecido como “doctor angelicus”. Imerso nos estudos, seguidamente perdia a noção do tempo”. Sem dúvida, “seus escritos constituem um dos maiores monumentos de filosofia e teologia católica”. Seus pensamentos continuam exercendo grande influência nos estudos das universidades católicas e dos seminários católicos até hoje. Entre seus muitos escritos encontramos: A Suma contra os gentios (1259-1264), A famosa e conhecida Suma Teológica (1266), Os Comentários à Sagrada Escritura, Comentários ao Mestre das sentenças, De Trinitate, De Veritatem, Quaestiones disputate, Comentários ao Credo, ao Pai Nosso, e à Ave-Maria, além dos sermões sobre os mistérios e as festividades do Senhor. Segundo Dante “Tomás foi homem muito cortês, de bom trato para conversar e suave no falar”.

Em 1264, o Papa Urbano lV solicitou ao Tomás de Aquino que compusesse os cânticos e orações para a festa de “Corpus Christi”. O resultado foi algumas das mais famosas e emocionantes composições da música sacra. Entre as quais podemos citar: “O Sacrum Convivium”, “Lauda Sion”, “Adoro Te Devote”, “Pange Lingua”, “Sacris Sollemnis”, e “Verbum Supernum” etc. Esses cânticos foram usados nos cultos católicos até 1965 quando o Concílio Vaticano ll aprovou o uso das línguas vernáculas e a Igreja parou de usar cânticos em latim.

Faleceu no dia 7 de março de 1274, no mosteiro cisterciense de Fossanova, quando regressava do Concílio de Lião, convocado pelo Papa Gregório X. Foi canonizado em 1323 pelo Papa João XXll. O Papa Pio V declarou-o Doutor da Igreja em 1567. No ano 1880 foi declarado patrono de todas as escolas católicas.  No dia 28 de janeiro de 2015 a Igreja recorda sua memória, seu exemplo de vida, suas grandes obras teológicas e filosóficas. O lema de Santo Tomás era “contemplar e transmitir aos outros o fruto da contemplação”.

                                              Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald,  Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card