Atualidades

[ARTIGOS] Natal e Páscoa

Ide300Caríssimos leitores e leitoras, estejamos atentos, pois celebramos durante o ano litúrgico dois grandes acontecimentos: o Natal que tem sua plenitude no segundo acontecimento, que é o maior e que nos trouxe a restituição da vida feliz e eterna: a Páscoa, a passagem da morte para a vida e vida eterna e feliz, porque Cristo venceu a morte. Ressuscitou. Garantiu para nós todos que a morte, hoje, é a porta da vida. E um dia vai ser esmagada totalmente. Morreremos uma só vez e ressuscitaremos uma só vez, no seu poder amoroso, para vivermos felizes com Ele no céu, quando se encerrar a peregrinação da humanidade, aqui, na terra.

Celebrando cada ano com sua preparação esses dois acontecimentos – Natal e Páscoa – continuamos a vivê-los durante o ano litúrgico, celebrando o Tempo Comum que nos ajuda a ter a vitória da vida sempre presente em nós, a Páscoa, que, neste ano de 2015, vamos celebrar, de 29 de março a 6 de abril, a vivermos o nosso tempo aqui na terra, o tempo comum a todos os que creem em Jesus Cristo, pondo em prática os seus ensinamentos e sendo missionários, nos preocupando com os outros que não querem amar a Deus e o próximo ou, pelo menos, “amar o seu próximo”, respeitar sua vida, perdoar qualquer sentimento de revolta contra o seu semelhante. Perdoar como eu quero ser perdoado. Fazer sempre o bem, amar a todos, a pessoa que me ofendeu… Nada de vingança. Nada de atos que prejudiquem o outro, enfim, a coletividade.

E Jesus nos preveniu: ‘Se disseres que amas a Deus e odeias o teu irmão és um mentiroso”.

Por José Maria Cavalcante Costa, padre servidor do senhor Jesus.

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Paróquia do Mondubim realiza festejo à Nossa Senhora

Papa: as ditaduras começam com a comunicação caluniosa

Dia Mundial do Refugiado promove cultura e debate os desafios do refúgio no Brasil

Nota de falecimento

Aparecida receberá restos mortais de Dom Aloísio Lorscheider, Cardeal repousará na Capela da Ressurreição do Santuário Nacional


QR Code Business Card