Atualidades

[ARTIGO] Orientação para eleitores

padre-Brendan200A Conferência dos Bispos do Brasil recentemente publicou um documento titulado “Pensando o Brasil: desafios diante das Eleições 2014”. O objetivo deste documento é orientar o povo brasileiro, e especificamente os cristãos católicos, para votar conscientemente, escolhendo candidatos dignos e merecedores de confiança, no pleito eleitoral deste ano. Segundo o texto do documento, Jesus disse no Evangelho de São João: “Eu vim para que os todos tenham a vida e a tenham em abundância” (Jo 10, 10), embora na sociedade atual o valor da vida tem sido desrespeitado. “Irmãos nossos têm sido maltratados e muitos perderam a vida à espera de serviços públicos. Enquanto isso, outros se corrompem e enriquecem com recursos que deveriam ser destinados a políticas públicas que atendam às necessidades do povo”.

É importante salientar que o texto não se refere a partido ou governo específico, mas “a esperança é que o eleitor exerça o seu direito de votar com liberdade e responsabilidade”. Sem dúvida, é um dos meios melhores para renovar a política, escolhendo pessoas competentes, honestos e comprometidos com o Brasil. Por isso é vital a participação ativa dos cidadãos nos processos políticos da sociedade. De acordo com o documento não basta o voto, é imprescindível “acompanhar rigorosamente os trabalhos dos eleitos”. Para facilitar isso os bispos fazem uma valiosa sugestão “recomendando a criação de grupos de acompanhamento legislativo, conselhos de fiscalização de políticas públicas, formados de modo apartidário e não confessional”.

Ente outros princípios o documento: a) defende o combate a corrupção; b) a defesa de valores éticos; c) a inviolabilidade da vida humana; d) a unidade da família; e) o direito dos pais de educar os filhos de acordo com suas convicções etc. O documento valoriza a Lei da Ficha Limpa, que impedirá candidaturas de pessoas condenadas na Justiça em segunda instância, ressaltando que essa Lei foi uma importante conquista do povo para a democracia brasileira.

Dom Joaquim Mol, representante da CNBB na Coalizão Democrática pela Reforma Política e Eleições Limpas, destaca três pontos do documento: a) É vital a participação consciente de todas as pessoas no processo eleitoral. “Um voto consciente faz, de fato, uma grande diferença no resultado das eleições”; b) Os eleitores devem escolher pessoas cujas virtudes são conhecidas. O que mesma essa pessoa defende? Precisamos conhecer a história desse candidato; c) O candidato deve estar em favor de uma reforma política no Brasil. O bispo convida os cristãos a engajarem-se na campanha de assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular para a Reforma Política. Precisamos reunir um milhão e meio de assinaturas para isso. Finalmente o documento exige que cada partido político ofereça um programa próprio para se distinguir dos outros partidos.

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1.

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • pois é, este é o Brasil que nós vivemos. Não teve um dia que eu não tenha ligado a TV ou Rádio, ou mesmo em um simples acesso a internet eu não tenha visto um escândalo novo, mais um crime chocante por parte dos nossos representantes ou mesmo no esporte, sendo dentro ou fora do nosso país, e com certeza tudo que eles fazem tem um impacto diretamente nas nossas vidas. Mas nem todo mundo tem essa noção, ou quando tem não tem caráter algum continuando acreditando neste tipo de gente. Será que um dia vou poder ligar a TV ou o rádio sossegado, sem ver algo do tipo? a resposta, só deus sabe.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Clima de alegria, fraternidade e comunhão marcam a 9ª Festa da Vida

Festa da Vida reúne 13 tendas temáticas

Paróquia Nossa Senhora das Dores recebe pela segunda vez a Festa da Vida

Informação sobre o Ano Nacional do Laicato

Igrejas e movimentos sociais realizam a 9º Festa da Vida na Arquidiocese de Fortaleza


QR Code Business Card