Atualidades

[Artigo] O PROFETO MIQUEIAS

O PROFETO MIQUEIAS

O Serviço de Animação Bíblica / Paulinas acabou de publicar um excelente livro de 70 páginas sobre o profeto Miqueias. Este livro é indicado para o “Mês da Bíblica 2016”. O tema do livro é “Para que n’Ele nossos povos tenham vida” e o lema “Praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus” (cf. Mq. 6,8). O tema e o lema foram escolhidos pela Comissão Bíblico-Catequética da Conferência Nacional os Bispos do Brasil (CNBB) com uma valiosíssima colaboração do Serviço Bíblica (SAB / Paulinas) e algumas outras entidades de estudos bíblicos. Para grupos de estudos bíblicos paroquiais é uma valiosa fonte de subsídios para o tema a ser estudado. O livro contém várias questões básicas como: a) Quem é o autor do livro de Miqueias? b) Quando e onde foi escrito? c) Qual é a finalidade do livro de Miqueias? etc.padre_brendan_coleman

Miqueias tem sete capítulos e o livro em apreço mostra claramente como estes capítulos podem ser distribuídos em quatro partes. Isto é algo importante porque os sete capítulos do livro alternam, num ritmo ternário, perspectivos de julgamento, em que se misturam censuras, ameaças, sentenças de condenação, lamentos e oráculos de salvação etc. dando um tom escatológico. Em termos gerais podemos dizer que o livro de Miqueias é contra as injustiças sociais da época. Tradicionalmente se aceita que os capítulos 1-3 são de fato de Miqueias (excluindo 2, 12-13), os trechos restantes são vistos por alguns como redações.

O fascículo aborda vários aspectos teológicos de Miqueias como: Injustiças, ouvir e escutar, a justiça e o direito, a misericórdia, o resto precioso de Israel e a esperança messiânica. O livro do SAB então oferece “Textos de aprofundamento” por quatro encontros e uma celebração final. Seria oportuno dividir estes quatro encontros para o Mês de setembro 2016. O primeiro encontro é sobre a missão de coragem em ser profeta; o segundo sobre Miqueias como profeta da justiça denunciando a opressão; o terceiro encontro trata do profeta: vivência da misericórdia; o quarto encontro é sobre a esperança messiânica: sonho da humanidade. Cada encontro é muito bem estruturado para facilitar um trabalho grupal. A celebração de encerramento com os cantos e leituras é muita rica especialmente o compromisso com a colocação da mão sobre a bíblia.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald

Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

 

 

 

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Presidente da CNBB reflete sobre tema da CF 2018

Ordenação Presbiteral do Diácono Rodrigo Alves de Oliveira Arruda, SCJ

Carta da Articulação das Pastorais Sociais, CEBs e Organismos da Arquidiocese de Fortaleza acerca da chacina das Cajazeiras e a violência crescente em nossa cidade, estado, país

Voltados ao mistério

Mensagem do Papa para a Quaresma 2018


QR Code Business Card