Atualidades

[ARTIGO] Maria, glória do gênero humano

Padre Geovane Saraiva*

Nosso Senhor Jesus Cristo ofereceu à criatura humana a cruz e, ao mesmo tempo plantou-a no seio da humanidade, indicando que através dela se chega ao fim último e e feliz, a salvação. Jamais podemos perder de vista, tendo como pressuposto a fé, que no Filho de Deus, temos o domínio da história da humanidade, eis a grande verdade.  Não posso dizer igualmente, mas grande verdade é que na Santa Virgem Maria, de acordo com o projeto insondável de Deus Pai, encontra-se uma criatura humana, que junto de Deus, é a glória do gênero humano.geovane160

E aqui temos a visão gloriosa do evangelista João, segunda a qual uma mulher “apareceu no céu, vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estelas” (cf. Ap 12, 1), deixando bem claro que a figura de Maria é uma obra prima e imprescindível no mistério da inefável ação redentora de Jesus.  De modo que olhamos para Maria como a primeira a contemplar a cruz, mas de todo seu coração, de tal modo que a força salvadora de Jesus se expressasse e expandisse livremente, vinda de uma mulher que sabe recorrer a quem pode socorrer, diante da aflição, quando falta o vinho.

Maria, na expressão do Cardeal Aloísio Lorscheider “É a toda bela, toda pura, toda santa, a glória de Jerusalém, a alegria de Israel, a honra do seu povo, a nossa honra, garantindo o pleno êxito da redenção pela sua íntima participação na obra redentora do seu Filho”. Tudo isto, evidentemente, pela força e ação do Espírito Santo de Deus, nas palavras do querido Papa Francisco: “A Virgem Maria ensina-nos o que significa viver no Espírito Santo e o que significa acolher a novidade de Deus na nossa vida. Ela concebeu Jesus por obra do Espírito, e cada cristão, cada um de nós, está chamado a acolher a Palavra de Deus, a acolher Jesus dentro de si e depois levá-lo a todos. Maria invocou o Espírito com os Apóstolos no cenáculo: também nós, todas as vezes que nos reunimos em oração, somos amparados pela presença espiritual da Mãe de Jesus, para receber o dom do Espírito e ter a força de testemunhar Jesus ressuscitado” (28 de abril de 2013).

Quanta sorte porque do lado do bem se encontram mulheres fortes e sábias, como Maria e Ester, que em seu tempo tinham reduzido espaço de ação na sociedade, contando unicamente com  Bondade de Deus.  Neste sentido, relembremos a súplica da Rainha Ester no Antigo Testamento, pela vida ameaçada do povo de Israel (cf. Et 7, 3). Bondade também grandiosa é a do Sumo Pontífice, o Papa Francisco: “A esperança é a virtude daqueles que, experimentando o conflito, a luta diária entre a vida e a morte, entre o bem e o mal, creem na Ressurreição de Cristo, na vitória do Amor. Escutemos o canto de Maria, o Magnificat: é o cântico da esperança, é o cântico do Povo de Deus no seu caminhar através da história. É o cântico de muitos santos e santas, alguns conhecidos, outros, muitíssimos, desconhecidos, mas bem conhecidos por Deus: mães, pais, catequistas, missionários, padres, freiras, jovens, e também crianças, avôs e avós; eles enfrentaram a luta da vida, levando no coração a esperança dos pequenos e dos humildes.” (Homilia de 15 de agosto de 2013).

Maria pede o vinho da nova aliança, expressando a vida completa, muito acima da nossa realidade, que numa só palavra quer falar da humanidade restaurada, voltada para Deus e liberta de todas as solicitações do mal. Em Maria temos no dizer do Papa Francisco: “A Igreja, quando busca Cristo, bate sempre à casa da Mãe e pede: ‘Mostrai-nos Jesus’ de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado. E, por isso, a Igreja sai em missão sempre na esteira de Maria. Queridos amigos, viemos bater à porta da casa de Maria. Ela abriu-nos, fez-nos entrar e nos aponta o seu Filho. Agora Ela nos pede: ‘Fazei o que Ele vos disser’ (Jo 2,5). Sim, Mãe, nos comprometemos a fazer o que Jesus nos disser! E o faremos com esperança, confiantes nas surpresas de Deus e cheios de alegria.” (Homilia de 24 de julho de 2013). Assim seja!

* Padre da Arquidiocese de Fortaleza, escritor, colunista, blogueiro, membro da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza, da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE) e Vice-Presidente da Previdência Sacerdotal – Pároco de Santo Afonso – geovanesaraiva@gmail.com

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

XIX Assembleia Estadual da Pastoral Operária do Ceará

Visitas Pastorais: uma missão episcopal

São Lucas Evangelista

Papa Francisco nomeia novo bispo para a diocese de Montenegro, no Rio Grande do Sul

18.10.2017 – Audiência Geral


QR Code Business Card