Atualidades

[Artigo] LEIGOS NA IGREJA

No dia 14 de abril deste ano de 2016 foi aprovado pela Conferência dos Bispos do Brasil o documento No. 105 titulado: “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz do Mundo (Mt 5, 13-14)”. É um documento de enorme importância porque retoma e aprofunda a participação dos leigos e leigas na evangelização na Igreja Católica no Brasil. A tarefa da evangelização hoje pede uma nova resposta à pergunta quem deve assumir na Igreja  a missão da evangelização? O desafio para a Igreja neste ano de 2016 está justamente em despertar cada batizado e cada comunidade eclesial para essa responsabilidade primeira e intransferível. Foi sobre a vocação e missão dos leigos na Igreja e no mundo que o papa São João Paulo ll escreveu em dezembro de 1988 a Exortação Apóstólica “Christifideles Laici”, possivelmente um dos mais importantes documentos de seu profícuo pontificado.brendan_

Agora  o documento número 105 da CNBB está continuando e atualizando o que o Papa João Paulo ll escreveu. Aqui no Brasil a ação do leigo não é somente necessária, mas em muitos campos absolutamente decisiva. Atualmente o Brasil tem 24.601 padres (cf. Anuário Católico do Brasil, 2015) para uma população de 206.115.203 milhões de habitantes (cf. IBGE, 2015). Embora o número de padres aumentou em recentes anos a situação é ainda precária. Apesar disso, a situação é animadora porque, além  de um sensível aumento nas vocações sacerdotais, os padres têm muitos colaboradores leigos atualmente. Hoje um padre simplesmente não pode dirigir sua paróquia eficientemente sem a ativa colaboração de muitos leigos.

O “protagonismo do leigo” é hoje totalmente indispensável no mundo secular pós-moderno. Atualmente os leigos têm que levar a Nova Evangelização ao lar, à escola, ao local de trabalho, à profissão, ao lazer etc. Hoje, os leigos são chamados a assumir a sua rica diversidade cultural em quatro grandes campos: no campo de serviço de transformação da sociedade, do diálogo religioso, do anúncio missionário de Jesus Cristo e dos ministérios e serviços que servem à construção do testemunho de v ida da comunidade cristã. Gostaria terminar este brevíssimo artigo com as palavras de Dom Leonardo Ulrich Steier, Secretário Geral da CNBB em sua apresentação no documento número 105. O Bispo disse: “Temos uma participação extraordinária dos leigos na Igreja. Mulheres e homens que constroem o Reino da verdade e da graça, do amor e da paz; que assumem serviços e ministérios que tornam a Igreja consoladora, samaritana, profética, serviçal, maternal. Com a benção de Deus, este documento despertará e animará a todos os cristãos leigos e leigas, na nossa Igreja, para que sejam, anúncio e testemunho da vida nova que receberam em Cristo”.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald

Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Segundo Encontro com os Secretários Paroquiais da Região Episcopal Sertão São Francisco das Chagas

Nota de falecimento de padre Gerardo H. Van Rooyen

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 7,6.12-14

Papa: cristão não precisa de horóscopo, aberto às surpresas de Deus

A herança missionária de Pedro

QR Code Business Card