Atualidades

[Artigo] A carta Encíclica “Laudato Si”

A carta Encíclica “Laudato Si”

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald

A Carta Encíclica “LAUDATO SI” – sobre o cuidado da casa comum”, do Papa Francisco e, apresentada pelo Vaticano no dia 16 de junho, próximo passado, é um documento de grande atualidade abordando graves e urgentes problemas. O texto é dividido em uma apresentação de Sua Santidade e seis capítulos. O primeiro capítulo é titulado “O que está a acontecer à nossa casa” e aborda tópicos como: Poluição e mudanças climáticas; A questão da água; Perda de Biodiversidade; Deterioração da qualidade de vida humana e degradação social etc. O segundo capítulo tem como título “O Evangelho da Criação” ligando o tema da encíclica à sabedoria das narrações Bíblicas. O terceiro capítulo analisa a raiz humana da crise ecológica. Chama atenção o quarto capítulo da carta titulado “Uma Ecologia Integral”. Nesta importante parte da encíclica encontramos o Papa Francisco falando não apenas da ecologia ambiental, mas de uma ecologia mais humana ou de uma visão mais integral da própria ecologia com os vários níveis, ambiental, econômico, social etc. O quinto capítulo apresenta “algumas linhas de orientação e ação” que incluem: o diálogo sobre o meio ambiente na política internacional, diálogo e transparência nos processos decisórios e “as religiões no diálogo com as ciências” etc. O sexto e último capítulo da encíclica enfatiza a importância da educação e espiritualidade no campo da ecologia.
A partir desta encíclica a perspectiva espiritual é agora parte da discussão sobre o meio ambiente e também o ensino católico social agora inclui ensinamentos sobre a ecologia. A Carta Encíclica mostra como estudos sobre ecologia podem ser fundamentados na Bíblia e a Tradição da Igreja. Há também uma alerta nesta encíclica sobre os perigos da indiferença, dos interesses pessoais e do egoísmo que tendem a piorar os problemas do meio ambiente. O documento enfatiza que um diálogo global exigindo solidariedade é urgentemente necessário para nos ajudar a sair da espiral de autodestruição em que estamos mergulhando. O Papa critica alguns avanços tecnológicos, científicos e industriais que são aceitos sem levar em consideração seus efeitos sobre o meio ambiente, notando que os pobres são atingidos desproporcionalmente pelas mudanças no clima. Papa Francisco elogiou as pesquisas científicas sendo desenvolvidas atualmente sobre o meio ambiente dizendo que o número delas deve ser aumentado e seus resultados aplicados. Finalmente, o Santo Padre expressa a sua esperança de que este documento ajude a reconhecer a grandeza, a urgência e a beleza do desafio que temos diante de nós. Seria importante lembrar que a leitura da encíclica seja feita de forma a acolhê-la como um “ensinamento magisterial do Papa”.
Pe. Brendan Coleman Mc Donald
Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 20,1-16a

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 8,4-15

Visita Pastoral na Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Maranguape

II Romaria Bíblica e encontro sobre contabilidade na Região São Pedro e São Paulo

Palestras sobre o tema Comunicação na Faculdade Católica de Fortaleza


QR Code Business Card