Atualidades

[ARTIGO] Anunciação do Senhor

No dia 25 de março celebramos a Festa da Anunciação do Senhor, que à primeira vista parece mariana, pois é Maria que recebe o anúncio, tem como tema central o Cristo: “O Verbo de Deus se fez carne no seio puríssimo da Virgem Maria”. O Verbo é o protagonista deste mistério, pois é Deus que escolhe a mãe do seu Filho Umigênito, na jovem israelita de Nazaré, Maria, descendente da família de Davi. Maria é o instrumento, é a serva do Senhor que aceita a proposta divina, se torna disponível, como escada pela qual Cristo desce até nós.

O anuncio do anjo a Maria e o diálogo entre eles visa enfatizar a iniciativa de Deus na encarnação do Verbo. A iniciativa de Deus, no entanto, quis contar com o consentimento livre da jovem Maria, que é apresentada como “a que recebeu o favor de Deus”. O favor, ou a graça de Deus a Maria, consiste no fato da eleição dela para ser, segundo a carne, a mãe do Filho único de Deus. Nem a esterilidade de Isabel nem a pouca idade de Maria são obstáculos para que Deus realize o seu plano de amor em favor de toda a humanidade.

A fé não se faz de certezas, mas em meio a dúvidas e, apear delas, na confiança inabalável na Palavra de Deus. Maria é apresentada como aquela que escuta, confia e se engaja plenamente na realização da vontade de Deus. Nisso ela é modelo do discípulo e da Igreja.

O fiat de Maria, isto é, o seu “Seja feito conforme a sua Palavra”, marcou o momento em que a história da humanidade se dividiu em duas partes, antes e depois; a eternidade entrou no tempo e Deus se fez história. A Anunciação é a festa que celebra este fulgurante enxerto de Deus no homem, dando seu fruto no Natal com o nascimento de Jesus Cristo.

Maria em sua atitude de Virgem prudente, aberta, disponível à Palavra de Deus, “se sublima como a mais humilde e excelsa de todas as criaturas, como a Virgem Mãe, filha do próprio Filho”, assim a canta o poeta Dante. O mundo com todas as gerações passadas e futuras ficou suspenso de seus lábios, aguardando o fiat. Hoje lhe agradecemos, adorando o mistério do Verbo presente em seu seio puríssimo.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

“Magnum Principium” do Papa Francisco

Material em preparação ao Simpósio Arquidiocesano no Ano Mariano

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,11-17

Perdão, dom e graça

Convite e Programação Festa de São Vicente de Paulo


QR Code Business Card