Atualidades

A quem interessa saber que dia 10 de outubro é o Dia Mundial Contra a Pena de Morte…

O primeiro Dia Mundial Contra a Pena de Morte teve lugar em 2003. Este evento foi lançado pela Coligação Mundial Contra a Pena de Morte que junta organizações não-governamentais internacionais (ONG’s), Organizações Jurídicas, uniões e governos locais de todas as partes do mundo. Estabelecida pelas organizações que participaram no primeiro Congresso internacional contra a pena de morte (Estrasburgo 2001), a Coligação procura encorajar o estabelecimento de coligações nacionais, a organização de iniciativas conjuntas e a coordenação de esforços de pressao internacional para sensibilizar estados que ainda mantêm a pena de morte

A maioria da população de 11 capitais brasileiras defende a pena de morte ou a prisão perpétua para estupradores. As informações constam de uma pesquisa feita pelo NEV (Núcleo de Estudos da Violência) da USP e divulgada há poucos meses.

A pesquisa foi feita apenas com maiores de 16 anos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Manaus, Porto Velho e Goiânia.

Aumento de pena não resolve questão da segurança, diz antropólogo Quase metade dos brasileiros apoiam tortura para obter provas.

Conforme os dados, 73,8% dos moradores dessas capitais são a favor de penas mais duras para os condenados por estupro. Atualmente, estupradores podem ficar no máximo 12 anos dentro de um presídio, segundo o Código Penal.

Para o antropólogo Luiz Eduardo Soares, professor da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e ex-secretário nacional de Segurança Pública, o endurecimento de penas não resolve o problema da segurança pública.

“Quando você vai praticar um crime, a consciência te diz ‘olha, pega a calculadora, agora não são sete anos, são treze’? Alguém faz um raciocínio desses?”, questiona.

Por: Padre Marco Passerini – no Blog: http://marcopasserini.blogspot.com.br/

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card