Atualidades

[Artigo] A criação exige amor e responsabilidade

A criação exige amor e responsabilidade

geovane200

Padre Geovane Saraiva*

O Papa Francisco neste domingo (14/06/2015), no final da oração do Angelus, durante as saudações aos fiéis e peregrinos presentes na Praça de São Pedro, recordou a publicação da sua Encíclica (18/06/2015) sobre o cuidado com a criação, convidando o povo de Deus a acompanhar este acontecimento com uma renovada atenção às situações de degradação ambiental, mas também de recuperação, nos próprios territórios. Ao mesmo tempo em que pediu orações para que todos possam receber a sua mensagem e crescer na responsabilidade para com a casa comum que Deus confiou a todos.

Um homem, ‘voz que clama do deserto’, que foi enviado por Deus e cujo nome se chamava João, se personifica hoje no Papa Francisco. O Evangelho de São João, logo no início, depois do prólogo, trata do batismo realizado por João no Rio Jordão, batizando o autor do batismo nas águas santificadas, tendo como ponto alto o seu encontro com Jesus, que ao ver passar, reconheceu-o e assim se expressou: “Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo” (cf. Jo 1, 29).

Que João Batista nos ajude a perceber a insatisfação e o gemido do planeta. Ele é lembrado como uma pessoa que viveu com muita seriedade, austeridade e rigor, anunciando tempos novos, no binômio, verdade e justiça, na promessa do sonho de um futuro tão esperado para a humanidade. Entendo que a Encíclica do Santo Padre, o Papa Francisco, no cuidado com a criação, em tempos distantes é claro, está em estreita sintonia com a manifestação de Deus no seio de Isabel e no nascimento de João Batista, que causou enorme alegria ao mundo, na realização de sua promessa, com tempos novos, tempos messiânicos. Foi a esterilidade de seu Pai, Zacarias, que se transformou em fecundidade e o homem mudo, que passou a ser um profeta corajoso e exuberante (cf. Lc 1, 57).

Para vivermos bem e realizados, é necessário que se faça o seguimento de Jesus de Nazaré, a partir da exigência, que tem origem no seu projeto de amor para conosco, através da experiência central e decisiva, na obediência ao projeto do Pai em favor da humanidade, a exemplo de João Batista, que recebeu a imprescindível missão de testemunhá-Lo como luz e desse modo preparar um povo bem disposto a acolhê-Lo. Foi ele que preparou o povo para o início da missão pública de Jesus, dizendo com todas as letras que ele mesmo caminharia à frente do Cristo Jesus, anunciando que os sinais dos tempos chegaram e as promessas anunciadas por Zacarias estavam para se realizar. O seu vibrante convite foi o de acordar o povo do sono, muitas vezes profundo, para reconhecer o Salvador, como o sol que veio nos visitar. Francisco com sua Encíclica sobre a ecologia, no seu sentido mais amplo, nos propõe aquele vibrante convite feito por aquele que batizou O Autor do batismo, há dois mil anos.

No mundo em que vivemos, diante das prioridades dos projetos megalômanos, muitas vezes em detrimento da pessoa humana, sem esquecer o meio ambiente, com todo seu ecossistema, guardemos como ensinamento e inspiração as palavras sábias e proféticas do glorioso São João Batista: “É necessário que Ele cresça e eu diminua” (cf. Jo 3, 30). A afirmação de Jesus, “Eis-me aqui, ó Pai, para fazer a tua vontade” (cf. Hb 10, 9), nos indica o caminho da verdade e da vida, através do próprio Filho de Deus, que ao Se encarnar e entrar no mundo realiza a vontade Daquele que O enviou. Daí a importância de olharmos para a grandeza do precursor, do homem que se alimentava de gafanhotos e mel da selva, figura humana e divina, que recebeu o maior de todos os elogios do seu Mestre e Senhor, ao afirmar: “Dos nascidos de mulher, ninguém é maior que João Batista” (cf. Mt 11, 11). Associados ao mistério da encarnação, saibamos olhar para a afirmação do Romano Pontífice, sobre a degradação ambiental e acolhê-la com responsabilidade, conforme sua carinhosa solicitação. Assim seja!

*Escritor, blogueiro, colunista, vice-presidente da Previdência Sacerdotal e Pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE – geovanesaraiva@gmail.com

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Planilha de contribuição das paróquias e das áreas pastorais: outubro de 2017

Festa da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Santa Maria

“I Aviva Povo de Deus”

Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pedro na Praia da Tabuba, em Caucaia – CE.

Material que foi veiculado no Jornal JCTV na Rede Vida de Televisão


QR Code Business Card