Atualidades

5ª. Semana Social Brasileira

Arquidiocese de Fortaleza lançou a 5ª. Semana Social Brasileira (SSB), evento realizado pela Conferência Nacional dos Bispos do – CNBB. Durante dois dias – 13 e 14 últimos – no Centro de Pastoral “Maria, Mãe da Igreja”, representantes dos movimentos sociais, pastorais sociais, comunidades eclesiais de base, regiões episcopais e de paróquias estiveram reunidos em Seminário debatendo o tema da 5ª. SSB: “Estado para que e para quem”. Contou ainda com as presenças do assessor nacional da 5ª. SSB, Cesar Sanson (professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte); de Leonardo Sá (professor da Universidade Federal do Ceará) e de Thiago Valentim (Coordenador da Comissão Pastoral da Terra/Regional Ceará).

O significante acontecimento abordou a Democratização do Estado, aglutinando cinco eixos: a) Saúde Pública (drogadição, prevenção, saúde mental); b)Educação Pública (Política educacional, sucateamento); c) Sustentabilidade (impactos ambientais, resíduos sólidos e bem viver); d) Megaprojetos (mobilidade e moradia); e) Convivência com o Semiárido (tecnologias e segurança alimentar).

Ressalte-se que a realização da 5ª SSB atende as propostas do Plano de Pastoral da “5ª Urgência”, contida nas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja, que se refere às consequências sociais, no sentido de trabalhar para a vida plena do povo. O lançamento abriu um processo que seguirá até maio de 2013 – momento de realização da 5ª SSB – nacional. Ainda em 2013, os atores envolvidos nesse processo realizarão a Semana Social Brasileira no período de 31 de agosto a 7 de setembro, culminando com o “Grito dos Excluídos 2012”.

Desde que surgiu, no início dos anos 90, a SSB é apoiada por diversos atores e setores da sociedade, aglutinando forças, compartilhando experiências do “Bem Viver”. Este ano a “Democratização do Estado no Brasil” – a partir das estruturas políticas, econômicas, sociais, culturais – será sem dúvida um dos mais importantes pilares de reflexão da 5ª Semana Social Brasileira. Isto porque, mais do que discutir o Estado, discutirá a sociedade, promovendo a participação dos pobres e excluídos na construção de um país justo, democrático, solidário e sustentável.

A ação da CNBB é organizada pela Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e a Paz. São seus objetivos: mobilizar as comunidades eclesiais, os movimentos sociais, as pastorais, os organismos e as forças sociais para refletir sobre as estruturas sociais, políticas e econômicas do Estado Brasileiro e participar do processo de sua democratização, promovendo a participação dos pobres e excluídos na construção de um país justo, democrático, solidário e sustentável. Sem dúvida um acontecimento louvável!

Por Paulo Tadeu – Jornalista

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 20,1-16a

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 8,4-15

Visita Pastoral na Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Maranguape

II Romaria Bíblica e encontro sobre contabilidade na Região São Pedro e São Paulo

Palestras sobre o tema Comunicação na Faculdade Católica de Fortaleza


QR Code Business Card