Atualidades

Adital lança nesta quinta-feira (14) livro reportagem ‘Haiti por si’

12 haiti por si1A história de um país explorado, pobre e esquecido no meio do Caribe destoa com a do restante do continente, que apesar de não ser rico, evolui cada vez mais fortalecido e independente. O Haiti ganhou a manchete dos jornais e televisões ao redor do planeta quando em janeiro de 2010 um terremoto devastou ainda mais o seu território. No entanto, a situação de pobreza e exploração vem de décadas e merece atenção.

E foi para dar essa visibilidade ao país caribenho que a Agência de Informação Frei Tito, ADITAL, decidiu elaborar o livro-reportagem Haiti por si. Depois de mais de um ano de trabalho intenso, o livro será lançado nesta quinta-feira (14), na Assembleia Legislativa do Ceará, em Fortaleza, às 15h30. A expectativa é que participem do ato políticos, representantes do setor social e movimentos populares, além de jornalistas e veículos de comunicação.

De acordo com o diretor executivo da Adital, padre Ermanno Allegri, a ideia de fazer uma reportagem para dar destaque ao Haiti surgiu depois que ele viu a situação do país há alguns anos. “Quem chega lá logo repara que Haiti é outra coisa, se pode dizer que não é América Latina. É uma situação de pobreza, de exploração, de massacre tão forte, que a gente diz ‘não, espera, o que está acontecendo aqui?’”, comentou, lembrando que depois do terremoto a situação só piorou cada vez mais.

Então, em 2011 surgiu a oportunidade para fazer o livro e iniciaram as pesquisas com professores, economistas, lideranças populares até a visita técnica ao Haiti, que indicaram que o caminho não era ressaltar a situação de pobreza do país, mas sim demonstrar por meio de outro olhar que é possível reconstruir a nação através de sua própria população. “Como o Haiti quer realizar o seu futuro, a sua sociedade, para ser um país autônomo, que não depende das potências de fora”, explicou padre Ermanno.

Para ele, o livro vai ajudar a dar visibilidade ao país esquecido e, sobretudo, valorizar “tudo aquilo que aparece e que é promovido pela população”, e que costuma ser ignorado pela grande mídia.

“O que mais me chamou atenção foi a força das pessoas. O ambiente é muito inóspito, muito lixo, muita lama. E a gente já tinha visto tanta desgraça na televisão e nas fotografias que de alguma forma a gente já estava preparado para isso. O que eu não estava preparada era para aquela força das pessoas, elas transmitem uma força muito grande”, comentou a jornalista Adriana Santiago, coordenadora geral da obra, ao relembrar a visita ao país, em dezembro de 2011.

Ela reforçou que o objetivo do livro é “mostrar o Haiti que é possível, um outro Haiti feito por eles mesmos, sem ninguém fazer, nem colonizar novamente, nem escravizar, na verdade. Nem os franceses, nem os estadunidenses e nem as pessoas da ONU, da ajuda internacional, porque eles não estão ensinando a pescar, o dinheiro que vem é usado por eles mesmos para eles mesmos”.

Todo o histórico de dominação estrangeira e a herança escravagista são retratados no livro que aborda seis eixos temáticos: a história, agricultura, economia, democracia participativa, cultura e reconstrução.

Para Adriana, a experiência foi enriquecedora. “Como jornalista, eu cresci muito e descobri que é possível acabar com a pobreza, com o sofrimento, incentivando e mostrando que tem condições de fazer com que seja uma realidade pra eles. Então é um serviço social do jornalismo para se fazer”, disse. O jornalista Benedito Teixeira, quem também participou da construção do livro, comentou que a obra “no mínimo” favorecerá para que o próprio povo haitiano conheça mais sobre o seu país.

O livro Haiti por si já pode ser adquirido através do site da Adital. A próxima apresentação da obra ocorrerá no dia 10 de abril na Paróquia da Paz, em Fortaleza. A previsão é que até maio o livro seja lançado também no Rio de Janeiro e em Brasília (DF).

A obra tem colaboração de Frei Betto e é prefaciada por Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz.

Para mais informações, acesse: www.adital.com.br ou no facebook: Notícias Adital.

 Tatiana Félix, por Jornalista da Adital. Fonte: http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?boletim=1&lang=PT&cod=74119

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Alto Alegre realiza Festejo

Equipe da 5º Urgência da Região Nossa Senhora da Conceição promove encontro sobre Reforma Trabalhista

Alto do Moinho, em Canindé realiza festejo a seu Padroeiro

São Luís Gonzaga

Muticom de Férias acontecerá em Maranguape (CE)


QR Code Business Card