Publicado em 31/08/2017 por Leonardo Sousa

[Vídeo] Hino e letra do Grito dos Excluídos 2017

Publicado em 31/08/2017 por João Augusto

Pastoral Operária do Ceará realiza mini Seminário sobre a Violência e Extermínio da Juventude

A Pastoral Operária do Ceará realizará no dia 02 de setembro de 2017, das 14h às 18h, no Espaço de convivência da Igreja São Judas Tadeu, no Conjunto Timbó que faz parte da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Jereissati -Timbó, em Maracanaú um mini Seminário com a Temática sobre a Violência e Extermínio da Juventude.

Informações pelo telefone (85) 3238-1400 com Erivaldo na Pastoral Operária.

Publicado em 31/08/2017 por João Augusto

Festa do Círio na Paróquia Nossa Senhora da Saúde no Mucuripe

A Paróquia Nossa Senhora da Saúde do Mucuripe realiza de 29 de agosto até 8 de setembro, o 8º Círio de Nossa Senhora da Saúde tendo como tema “No Ano Mariano, Alegrai-vos no Senhor!”.

Programação:

Dia 29 de agosto, às 19h, Abertura dos Festejos com Santa Missa presidida pelo Padre Juarez de Brito. Homenagem das Flores com a Catequese Infantil, Crisma e Pastoral do Batismo. Barracas estando responsável o Apostolado da Oração e MESC.

Dia 30 de agosto, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre José Francisco de Brito abordando subtema “Maria e a alegria da anunciação”. Homenagem das Flores com a Comunidade Siloé. Barracas estando responsável a Catequese, CEB’s e Legião de Maria. Barracas

Dia 31 de agosto, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Junior Rebouças abordando subtema “Maria e a Alegria da cumplicidade”. Homenagem das Flores com MESC e Pastorais Sociais. Barracas estando responsável os Servos de Santo Antônio, Grupo do Sopão e Pastoral dos Idosos.

Dia 1º de setembro, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Fernando Pontes abordando subtema “Maria e a alegria da visitação”. Homenagem das Flores com Pastoral da Liturgia, Escuta e Criatividade. Barracas estando responsável os Coroinhas, Ministério de Música e Pascom.

Dia 2 de setembro, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Alderi Leite abordando subtema “Maria e a alegria do nascimento de Jesus”. Homenagem das Flores com Apostolado da Oração e Guadalupe. Barracas estando responsável o ECC e Batismo.

Dia 3 de setembro, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Edilson Leite abordando subtema “Maria e a alegria do acolhimento”. Homenagem das Flores Dízimo, Acolhimento e CEB’s. Barracas estando responsável pela manhã Terço das Mulheres e Mãe Rainha e à noite Comunidade Salve Rainha.

Dia 4 de setembro, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Ramalho Neto abordando subtema “Maria e a alegria da solidariedade”. Homenagem das Flores com Terço dos Homens. Barracas estando responsável Terço das Mulheres, Mãe Rainha e Capela de São Pedro.

Dia 5 de setembro, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Francisco Bezerra abordando subtema “Maria e a alegria da escuta”. Homenagem das Flores com Comunidade Salve Rainha. Barracas estando responsável o Dízimo, Acolhimento e Crisma.

Dia 6 de setembro, às 19h, Santa Missa presidida pelo Padre Fernando Reis abordando subtema “Maria e a alegria da ressurreição”. Homenagem das Flores com ECC e Pastoral dos Noivos. Barracas estando responsável Pastoral dos Noivos, Liturgia, Escuta e Criatividade.

Dia 7 de setembro, às 19h, Santa Missa presidida por Dom Aldo Pagotto abordando subtema “Maria e a alegria do Pentecostes”. Homenagem das Flores com Terço das Mulheres e Mãe Rainha. Barracas estando responsável Comunidade Siloé.

Dia 8 de setembro, Festa de Nossa Senhora da Saúde com Missas nos seguintes horários:
6h30min – Padre Gilson Soares.
8h – Padre Fernando Pontes.
9h30min – Padre Alderi Leite.
12h – Padre Ramalho Neto.
16h – Padre Juarez Brito.
19h – Dom José Antonio.
A Paróquia Nossa Senhora da Saúde fica na Avenida da Abolição, nº 3929, no bairro Mucuripe – Fortaleza – CE.

Informações pelo telefone (85) 3263 1538 na Secretaria Paroquial.

Artigos Relacionados

Publicado em 31/08/2017 por João Augusto

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 24,42-51

5ª-feira da 21ª Semana do Tempo Comum
31 de Agosto de 2017
Cor: Verde

Ficai preparados!

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 24,42-51

Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos:
42Ficai atentos!
porque não sabeis em que dia virá o Senhor.
43Compreendei bem isso:
se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão,
certamente vigiaria e não deixaria
que a sua casa fosse arrombada.
44Por isso, também vós ficai preparados!
Porque na hora em que menos pensais,
o Filho do Homem virá.
45Qual é o empregado fiel e prudente,
que o senhor colocou como responsável pelos demais empregados,
para lhes dar alimento na hora certa?
46Feliz o empregado,
cujo senhor o encontrar agindo assim, quando voltar.
47Em verdade vos digo,
ele lhe confiará a administração de todos os seus bens.
48Mas, se o empregado mau pensar:
‘Meu senhor está demorando’,
49e começar a bater nos companheiros,
a comer e a beber com os bêbados;
50então o senhor desse empregado
virá no dia em que ele não espera,
e na hora que ele não sabe.
51Ele o partirá ao meio e lhe imporá a sorte dos hipócritas.
Ali haverá choro e ranger de dentes.
Palavra da Salvação.

Publicado em 30/08/2017 por João Augusto

ISCA – International Seminar On Catholic Art

O ISCA – International Seminar On Catholic Art – é uma resposta dos artistas católicos ao apelo do Papa Francisco. Sua santidade pediu que o mês de agosto de 2017 seja dedicado à oração pelos artistas do mundo inteiro para que, através das obras de sua criatividade, ajudem o mundo a descobrir a beleza da criação.

O seminário acontecerá de forma on-line através do site comunidaderecado.com/isca no dia 31 de agosto de 00h31 às 23h59 e contará com pregações de grandes formadores como: Luiz Carvalho, fundador da Comunidade Recado e Dom Dominique Rey, Bispo da Diocese de Fréjus-Toulon. Exceto as pregações que, por medida de segurança, serão gravadas e transmitidas no horário, todas as outras ações serão feitas ao vivo e on-line, como adorações a Jesus Eucarístico, oração do Santo Rosário, louvores e Santa Missa.

Os pontos âncora de transmissão serão as cidades de Fortaleza/CE, cidade que é celeiro de vocações e carismas, Tatuí/SP, capital latino-americana da música e Toulon/França, cidade modelo na nova evangelização católica de toda Europa. Pelo site, as pessoas poderão participar assistindo e rezando juntamente, mas a Comunidade Recado, organizadora do evento, também está incentivando as pessoas a fazerem adorações e orações em suas próprias cidades e paróquias, reunindo os grupos de artes existentes.

A Comunidade Recado é uma entidade católica fundada em maio de 1984 em Fortaleza/CE e que tem como missão evangelizar através das artes, formar os artistas católicos e propagar a espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus.

Taciele Lucas
Assistente Marketing
Comunidade RECADO

Publicado em 30/08/2017 por João Augusto

Liturgia Diária: Evangelho – Mt 23,27-32

4ª-feira da 21ª Semana do Tempo Comum
30 de Agosto de 2017
Cor: Verde

Sois filhos daqueles que mataram os profetas.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 23,27-32

Naquele tempo, disse Jesus:
27Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas!
Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos,
mas por dentro estão cheios de ossos de mortos
e de toda podridão!
28Assim também vós:
por fora, pareceis justos diante dos outros,
mas por dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.
29Aí de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas!
Vós construís sepulcros para os profetas
e enfeitais os túmulos dos justos,
30e dizeis: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais,
não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas’.
31Com isso, confessais que sois filhos
daqueles que mataram os profetas.
32Completai, pois, a medida de vossos pais!’
Palavra da Salvação.

Publicado em 30/08/2017 por João Augusto

30.08.2017 Audiência Geral

Publicado em 29/08/2017 por João Augusto

Repam e Comissão Episcopal para a Amazônia lançam nota de repúdio ao Decreto Presidencial que extingue a RENCA

A Rede Eclesial Pan-Amazônica e a Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil lançam nota de repúdio ao decreto que extingue a Renca

Nota de repúdio ao Decreto Presidencial que extingue a RENCA
Ouvimos o grito da terra e o grito dos pobres

A Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM), ligada ao Conselho Episcopal Latino-Americano e do Caribe (CELAM), e no Brasil organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), juntamente com a Comissão Episcopal para a Amazônia, da CNBB, por meio de sua Presidência, unida à Igreja Católica da Pan-Amazônia e à sociedade brasileira, em especial aos povos das Terras Indígenas Waãpi e Rio Paru D’Este, vem a público repudiar o anúncio antidemocrático do Decreto Presidencial, altamente danoso,  que extingue a Reserva Nacional de Cobre e seus Associados (RENCA) na última quarta-feira (23).

A RENCA é uma área de reserva, na Amazônia, com 46.450 km2 – tamanho do território da Dinamarca. A região engloba nove áreas protegidas, sendo três delas de proteção integral: o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, as Florestas Estaduais do Paru e do Amapá; a Reserva Biológica de Maicuru, a Estação Ecológica do Jari, a Reserva Extrativista Rio Cajari, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Iratapuru e as Terras Indígenas Waiãpi e Rio Paru d`Este. A abertura da área para a exploração mineral de cobre, ouro, diamante, ferro, nióbio, entre outros, aumentará o desmatamento, a perda irreparável da biodiversidade e os impactos negativos contra os povos de toda a região.

O Decreto de extinção da RENCA vilipendia a democracia brasileira, pois com o objetivo de atrair novos investimentos ao país o Governo brasileiro consultou apenas empresas interessadas em explorar a região. Nenhuma consulta aos povos indígenas e comunidades tradicionais foi realizada, como manda o Artigo 231 da Constituição Federal de 1988 e a Convenção 169, da Organização Internacional do Trabalho (OIT). O Governo cede aos grandes empresários da mineração que solicitam há anos sua extinção e às pressões da bancada de parlamentares vinculados às companhias extrativas que financiam suas campanhas.

Ao contrário do que afirma o Governo em nota, ao abrir a região para o setor da mineração, não haverá como garantir proteção da floresta, das unidades de conservação e muito menos das terras indígenas – que serão diretamente atingidas de forma violenta e irreversível. Basta observar o rastro de destruição que as mineradoras brasileiras e estrangeiras têm deixado na Amazônia nas últimas décadas: desmatamento, poluição, comprometimento dos recursos hídricos pelo alto consumo de água para a mineração e sua contaminação com substâncias químicas, aumento de violência, droga e prostituição, acirramento dos conflitos pela terra, agressão descontrolada às culturas e modos de vida das comunidades indígenas e tradicionais, com grandes isenções de impostos, mas mínimos benefícios para as populações da região.

Riscos ambientais e sociais incalculáveis ameaçam o “pulmão do Planeta repleto de biodiversidade” que é a Amazônia, como nos lembra Papa Francisco na carta encíclica Laudato Si, alertando que “há propostas de internacionalização da Amazônia que só servem aos interesses econômicos das corporações internacionais” (LS 38). A política não deve submeter-se à economia e aos ditames e ao paradigma eficientista da tecnocracia, pois a prioridade deverá ser sempre a vida, a dignidade da pessoa e o cuidado com a Casa Comum, a Mãe Terra. Em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, em 9 de julho de 2015, o papa Francisco não hesitou em proclamar: “digamos não a uma economia de exclusão e desigualdade, onde o dinheiro reina em vez de servir. Esta economia mata. Esta economia exclui. Esta economia destrói a mãe terra”.

Na LS, o papa Francisco alerta ainda que “o drama de uma política focalizada nos resultados imediatos (…) torna necessário produzir crescimento a curto prazo” (LS 178).

Ao contrário, para ele “no debate, devem ter lugar privilegiado os moradores locais, aqueles mesmos que se interrogam sobre o que desejam para si e para os seus filhos e podem ter em consideração as finalidades que transcendem o interesse econômico imediato” (LS 183).
A extinção da Renca representa uma ameaça política para o Brasil inteiro, impondo mais pressão sobre as terras indígenas e Unidades de Conservação, e abrindo espaço para que outras pautas sejam flexibilizadas, como a autorização para exploração mineral em terras indígenas, proibida pelo atual Código Mineral.

Por todos esses motivos, nos unimos às Dioceses locais do Amapá e de Santarém, aos ambientalistas e à parcela da sociedade que, por meio de manifestações nas redes sociais e de abaixo-assinados, pedem a imediata sustação do Decreto Presidencial que extingue a Reserva.
Convocamos as senhoras e os senhores parlamentares a defenderem a Amazônia, impedindo que mais mineradoras destruam um dos nossos maiores patrimônios naturais.

Não nos resignemos à degradação humana e ambiental! Unamos esforços em favor da vida dos povos que vivem no bioma amazônico. O futuro das gerações vindouras está em nossas mãos!
Que Deus nos anime no mais fundo de nossos corações e nos ilumine e confirme na busca da tão sonhada Terra Sem Males.

Dom Cláudio Cardeal Hummes
Presidente da REPAM e da Comissão Episcopal para a Amazônia

Dom Erwin Kräutler
Presidente da REPAM-Brasil e Secretário da Comissão Episcopal para a Amazônia

Publicado em 28/08/2017 por Leonardo Sousa

[Fotos] Primeira Romaria dos Catequista da Arquidiocese de Fortaleza

A Comissão Arquidiocesana de catequeses promoveu a Primeira Romaria dos Catequistas 2017, com o tema: Maria, mãe e educadora, na Casa de Iniciação à Vida Cristã e lema: Fazei tudo o que Ele vos disser (Jo. 2, 5b).

O evento aconteceu no dia 27 de agosto de 2017 (quarto domingo), das 8h às 16h, na Região Episcopal de Nossa Senhora da Palma, em Baturité-CE.

Veja aqui a Fotos do Evento

 

Publicado em 28/08/2017 por João Augusto

Morre Dom José Maria Pires, arcebispo emérito da Paraíba

Dom José Maria Pires

Morreu na noite deste domingo (27) o arcebispo emérito da Paraíba dom José Maria Pires, aos 98 anos. A informação foi confirmada pela Arquidiocese da Paraíba, que informou que o bispo estava internado em um hospital de Belo Horizonte, em Minas Gerais, para tratar uma pneumonia.

Dom José foi hospitalizado depois de chegar doente de uma viagem a trabalho para celebrar em uma festa de Nossa Senhora do Rosário e os médicos já tinham adiantado que o quadro dele era delicado por conta da idade. Até as 23h30 deste domingo ainda não tinham sido definidos os detalhes do velório e do sepultamento.

Natural de Córregos, em Minas Gerais, dom José Maria Pires tinha 70 anos de ordenação como padre e 60 como bispo. Como bispo, foi presidente da Comissão Episcopal do Nordeste 2, que reúne os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. Ele foi o quarto bispo da região metropolitana de João Pessoa e esteve à frente da Igreja Católica na Arquidiocese entre os anos de 1966 e 1995.

A última visita com agenda oficial do Dom José a Paraíba aconteceu em maio, quando ele participou da posse do atual Arcebispo, dom Manoel Delson. Alguns dias antes, ele tinha representado a Arquidiocese durante a assembleia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, evento em que era o bispo mais velho. E no último dia 13 ele fez uma palestra sobre Concílio Vaticano II e Doutrina Social da Igreja em Belo Horizonte.

Em nota oficial, dom Delson destacou que a morte de dom José aconteceu no domingo em que a Igreja celebra a vocação do catequista e tratou o bispo como “um grande pastor”. “Dom José foi um dos catequistas mais ativos e humildes à frente do seu rebanho, e que soube impor a sua voz, sempre que necessário, em defesa dos menos favorecidos”, diz na nota. Dom Delson também lembrou que dom José era chamado carinhosamente de ‘Dom Pelé‘ pelos paraibanos.

Fonte: A reportagem é publicada por G1 Paraíba, 28-08-2017.


QR Code Business Card