Publicado em 31/08/2016 por

Região Nossa Senhora dos Prazeres promove Grito dos Excluídos

Região N. S. dos Prazeres Promoverá Grito dos(as) Excluídos(as)

 “Este sistema é insuportável: exclui, degrada, mata!” é lema da 22ª edição do Grito dos Excluídos, que tem como tema “Vida em primeiro lugar”. A mobilização, com auge em 7 de Setembro, dia da Independência do Brasil, questiona e denuncia as várias formas de desigualdades do país, apontando qual o real papel do Estado diante das exclusões.grito-dos-excluidos_2016_pra

Com essa mobilização nacional a Região Episcopal Metropolitana Nossa Senhora dos Prazeres promoverá o Pré-Grito dos(as) Excluídos(as) na Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Nova Metrópole, nos dias 2 e 3 de setembro, às 19h, e no dia 4 de setembro, às 8h30min, com participação dos Pe. Manfredo e Pe. Ermano, além do Fórum Ceará no Clima.

No dia 7 de setembro o Grito dos(as) Excluídos(as) será na Paróquia São Luiz Gonzaga – Pecém, município de São Gonçalo do Amarante.  A concentração será às 7h30min na Lagoa do Pecém.

 

  • ROTEIRO:
  1. Acolhida e Oração – 8 horas

– Saída em Caminhada.

1ª Parada – em frente à Farmácia Pague Menos.

2ª Parada – em frente à Caixa Econômica.

3ª Parada – Mercado do Pecém.

4ª Parada – Av. São Luis (à Beira do Mangue).

– Agradecimentos.

– Hino Nacional.

clique para ampliar

grito-dos-excluidos_2016

Contato: Sinval (85) 98643-4074 – Articula das pastorais sociais na Região Nossa Senhora dos Prazeres.

 

Fonte: Pastorais Sociais da Região

Publicado em 31/08/2016 por

[Artigo] O PROFETO MIQUEIAS

O PROFETO MIQUEIAS

O Serviço de Animação Bíblica / Paulinas acabou de publicar um excelente livro de 70 páginas sobre o profeto Miqueias. Este livro é indicado para o “Mês da Bíblica 2016”. O tema do livro é “Para que n’Ele nossos povos tenham vida” e o lema “Praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus” (cf. Mq. 6,8). O tema e o lema foram escolhidos pela Comissão Bíblico-Catequética da Conferência Nacional os Bispos do Brasil (CNBB) com uma valiosíssima colaboração do Serviço Bíblica (SAB / Paulinas) e algumas outras entidades de estudos bíblicos. Para grupos de estudos bíblicos paroquiais é uma valiosa fonte de subsídios para o tema a ser estudado. O livro contém várias questões básicas como: a) Quem é o autor do livro de Miqueias? b) Quando e onde foi escrito? c) Qual é a finalidade do livro de Miqueias? etc.padre_brendan_coleman

Miqueias tem sete capítulos e o livro em apreço mostra claramente como estes capítulos podem ser distribuídos em quatro partes. Isto é algo importante porque os sete capítulos do livro alternam, num ritmo ternário, perspectivos de julgamento, em que se misturam censuras, ameaças, sentenças de condenação, lamentos e oráculos de salvação etc. dando um tom escatológico. Em termos gerais podemos dizer que o livro de Miqueias é contra as injustiças sociais da época. Tradicionalmente se aceita que os capítulos 1-3 são de fato de Miqueias (excluindo 2, 12-13), os trechos restantes são vistos por alguns como redações.

O fascículo aborda vários aspectos teológicos de Miqueias como: Injustiças, ouvir e escutar, a justiça e o direito, a misericórdia, o resto precioso de Israel e a esperança messiânica. O livro do SAB então oferece “Textos de aprofundamento” por quatro encontros e uma celebração final. Seria oportuno dividir estes quatro encontros para o Mês de setembro 2016. O primeiro encontro é sobre a missão de coragem em ser profeta; o segundo sobre Miqueias como profeta da justiça denunciando a opressão; o terceiro encontro trata do profeta: vivência da misericórdia; o quarto encontro é sobre a esperança messiânica: sonho da humanidade. Cada encontro é muito bem estruturado para facilitar um trabalho grupal. A celebração de encerramento com os cantos e leituras é muita rica especialmente o compromisso com a colocação da mão sobre a bíblia.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald

Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

 

 

 

 

Publicado em 31/08/2016 por

Comissão para a Comunicação da CNBB promove I Encontro Nacional de Agências Católicas

Encontro busca estimular maior integração entre os grupos profissionais católicos que atuam no campo da comunicação e publicidade

A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promoverá o I Encontro Nacional de Agências Católicas, no dia 22 de setembro, na sede da Conferência, em Brasília (DF). A reunião tem por objetivo iniciar um processo de maior integração dos grupos profissionais no campo da comunicação e publicidade que se autodenominam católicos. O bispo auxiliar de Porto Alegre, dom Leomar Brustolin, vai fazer uma conferência sobre a importância de usar os instrumentos de comunicação à serviço da fé.

“Esperamos que este encontro venha favorecer um contato fraterno entre os trabalhadores da comunicação no campo eclesial com o acento profissional. Ainda que se compreenda bem que se tratam de empresários, são cristãos católicos que querem servir à Igreja”, afirma o assessor da Comissão e coordenador do encontro, padre Rafael Vieira.

Além de convidados, o encontro também está aberto a outros grupos que lidam com a comunicação e se dirigem às dioceses e paróquias oferecendo serviços comerciais nesta área. Cadastradas junto à Comissão, 20 agências com sede em diversos estados brasileiros entraram na lista para qual foram enviadas cartas de convite a pedido do arcebispo de Diamantina (MG) e presidente da Comissão, dom Darci José Nicioli.

O contato das agências com a CNBB tem sido realizado, de modo geral, por meio da cooperação em alguns projetos especiais, mas essa é a primeira vez que se busca uma articulação desse grupo de profissionais católicos que acompanham paróquias e dioceses no campo da comunicação. “Uma ocasião na qual os profissionais católicos da área de publicidade possam se conhecer um pouco mais e ouvir da parte da CNBB uma palavra que pode ajudar na inspiração e animação do trabalho será de grande valia”, considera padre Rafael.

A estrutura da reunião foi pensada de modo que possa ajudar aqueles que não têm intenção de permanecer em Brasília e, assim, evitar gastos com outras despesas. O encontro iniciará às 10h e terminará por volta das 16h. Para participar, pede-se um investimento de 100 reais que deve ser feito na abertura da reunião e vai incluir o almoço no refeitório da própria Conferência.

Informações: Tel: (061) 2103 8300 ou pelo e-mail: comsocial@cnbb.org.br

 

fonte: CNBB

Publicado em 30/08/2016 por

[Artigo] A recompensa da vida eterna

A recompensa da vida eterna

Pe. Geovane Saraiva*

Jesus nos indica o caminho da verdade e da vida, através dele mesmo, ao se encarnar e entrar no mundo, realizando a vontade do Pai. Daí a importância de olhar para a grandeza do homem que se alimentava de gafanhotos e mel da selva, figura humana e divina que recebeu o maior de todos os elogios do seu Mestre e Senhor, no que Ele afirmou: “Dos nascidos de mulher, ninguém é maior que João Batista” (Mt, 11, 11). É no mistério indizível de Deus que é possível compreender a brutalidade e crueldade do crime, de uma pessoa que morreu ao testemunhar sua fé, ao denunciar mentiras e injustiças, concretamente na figura de João Batista. Sua morte faz-nos lembrar de todas as pessoas que, pela causa do Evangelho, conscientes de suas consequências, numa confiança inabalável, perderam e perdem a vida (cf. Mc 6, 17-29).padre-geovane_saraiva_t

O paradoxo do covarde assassinato de João Batista nos convence sempre mais da humildade generosa, da renúncia e da doação, nas palavras do Papa Francisco (28/08/2016): “Deus paga muito mais do que os homens! Ele nos dá um lugar muito mais bonito do que nos dão os homens! O lugar que Deus nos dá está perto de seu coração, e a sua recompensa é a vida eterna”.

Nossa atenção, no dia 29 de agosto, se volta para João Batista, filho do sacerdote Zacarias e de Isabel, conhecido como o “precursor” de Cristo pela palavra e pela vida (cf. Mc 17, 29). Tendo nascido seis meses antes do Messias de Deus, não exerceu função sacerdotal, a exemplo do seu pai Zacarias, mas foi mostrado ao mundo como pregador, como um homem que desempenhou bem sua função, anunciando um batismo de penitência para o perdão dos pecados. Seu grande trunfo encontrava-se na vinda do Salvador da humanidade. Sua vocação profética, desde o ventre materno, reveste-se de algo extraordinário, repleto de júbilo messiânico, ao preparar o nascimento do Salvador da humanidade.

Um homem foi enviado por Deus, e o seu nome se chamava João. O Evangelho de São João, logo no início, depois do prólogo, trata do batismo realizado por João no Rio Jordão, batizando o autor do batismo, tendo como ponto alto o seu encontro com Jesus, pois, ao vê-lo passar, reconhece-o e expressa deste modo: “Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo” (cf. Jo 1, 29).

É nesse sentido que olhamos com amor e carinho para a figura de João Batista, o maior de todos os profetas, que foi imolado sem alarde e sem julgamento, vítima de maldades e intrigas na Corte Real. Sua morte brutal e violenta nos faz pensar na nossa missão de batizados, anunciadores de novos tempos, numa mística que deveria ser profundamente marcada de coragem e esperança, personificada nos seres humanos, na aspiração e no compromisso com um mundo verdadeiramente de irmãos, numa Igreja com rosto pascal. O batismo de penitência que o acompanhou no anúncio prefigura o batismo segundo o Espírito, no sentido de que as pessoas abracem a fé, transformando-se em criaturas novas.

Para vivermos bem e realizados, é necessário que se faça o seguimento de Jesus de Nazaré, que tem origem no seu projeto de amor para conosco, a partir do exigente anúncio do “precursor”, realizado através da experiência central e decisiva, na obediência ao projeto do Pai em favor da humanidade, no exemplo doloroso supracitado, na acolhida da bela e indispensável missão de testemunhá-lo como luz e acolhê-lo no íntimo do coração. Amém!

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – geovanesaraiva@gmail.com

 

Artigos Relacionados

Publicado em 30/08/2016 por João Augusto

Boletim Informativo de agosto de 2016

Leia o Boletim Informativo da Arquidiocese de Fortaleza – em PDF (para download)

Visualize o Boletim Informativo da Arquidiocagosto-de-2016ese de Fortaleza – pelo ISSUU (On line)

Publicado em 26/08/2016 por

Região Sagrada Família celebra o Dia do Catequista 2016

Região Sagrada Família celebra o Dia do Catequista 2016

À luz do tema: “Catequista: discípulo-missionário da misericórdia do Pai” e do lema: “Como poderia compreender se ninguém me orienta?” (cf. At. 8,31), a Região Episcopal Metropolitana Sagrada Família celebrará no próximo domingo (28/08) a vocação laical, junto a muitos leigos que vivem em suas comunidades vivendo sua vocação específica na atuação como CATEQUISTAS. Será um dia festivo e de ação de graças com programação, a seguir:

06h30min – Chegada dos transportes (ônibus, vans etc) com os catequistas – Praça da Matriz de Maranguape

07h – Missa concelebrada (padres das paróquias) com todos os catequistas na Matriz de N. Sra. da Penha em Maranguape.CARTAZ-DIA-DO-CATEQUISTA

08h30min – Café da manhã no salão paroquial (ao lado da Igreja Matriz)

09h20min – Caminhada da Praça da Matriz até a Casa de Retiro Sagrada Família (Pirapora) com animação.

09h50min – Chegada à Casa de Retiro com uma reflexão sobre o tema e o dia do (a) catequista.

10h30min – Tempo livre para banho de piscina natural, trilhas ecológicas, conversas, músicas etc.

12h – Bênção e almoço de confraternização

14h – Encontro para informes, agradecimentos, apresentação das paróquias, entrega dos símbolos e alguns sorteios.

14h45min – Bênção de Envio.

15h – Encerramento e retorno dos catequistas para as paróquias de origem.

Com o retorno às paróquias, é sugerido a cada coordenação paroquial de catequese para que preparem e vejam como dar destaque e participação dos catequistas na missa ou celebração da palavra do final da tarde ou à noite na Igreja Matriz ou na Capela da comunidade. Para esse momento, foi produzido a pedido da comissão da CNBB um material pelo padre Rodrigo Ferreira da Costa, SDN que atua em Alta Floresta, na diocese de Sinop (MT) e outro a pedido da coordenação do Regional ao Pe. Justino, professor da ESPAC (Escola de Pastoral Catequética) da Arquidiocese. Os referidos materiais são roteiros de celebração fundamentada “de modo muito especial no Ano Santo da Misericórdia”, e que traz uma reflexão sobre as obras de misericórdia espirituais e corporais e outros aspectos do ano. Estes subsídios foram enviados para os e-mails das treze Paróquias e Área Pastoral que formam a referida Região com o intuito de ajudar “a rezar, a pedir a Deus que agracie com o dom de viver cada dia o perdão, o amor, a paz os relacionamentos pessoais, familiares e, de modo muito particular a missão como catequistas”.

A casa de Retiro Sagrada Família fica localizada no seguinte endereço: Estrada da Pirapora – Beco Orange, 100 – Pirapora – Maranguape – CE. Contatos: (85) 3341.3251 – fixo / 98719.7202 – Oi / 99946.6571 – Tim (WhatsApp).

Glaubércio Valentim – Animador da 2ª Urgência e Membro da Coordenação de Catequese da Região

 

  • Documentos anexos

Celebração Dia do Catequista R NE 1

CELEBRAÇÃO DA MISERICÓRDIA COM OS CATEQUISTAS 2016 CNBB

Publicado em 26/08/2016 por

Tema do Dia Mundial da Paz 2017: “A não violência, uma política pela paz”

Tema do Dia Mundial da Paz 2017: “A não violência, uma política pela paz”

Tema da Mensagem do Papa para o Dia Mundial da Paz 2017 – ANSA

26/08/2016 12:56
Cidade do Vaticano (RV) – Foi publicado nesta sexta-feira (26/08), o tema da Mensagem do Papa para o 50° Dia Mundial da Paz que se celebrará no dia 1° de janeiro de 2017.

A não-violência: estilo de uma política para a Paz”: este é o tema escolhido por Francisco para o próximo Dia Mundial da Paz, o quarto do seu Pontificado.

A violência e a paz estão na origem de dois modos opostos de construir a sociedade. A difusão dos focos de violência gera experiências sociais gravíssimas e negativas.

O Papa resume esta situação na expressão “Terceira guerra mundial em capítulos”.

Ao invés, a paz tem consequências sociais positivas e permite um verdadeiro progresso. Devemos, portanto, agir nos espaços possíveis, negociando caminhos de paz, até mesmo onde tais caminhos parecem tortuosos ou impraticáveis.

Diálogos de Paz

Deste modo, a “não violência” pode assumir um significado mais amplo e novo: não apenas aspiração, inspiração, rejeição moral à violência, às barreiras, aos impulsos destruidores, mas também método político realista, aberto à esperança.

Trata-se de um método político fundado na primazia do direito. Se o direito e a igual dignidade de cada ser humano são salvaguardados sem discriminações e distinções. Consequentemente, a “não violência”, entendida como método político, pode constituir um meio realista para superar os conflitos armados.

Direitos e deveres

Nesta perspectiva, é importante reconhecer, sempre mais, não o direito da força, mas a força do direito.

Com esta Mensagem para o Dia Mundial da Paz, o Santo Padre deseja indicar um passo ulterior, um caminho de esperança apropriado às circunstâncias históricas presentes: chegar à solução das controvérsias por meio de negociações, evitando que elas se degenerem em conflito armado.

Sensibilidade

Atrás desta perspectiva, há também o respeito pela cultura e a identidade dos povos, portanto, a superação da ideia segundo a qual uma parte é moralmente superior à outra.

Mas, ao mesmo tempo, isto não significa que uma nação possa ser indiferente diante das tragédias de outras. Pelo contrário, significa reconhecer a primazia da diplomacia diante dos estrondos das armas.

O tráfico mundial das armas é tão vasto a ponto de ser subestimado. O tráfico ilegal das armas sustenta muitos conflitos no mundo. A “não violência”, como estilo político, pode e deve fazer muito mais para superar este flagelo.

Tradição

O Dia Mundial da Paz teve início por desejo do Beato Paulo VI e é celebrado todos os anos no dia 1° de janeiro. A Mensagem do Papa é enviada a todas as Chancelarias do mundo e assinala as diretrizes diplomáticas da Santa Sé.

(MT)

Publicado em 26/08/2016 por

Dia do Catequista

Dia do Catequista – 4º Domingo do mês de Agosto.

 

A Coordenação de Catequese Arquidiocesana Parabéns a todos os catequistas pelo Dia do CATEQUISTA. O catequista são aqueles que se dedicam com tanto amor ao serviço da construção do Reino. E para  celebrarmos o seu dia trazemos com:

Tema: Catequista: Discípulo Missionário da Misericórdia do Pai

 Lema: Como poderia compreender se ninguém me orienta? (At 8,31)

cartaz_dia_do_catequista

Catequistas, você não é  só transmissor de ideias, conhecimento e doutrina, mas sobre tudo da sua experiência do encontro pessoal com Jesus. Encontro esse que possibilita aos outros um encantamento pelo Reino de Deus.

Ser catequista não é fácil, é uma tarefa que precisa de muita determinação, ânimo, doação e coragem. Pois catequizar é educar crianças, jovens e adultos na fé. Uma educação que será levada por toda a vida!

Em anexo, segue a Carta da Comissão para Animação Bíblico-catequética do Regional Nordeste I-Ceará e a sugestão de um roteiro celebrativo.

Em nível de Arquidiocese as comemorações acontecem em cada Região Episcopal/paroquial.

Parabéns Catequistas por essa missão tão linda!

Que Deus abençoe cada catequista, dando-lhe paciência, ânimo, coragem e força para continuar essa missão!

 

Roteiro celebrativo

Carta Regional por ocasião do Dia do Catequese

 

 

Publicado em 26/08/2016 por

Pastoral do Menor Arquidiocesana celebra dia nacional

Pastoral do Menor Arquidiocesana celebra dia nacional

No dia 27 de agosto, às 8h30min, na Praça do Passeio Público, no Centro a Pastoral do Menor da Arquidiocese Fortaleza, em sintonia com todos os Regionais, celebra o Dia Nacional da Pastoral do Menor. Nestes 29 anos de serviço, queremos agradecer, a presença de todos os agentes que fazem a diferença na vida das Crianças e Adolescente. A Pastoral do Menor Arquidiocesana trabalha nas seguintes Comunidades: Tancredo Neves, Granja Portugal, Planalto do Pici, Demócrito Rocha / Pici, Parque Santa Rosa, Pacajus.DIA_NACIONAL_PAMEN_2016

Informações pelos telefones: (85) 98847.2164 Rosemeire / 98604.3452 Benimar.

Por Francisca Nobre – Pastoral do Menor de Fortaleza

Publicado em 26/08/2016 por

Paróquia celebra festa de Nossa Senhora da Soledade, em Siupé

SOLEDADE_SUIPÉ

A Comunidade Nossa Senhora da Soledade do Siupé que faz parte da Paróquia de São Luís Gonzaga, no Pecém convida todas as comunidades através do seu Pároco, Padre Antonio Alves de Lima para os festejos da SENHORA DA SOLEDADE no período de 29 de agosto a 08 de setembro do corrente ano tendo como tema NOSSA SENHORA DA SOLEDADE, MÃE DA MISERICÓRDIA, AJUDA-NOS A CUIDAR DA CASA COMUM!”.

  • Programação 

    Dia 29 de Agosto (Segunda-Feira) – Abertura

    17h – Procissão nas proximidades da Igreja.

    18h – Santa Missa presidida pelo Pe. Antonio Alves.

    Convidados: Comunidade local.

    Ministério: Terço dos Homens (Siupé).

     

    Dia 30 de agosto (Terça-Feira)

    18h30min – 1ª Novena / Responsáveis: Liturgia.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Marcos Brito.

    Convidados: Muriti, Marco, Umarizeira e Maceió da Taiba.

    Ministério: Sopro do Espírito (Maceió).

     

    Dia 31 de agosto (Quarta-Feira)

    18h30min – 2ª Novena / Responsável: Homens do Terço.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. João Batista.

    Convidados: Matões, Amarela, Área Verde e Bolsa.

    Ministério: Infância Missionária (Tabuba).

     

    Dia 01 de setembro (Quinta-Feira)

    18h30min – 3ª Novena / Responsável: Batismo e Dízimo.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Virgínio.

    Convidados: Tabuba, Guaribas, Queimadas e Genipapeiro.

    Ministério: Deus Conosco (Tabuba).

     

    Dia 02 de setembro (Sexta-Feira)

    18h30min – 4ª Novena / Responsável: Apostolado da Oração.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Sávio.

    Convidados: Barra do Cauípe e São Gonçalo.

    Ministério: São Gonçalo.

     

    Dia 03 de setembro (Sábado) CAVALGADA

    18h30min – 5ª Novena / Responsável: Grupo de Oração.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Augusto.

    Convidados: Saquinho, A.C.B e A.C.C.

    Ministério: Filhos que Edificam (Siupé).

     

    Dia 04 de setembro (Domingo)

    18h30min – 6ª Novena / Responsável: Legião de Maria.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Tula.

    Convidados: Córrego do Coelho e Jacarequara.

    Ministério: Nossa Senhora da Soledade (Siupé).

     

    Dia 05 de setembro (Segunda-Feira)

    14h – CAMINHADA COM MARIA, saindo de SGA.

    18h30min – 7ª Novena / Responsável: Catequese – Crianças.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Helano.

    Convidados: Pecém e Colônia.

    Ministério : Pecém

     

    Dia 06 de setembro (Terça-Feira)

    18h30min – 8ª Novena / Responsáveis: Crismandos.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Francisco.

    Convidados: Parada e Caraúbas.

    Ministério: Jesus Vive (Parada).

     

    Dia 07 de setembro (Quarta-feira)

    18h30min – 9ª Novena / Responsáveis: Liturgia.

    19h – Santa Missa presidida pelo Pe. Rodrigo.

    Convidados: Taíba.

    Ministério: Taíba.

     

    Dia 08 de setembro (Quinta-feira) – ENCERRAMENTO

    17h30min – Procissão (ao redor da rua).

    18h – Santa Missa presidida pelo Pe. Antonio Alves.

    Convidados: Comunidade Local e Todas as Comunidades.

    Ministério: Coral Sementes do Amanhã (Siupé).

    Informações pelo telefone (85) 991479943 na Secretaria Paroquial.

 


QR Code Business Card